domingo, 31 de março de 2013

FELIZ PÁSCOA!!! PARA TODOS NÓS



A Páscoa é amor, fraternidade, união, e o meu desejo é que o seu domingo seja muito feliz e abençoado! 

Cristo morreu, mas ressuscitou, e fez isso somente para nos ensinar a matar nossos piores defeitos e ressuscitar as maiores virtudes sepultadas no íntimo de nossos corações. 

Que esta seja a verdade da sua e da nossa Páscoa!

E que eu possa continuar tendo uma amizade tão especial como todos vocês meus seguidores, meus círculos de amizade, enfim todos vocês visitantes! 

Feliz Páscoa! 
Roberta Carrilho 

Do hebreu Peseach, Páscoa significa a passagem da escravidão para a liberdade. É a maior festa do cristianismo e, naturalmente, de todos os cristãos, pois nela se comemora a Passagem de Cristo - "deste mundo para o Pai", da "morte para a vida", das "trevas para a luz".

Considerada, essencialmente, a Festa da Libertação, a Páscoa é uma das festas móveis do nosso calendário, vinda logo após a Quaresma e culminando na Vigília Pascal. 

Entre os seus símbolos encontram-se: 

O Ovo de Páscoa 
A existência da vida está intimamente ligada ao ovo, que simboliza o nascimento. 

O Coelhinho da Páscoa 
Por serem animais com capacidade de gerar grandes ninhadas, sua imagem simboliza a capacidade da Igreja de produzir novos discípulos constantemente. 

A Cruz da Ressurreição 
Traduz, ao mesmo tempo, sofrimento e ressurreição. 

O Cordeiro 
Simboliza Cristo, que é o cordeiro de Deus, e se sacrificou em favor de todo o rebanho. 

O Pão e o Vinho 
Na ceia do senhor, Jesus escolheu o pão e o vinho para dar vazão ao seu amor. Representando o seu corpo e sangue, eles são dados aos seus discípulos, para celebrar a vida eterna. 

O Círio 
É a grande vela que se acende na Aleluia. Quer dizer: "Cristo, a luz dos povos". Alfa e Ômega nela gravadas querem dizer: "Deus é o princípio e o fim de tudo". 

sábado, 30 de março de 2013

APRENDENDO COM MARTHA MEDEIROS


Em tempos insanos, de tanta gente maluca por vaidade, maluca por juventude, maluca por dinheiro, maluca por poder, os lúcidos destacam-se pela raridade. São aqueles que não inventam personagens de si mesmos, não se trapaceiam, não criam fantasias, ao contrário: se comprometem com a verdade. E se envolver assim com a transparência dos fatos requer uma integridade diabólica. Para olhar o bicho nos olhos é preciso ser bicho também. Enfrentar a verdade é quase um ato de selvageria.

Martha Medeiros


É PRECISO SE AUTO RESPEITAR E SE AUTO AMAR - Pe. Fábio de Melo ♥♥




"A maior prisão que podemos ter na vida é aquela quando a gente descobre que estamos sendo não aquilo que somos, mas o que o outro gostaria que fôssemos.

Geralmente quando a gente começa a viver muito em torno do que o outro gostaria que a gente fosse, é que a gente tá muito mais preocupado com o que o outro acha sobre nós, do que necessariamente nós sabemos sobre nós mesmos. 

O que me seduz em Jesus é quando eu descubro que nele havia uma capacidade imensa de olhar dentro dos olhos e fazer que aquele que era olhado reconhecer-se plenamente e olhar-se com sinceridade. 

Durante muito tempo eu fiquei preocupado com o que os outros achavam ao meu respeito. 

Mas hoje, o que os outros acham de mim muito pouco me importa [a não ser que sejam pessoas que me amam], porque a minha salvação não depende do que os outros acham de mim, mas do que Deus sabe ao meu respeito." 

♥Pe. Fábio de Melo

A ARTE DE CALAR



Calar sobre sua própria pessoa é humildade.

Calar sobre os defeitos dos outros é caridade.

Calar quando a gente está sofrendo é heroísmo.

Calar diante do sofrimento alheio é covardia.

Calar diante da injustiça é fraqueza.

Calar quando o outro está falando é delicadeza.

Calar quando o outro espera uma palavra é omissão.

Calar e não falar palavras inúteis é penitência.

Calar quando não há necessidade de falar é prudência.

Calar quando Deus nos fala no coração é silêncio.

SE ACHAR QUE PRECISA VOLTAR, VOLTE...



"Se achar que precisa voltar, volte

Se perceber que deve seguir, siga
Se estiver tudo errado, comece novamente,
Se estiver tudo certo, continue,
Se sentir saudade, mate-a
Se Perder um amor, não se perca
Se achá-lo, segure-o."

AVANCE SEMPRE



Na vida as coisas, às vezes, andam muito devagar. Mas é importante não parar. Mesmo um pequeno avanço na direção certa já é um progresso, e qualquer um pode fazer um pequeno progresso. Se você não conseguir fazer uma coisa grandiosa hoje, faça alguma coisa pequena. Pequenos riachos acabam convertendo-se em grandes rios.

Continue andando e fazendo.

O que parecia fora de alcance esta manhã vai parecer um pouco mais próximo amanhã ao anoitecer se você continuar movendo-se para frente. A cada momento intenso e apaixonado que você dedica a seu objetivo, um pouquinho mais você se aproxima dele. Se você pára completamente é muito mais difícil começar tudo de novo. Então continue andando e fazendo. Não desperdice a base que você já construiu. Existe alguma coisa que você pode fazer agora mesmo, hoje, neste exato instante.

O importante é não parar!!!

Autoria desconhecida


sexta-feira, 29 de março de 2013

FELICIDADE PODE DEMORAR - Luís Fernando Veríssimo

Disse tudo que eu queria falar ...
Obrigada Luís Fernando Veríssimo!
Roberta Carrilho


Às vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer senão continuar nossa jornada com nosso coração machucado.

Às vezes nos falta esperança. Às vezes o amor nos machuca profundamente, e vamos nos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa.

Às vezes perdemos nossa fé, então descobrimos que precisamos acreditar, tanto quanto precisamos respirar...é nossa razão de existir.

Às vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida, e se torna o nosso destino.

Às vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta nosso coração pela falta de uma única pessoa.

Às vezes a dor nos faz chorar, nos faz sofrer, nos faz querer parar de viver, até que algo toque nosso coração, algo simples como a beleza de um pôr do sol, a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa batendo em nosso rosto.

É a força da natureza nos chamando para a vida.

Você descobre que as pessoas que pareciam ser sinceras e receberam sua confiança, te traíram sem qualquer piedade.

Você entende que o que para você era amizade, para outros era apenas conveniência, oportunismo.

Você descobre que algumas pessoas nunca disseram eu te amo, e por isso nunca fizeram amor, apenas transaram.

Descobre também que outras disseram eu te amo uma única vez. E agora temem dizer novamente, e com razão, mas se o seu sentimento for sincero poderá ajudá-las a reconstruir um coração quebrado.

Assim ao conhecer alguém, preste atenção no caminho que essa pessoa percorreu, são fatores importantes: a relação com a família, as condições econômicas nas quais se desenvolveu (dificuldades extremas ou facilidades excessivas formam um caráter), os relacionamentos anteriores e as razões do rompimento, seus sonhos, ideais e objetivos.

Não deixe de acreditar no amor. Mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá.

Manifeste suas ideias e planos, para saber se vocês combinam. E certifique-se de que quando estão juntos, aquele abraço vale mais que qualquer palavra.

Esteja aberto a algumas alterações, mas jamais abra mão de tudo, pois se essa pessoa te deixar, então nada irá lhe restar.

Tenha sempre em mente que às vezes tentar salvar um relacionamento, manter um grande amor, pode ter um preço muito alto se esse sentimento não for recíproco.

Pois em algum outro momento essa pessoa irá te deixar e seu sofrimento será ainda mais intenso, do que teria sido no passado.

Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é necessário.

Existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e percorrê-lo.

A tristeza pode ser intensa, mas jamais será eterna.

A felicidade pode demorar a chegar, mas o importante é que ela venha para ficar e não esteja apenas de passagem..."

Luís Fernando Veríssimo

LEI DE OURO


Linda foto! Linda mensagem!
Perfeita a 'lei de Ouro' ou 'Causa e Efeito'!
É sábia e justa!!
Roberta Carrilho




DAR ERRADO NÃO É TÃO RUIM DIANTE DA ALTERNATIVA DE NUNCA TER TENTADO - Martha Medeiros


É sempre mais confortável transitar por terreno conhecido, mas que transformação advém da comodidade? Nenhuma. Exigem tantas explicações para nossas escolhas, tantas teorias e argumentações que justifiquem nossas atitudes, que se torna libertador devolver aos nossos inquisidores um "por que não?". O pior que pode acontecer é tudo dar errado. Pior em termos. Dar errado não é tão ruim diante da alternativa de nunca ter tentado. 

Martha Medeiros

ESTÁ EM FASE DE TESTES O CHIP QUE CONTROLA O APETITE E COMBATE OBSESIDADE

Fantástica notícia!
É uma alegria ver a ciência criando instrumentos 
para ajudar a humanidade.
Considero estes cientistas como seres inspirados
 pelo sopro divino da inteligência 
com missão para ajudar a evolução do orbe.
Tudo que é para o bem, tem o "Dedo de Deus!"
Roberta Carrilho



Chip poderá ser alternativa a cirurgias para redução de estômago (Foto: Divulgação)

Cientistas britânicos apresentaram em Londres um microchip "inteligente" desenvolvido para ser implantado no corpo humano com o objetivo de controlar o apetite e combater a obesidade.

Após testes satisfatórios nos laboratórios do Imperial College, os professores Chris Toumazou e Stephen Bloom anunciaram que os testes em animais estão prestes a começar. Testes em humanos são esperados em três anos.

O chip foi desenhado para ser implantado junto ao nervo vago (pneumogástrico), que regula o apetite e outras funções do organismos.

O circuito consiste em um "modulador inteligente" de poucos milímetros, implantado na cavidade peritoneal do abdome (na barriga). Ele será preso ao nervo vago por meio de eletrodos.

O chip e os eletrodos foram desenvolvidos para ler e processar estímulos elétricos e químicos do nervo que regulam o apetite.

Com base nos dados coletados, o chip poderá enviar estímulos elétricos ao cérebro, reduzindo o apetite.

"Será um controle do apetite, mais do que dizer: 'pare de comer de uma vez'. Então, talvez em ver de comer rápido, você coma mais devagar", explicou o professor Toumazou, em entrevista à BBC.

"Uma vez que o cérebro fica em alerta, ele receberá sinais similares àqueles recebidos do organismo após uma refeição, e esses sinais dizem para não comer mais, que os intestinos estão cheio de comida", explicou.

Segundo o professor Toumazou, o chip pode se tornar uma alternativa à cirurgia de redução do estômago, já que a nova técnica poderá controlar o apetite.

O fato de também identificar impulsos químicos deve tornar o chip mais efetivo, indicam os cientistas.

O projeto recebeu 7 milhões de euros do Conselho de Pesquisa Europeu.
Nervo vago

O nervo vago regula uma série de funções no organismo, como controlar a respiração, o ritmo cardíaco, a secreção de ácidos no sistema digestivo e a contração do intestino.

O nervo também indica ao cérebro como outros sistemas do organismo estão operando.

A equipe do Imperial College de Londres, no entanto, não é a única a pesquisar o tema.

A empresa de tecnologia médica EnteroMédics, dos Estados Unidos, criou um circuito que bloqueia o nervo para interromper estímulos de apetite.

Resultados dos primeiros testes do chip americano, que envolveram 239 pacientes, mostraram perda de até 20% do excesso de peso no corpo. A empresa, no entanto, disse que os resultados não foram tão bons quanto os esperados.

Outra empresa americana, a IntraPace, também desenvolveu técnica similar.


quinta-feira, 28 de março de 2013

quarta-feira, 27 de março de 2013

FELICIANO, ESTES BEIJOS SÃO PARA VOCÊ - Fora INFELIZciano!


Marcos Feliciano você não me representa!!!
Roberta Carrilho


Uma salva de palmas para todos que de alguma forma protestam contra este sujeito racista e homofóbico!
Fora INFELIZciano!



Yasmin Brunet e Antonia Morais dão selinho
 em protesto contra Feliciano:



O CAFÉ PENDENTE!

Fantástica ideia! 
Vamos compartilhar e instituir em nosso cotidiano 
esta pratica de 'cafés pendentes'. 
Fora da caridade não há salvação e 
um bom cafezinho faz bem para alma. 
Adorei!
Roberta Carrilho



"Entramos em um pequeno café, pedimos e nos sentamos em una mesa. Logo entram duas pessoas:

- Cinco cafés. Dois são para nós e três "pendentes".
Pagam os cinco cafés, bebem seus dois e se vão. Pergunto:

- O que são esses “cafés pendentes”?

E me dizem:
- Espera e vai ver.

Logo vêm outras pessoas. Duas garotas pedem dois cafés - pagam normalmente. Depois de um tempo, vêm três advogados e pedem sete cafés:
- Três são para nós, e quatro “pendentes”.

Pagam por sete, tomam seus três e vão embora. Depois um rapaz pede dois cafés, bebe só um, mas paga pelos dois. Estamos sentados, conversamos e olhamos, através da porta aberta, a praça iluminada pelo sol em frente à cafeteria. De repente, aparece na porta, um homem com roupas baratas e pergunta em voz baixa:
- Vocês têm algum "café pendente"?

Esse tipo de caridade, apareceu pela primeira vez em Nápoles. As pessoas pagam antecipadamente o café a alguém que não pode permitir-se ao luxo de uma xícara de café quente. Deixavam também nos estabelecimentos, não só o café, mas também comida. 

Esse costume ultrapassou as fronteiras da Itália e se difundiu em muitas cidades de todo o mundo."


ANIVERSÁRIO DA NEUSINHA






Neusinha é pequenina e delicada por fora e grande por dentro!
Sou muito fã desta garota!

A Neusinha é destas pessoas que encontramos pelo caminho que fazem toda a diferença no restante dele. Hoje a primeira coisa que fiz ao acordar foi pegar meu celular e ligar para ela. Queria que ela soubesse que é importante para mim, muito!

Nunca me esqueço do seu aniversário porque pessoas especiais e essenciais são assim... lembradas, queridas. 

Neusinha receba meu abraço fraterno e cheio de bons sentimentos: amor, paz, saúde, prosperidade, realizações, amor de novo e tudo mais que for do seu merecimento. 

Para finalizar meus pedidos, eu lhe desejo também bons sonhos e toda a sorte de Bençãos...que deseje o seu coração.

Sua amiga, ontem, hoje e sempre!
Roberta Carrilho


ANIVERSÁRIO DO RENATO RUSSO - HOJE FARIA 53 ANOS

Saudades!!! 
Um dos melhores poetas da minha geração...
Roberta Carrilho

Como ele disse: 
"Algumas coisas não precisam 
fazer sentido, basta valer a pena".




FAÇA A DIFERENÇA!

Que imagem linda!!
Roberta Carrilho


EVOLUÇÃO CIENTÍFICA: IDENTIFICADO FATOR GENÉTICO COMUM A CINCO DOENÇAS MENTAIS COMO DEPRESSÃO, AUTISMO, DÉFICIT DE ATENÇÃO (TDAH), ESQUIZOFRENIA E BIPOLARIDADE


Eu espero que no futuro muito próximo, os cientistas possam identificar no genoma humana, através de exames genéticos quais são as doenças que o individuo possui. Através desse diagnóstico  poderá o tratamento ser direcionado de forma mais eficaz com medicamentos e dosagens mais precisas. 

Realmente é um avanço incrível esta descoberta. Estou muito esperançosa que isso ocorra e nisso eu possa submeter minha filha a testes para identificar se ela é portadora ou não de alguma doença mental herdada geneticamente do pai biológico. As chances são mais 70%, porém, por outro lado há 30% dela não ser portadora de nenhuma doença. 
Ainda resta uma esperança. 
Roberta Carrilho


Estudo feito com milhares de pessoas encontrou variações genéticas comuns a depressão, autismo, TDAH, esquizofrenia e bipolaridade. Descoberta pode abrir caminho para novas formas de diagnosticar condições


Genética: Pesquisa encontra variações em genes comuns a cinco das principais desordens psiquiátricas (iStockphoto)

Pela primeira vez, pesquisadores chegaram à conclusão de que cinco dos principais distúrbios psiquiátricos dos quais a população mundial sofre — depressão, autismo, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), transtorno bipolar e esquizofrenia — compartilham uma série de fatores genéticos em comum. A descoberta faz parte do maior estudo já feito sobre a relação entre genética e doenças mentais. E, segundo os especialistas, o achado pode fazer com que essas doenças passem a ser diagnosticadas também com base em suas causas – por exemplo, em fatores biológicos —, e não apenas em seus sintomas descritivos, como é feito atualmente.

O trabalho, publicado nesta quinta-feira na revista médica The Lancet, foi desenvolvido pelo Consórcio de Psiquiatria Genômica (PGC, sigla em inglês), que reúne diversos pesquisadores para estudar as informações genéticas de desordens psiquiátricas. “Essa análise fornece a primeira grande evidência de que fatores de risco genético e molecular, individuais ou agregados, são compartilhados entre cinco transtornos mentais que surgem na infância ou na vida adulta e que são tratados em categorias distintas na prática clínica”, diz Jordan Smoller, diretor da Unidade de Genética Psiquiátrica e de Neurodesenvolvimento do Hospital Geral de Massachusetts, da Universidade Harvard, Estados Unidos, e coordenador da pesquisa.

Avaliação — No trabalho de Smoller, foi analisado o genoma de 33.332 pacientes que apresentavam uma das cinco doenças psiquiátricas descritas no estudo (TDAH, autismo, bipolaridade, esquizofrenia e depressão) e o de outros 27.888 indivíduos que faziam parte de um grupo de controle.

Ao comparar o genoma dos dois grupos, os pesquisadores buscaram diferenças no DNA dos participantes e encontraram similaridades em algumas regiões do material genético entre pessoas que tinham algum transtorno psiquiátrico. De acordo com a pesquisa, uma variação em dois genes específicos foi o fator genético mais fortemente associado ao maior risco desses cinco distúrbios. Esses genes são o CACNB2 e o CACNA1C, que já haviam sido relacionados ao transtorno bipolar e à esquizofrenia anteriormente. Ambos são importantes para regular o fluxo de cálcio nas células do cérebro.

Leia também:

Diagnóstico e tratamento — Para os pesquisadores, os resultados mostram que esses dois genes podem se tornar um alvo para novos tratamentos contra as cinco doenças psiquiátricas. Além disso, eles acreditam que futuras pesquisas possam comprovar a ideia de que o fluxo dos níveis de cálcio nas células cerebrais é fundamental para o surgimento de todas essas cinco doenças. “Nossos resultados fornecem novas evidências que podem promover um passo além dos sintomas descritivos na psiquiatria e na direção de classificar as doenças com base em causas subjacentes. Esse estudo é particularmente relevante tendo em vista a revisão do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM) e da Classificação Internacional de Doenças (CID)”, diz Smoller.

Em um comentário que acompanha o estudo, Alessandra Serretti e Chiara Fabbri, pesquisadoras do Departamento de Ciências Biomédicas e Neuromotoras da Universidade de Bolonha, na Itália, consideraram que “muito progresso foi feito” com essa pesquisa. “O presente estudo pode contribuir para um futuro sistema de diagnósticos que poderia ser baseado não somente em categorias clínicas, mas também em fatores biológicos que ajudariam o médico a determinar um tratamento adequado a seu paciente”, escreveram.

Especialista responde

Ricardo Alberto Moreno: Médico psiquiatra e coordenador do Programa de Doenças Afetivas  - GRUDA, do Instituo de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

“A importância desse estudo é que ele mostra que caminhamos cada vez mais para circundar as doenças psiquiátricas sob todos os seus aspectos. Ou seja, sintomas e sinais, curso e evolução, antecedentes familiares e biologia, que inclui genética, imagens cerebrais e outros potenciais marcadores em estudo.

A classificação das doenças na psiquiatria ainda é descritiva, ou seja, os transtornos são catalogados de acordo com a presença de sinais e sintomas. Esse modelo não é perfeito, mas nos permite trabalhar de uma forma mais ou menos uniforme para identificar os pacientes e assim estabelecer estratégias de tratamentos específicas.

Seria ideal ter um marcador biológico diagnóstico para os transtornos psiquiátricos. Entretanto, estamos longe disso porque, para a manifestação da doença, há a contribuição de vários fatores, entre eles os genéticos e os relacionados à interação do ambiente. Ou seja, o indivíduo geralmente herda a predisposição para a doença e sua manifestação vai depender do equilíbrio entre fatores como negligência ou abuso na infância, exposição a situações estressantes, além de doenças e traumatismos físicos.

Há outras doenças médicas que, apesar de terem uma via comum, ainda são diagnosticadas de forma clínica, como as doenças autoimunes e inflamatórias. Somente no futuro, mais dados da biologia molecular e de outros potenciais marcadores biológicos poderão contribuir para um diagnóstico mais preciso."


http://veja.abril.com.br/noticia/saude/identificado-fator-genetico-comum-a-cinco-doencas-mentais



segunda-feira, 25 de março de 2013

MORALIDADE NOS CONCURSOS PÚBLICOS



Para assinar este abaixo-assinado copia este link (vermelho) entra no site da Anpac, preenche seus dados e clica 'eu assino! Eu antecipadamente agradeço a sua participação como cidadão(ã) ativa. Vamos moralizar os concursos públicos com a promulgação do Estatuto do Concurso Público - PL 74/10 - parado na Comissão do Senado (Relatoria do Senador Áecio Neves)

http://www.anpac.org.br/portal/index.php/queremos-lei

A Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac), entidade que zela pelos direitos dos concursandos e pela moralidade nos concursos públicos, afirma que recebe inúmeros emails por dia dos candidatos denunciando irregularidades nos editais. "Cerca de 95% dos emails recebidos pela entidade são de denúncias e "aberrações" cometidas pelas bancas examinadoras", afirma o presidente da entidade, prof. Ernani Pimentel, acrescentando ainda, que o problema se agravou por causa do aumento no volume de concursos nos últimos cinco anos e no número de inscrições que é da ordem de 12 milhões por ano

"As bancas não estão dando conta da grande demanda de concursos, o que prejudica o andamento dos certames e abre brechas para irregularidades", completa.

A Anpac ressalta também que é de suma importância uma norma jurídica que regulamente os concursos e, diante da falta de uniformidade e uma lei específica para o setor, a entidade já elaborou o Estatuto do Concurso Público e está tentando, até agora, um encontro com o Ministro do Planejamento. 

"Nosso objetivo é uma lei que sirva para todos os processos em todo o país, uniformizando assim os editais", afirma Ernani Pimentel.

Por que isto é importante

Os concursos públicos atraem uma multidão de candidatos - estima-se que 12 milhões de brasileiros por ano -, mas ainda carecem de regulação no Brasil. Há brechas, por exemplo, na preparação de divulgação de editais, na elaboração de provas e na convocação dos aprovados. Isso alimenta queixas de candidatos, motiva ações judiciais e, sem dúvida, não faz bem aos cofres públicos. Só no Rio de Janeiro, 15% de todas as 100.000 mil reclamações que chegaram à Ouvidoria do Ministério Público Estadual nos últimos 2 anos são referentes a concursos públicos. 

É apenas uma fração do problema. 

"Muitas cidades têm dificuldade em contratar empresas experientes para realizar o concurso. As provas acabam sendo feitas às pressas ou por pessoas mal qualificadas, aumentando não só as chances de erro como também de fraude." diz Maria Thereza Sombra, Presidente da Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac). Diariamente, a Associação recebe uma média de 50 e-mails com queixas de concurseiros que se sentem lesados. 

A maioria deles se refere a concursos feitos por um dos 5.570 municípios brasileiros. De olho nas brechas legais, ao menos 16 projetos de lei tramitam no Congresso Nacional desde 2000. O principal deles é o projeto de lei 74/10. 

Incorporando ideias de vários outros ele ganhou força no Congresso, além do nome Estatuto do Concurso Público. O texto está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado para posterior votação desta Casa. Em seguida segue para a Câmara, e, se aprovado, segue à sanção presidencial. 

O instituto jurídico do concurso público é de extrema importância em um Estado Democrático de Direito que se quer fazer efetivo. 

Por meio dele se extrai e se desenvolve a chamada meritocracia, a qual representa a consolidação de diversos princípios administrativos voltados à proteção do interesse público, dentre os quais se destaca a legalidade, impessoalidade, moralidade e eficiência. Por meio do concurso público a máquina administrativa se fortalece, visto que aqueles que comporão os seus quadros serão pessoas mais qualificadas e mais isentas de fisiologismos políticos, travando uma batalha de frente com as retrógadas e nefastas formas de preenchimentos desses quadros: sorteio, sucessão hereditária e arrendamento de cargos públicos. 

O nosso ordenamento jurídico representado de forma magna pela Constituição da República Federativa do Brasil não pode estar à mercê daqueles que detém o poder, justificando seus mandos e desmandos, muitos deles ilícitos e imorais. 

A aprovação desta lei fortalecerá esse instituto de modo a dotar os certames públicos da segurança jurídica necessária e imprescindível para que seus efeitos realmente possam ser verificados na prática. 

Regulamentar o modo como ocorre a seleção dos cargos e empregos públicos no Brasil em todas as suas esferas de governo é simplesmente garantir que se tenha um país que os empregados e servidores públicos sejam realmente engajados no propósito de servir aos interesses de seu povo. Somente um processo de seleção pública ocorrido de forma íntegra, proba, objetiva, é que a lisura para a escolha desses indivíduos restará sóbria e o resultado não poderá ser outro: um Estado Democrático de Direito com mais neutralidade política, menos demagogia e mais eficiência!

http://www.anpac.org.br/portal/index.php/institucional/editorial/86-moralidade-nos-concursos

http://www.avaaz.org/po/petition/A_celeridade_na_tramitacao_do_Projeto_de_Lei_7410_que_cria_o_que_se_vem_denominando_de_Estatuto_do_Concurso_Publico/?fBTLJab&pv=5


quinta-feira, 21 de março de 2013

EXISTE FILHO PREDILETO? SIM, EXISTE, E PORQUE NÃO? - Cintia Liana Reis de Silva - Psicóloga

Para minha filha Maria Eduarda
que gosta de brincar com suas Barbies... 
Estas bonecas são lindas! 
mamãe

A exposição "Barbie Terras Distantes" traz mais de 200 bonecas com roupas típicas de 50 países dos cinco continentes.

Barbie Russa
Barbie Espanhola
Barbie Mexicana
Barbie Francesa
Barbie Brasileira
Barbie Holandesa
Barbie Indiana
Barbie Havaiana
Barbie Chilena
Barbie Imperatriz Chinesa
Barbie Africana
Barbie Árabe
Barbie e Ken Mexicanos
Barbie e Ken Holandeses

Entre as raridades estão a Brazilian Bonanza, criação do estilista americano Bob Mackie, que presta homenagem ao Brasil. Fora ela há bonecas inspiradas na Índia, Espanha, México, Holanda...

Para entrar no clima, a brincadeira começa em um balcão de aeroporto, com a opção de fazer check in. Na brinquedoteca, com as monitoras vestidas de aeromoças, os participantes ganham um passaporte da Barbie que pode receber carimbos de diversos países.

A atração traz ainda um mapa, com informações sobre diversos países e totens que mostram a distância em quilômetros entre São Paulo e diversas cidades.

O espaço ainda traz uma réplica em tamanho gigante da caixa da boneca e uma cabine telefônica para falar com a Barbie.

ANOTE NA AGENDA

"Barbie Terras Distantes"

Quando: Até 5/5. Domingo a quinta, das 12h às 20h. Sexta e sábado, das 10h às 22h
Onde: Shopping Eldorado - SP (av. Rebouças, 3.970, Pinheiros; tel. 0/xx/11/2197-7810)
Quanto: gratuito




terça-feira, 19 de março de 2013

NA VERDADE É BEM SIMPLES. O SER TRANSCENDE A APARÊNCIA

Não adianta a pessoa tentar mostrar ser uma pessoa x ou y.

Nós de um modo geral sem sabermos de nada 

pressentimos que têm algo errado com aquela outra pessoa.

Uma sensação de desconforto, desconfiança.

É como um alerta silencioso que toca a nossa alma dizendo:
'Cuidado se afaste! Esta pessoa tem algo de misterioso, nebuloso!'

De vez em quando caímos nesta armadilha de nos envolver 

com essas pessoas 'problemáticas, mesmo sentindo que 
tem algo diferente e estranho no comportamento, 
no olhar, no expressar delas.

Eu creio que isto acontece porque somos seres 

falíveis e temos estas fases de baixa resistência. 
São fases normais e sem querer nos envolvemos 
e nos apaixonamos pelas pessoas erradas.

Somos humanos e inegavelmente buscamos acolhimento e atenção.

Precisamos ser amados e essas pessoas chegam perto de nós  
e nos envolve e convence de tal maneira 
que acabamos tornando presas fáceis.

Elas são manipuladoras e distorcem a realidade 
a favor das suas intenções (consciente ou inconscientemente).
Isto não importa se elas fazem assim ou assado, 
porque o resultado é dor.

Deixamos de dar atenção a este mecanismo maravilhoso que

Deus nos concede que é a nossa intuição e pressentimento! 

Este é o erro! 

Em não darmos ouvidos ao nosso coração 
a nossa alma.

Apesar de cairmos nessas ciladas da vida,  

temos que aprender a levantar e recomeçar tudo de novo.

Dos escombros renasceremos mais sábios e humanizados.

E neste aprendizado: viver, sobreviver e renascer
Fortaleceremos nossa fé em nós mesmos e na vida. 
Ficaremos mais seguros! Acreditem! 
Eu fui uma sobrevivente
E hoje sou uma vivente!

Não podemos deixar uma pessoa má 
nos condene a uma vida de medo, solidão.
O passado tem que passar!

Existem pessoas e pessoas.
Roberta Carrilho










SÓ O RISO, O AMOR E O PRAZER MERECEM REVANCHE. O RESTO, É MAIS QUE PERDA DE TEMPO... É PERDA DE VIDA - Chico Xavier




AS PESSOAS TÊM MEDO DAS MUDANÇAS... EU TENHO MEDO DE QUE AS COISAS NUNCA MUDEM - Chico Buarque




EM FRENTE OU ENFRENTE. VOCÊ ME ENTENDE?




MORALISTA É UM INVEJOSO DE PRAZER ALHEIO




PALAVRAS QUANDO NÃO ANDAM SINCRONIZADAS COM NOSSOS PÉS, NÃO CHEGAM A LUGAR ALGUM.




NÃO SOU DESCENDENTE DE ESCRAVOS. EU DESCENDO DE SERES HUMANOS QUE FORAM ESCRAVIZADOS - Makota Valdina



SER FELIZ NÃO CUSTA NADA? CUSTA CARO - Fernanda Gaona




CRESCER CUSTA, DEMORA, ESFOLA ...





SÓ LIGUE SE TIVER VONTADE, SÓ VENHA SE QUISER ME VER ...



MANSIDÃO É PODER SOB CONTROLE - Mike Bickle




PACIÊNCIA X ENROLAÇÃO - Martha Medeiros




segunda-feira, 18 de março de 2013

O CURIOSO CASO DE BENJAMIM BUTTON

Quanto amor e sensibilidade do personagem Benjamim 
deixou para sua filha antes de morrer.
Interessante o paralelismo entre o
nascer-velho e morrer-novo.
Adorei este filme!
Aprendi muito...
Roberta Carrilho









Cenas do filme: 
O CURIOSO CASO DE 
BENJAMIM BUTTON

Trecho da carta do personagem "Benjamin Button" a sua filha Caroline no final do filme:

“Nunca é tarde demais ou cedo demais para ser quem você quer ser. Não há limite de tempo. Comece quando quiser. Mude ou continue sendo a mesma pessoa. Não há regras para isso. Você pode tirar o máximo proveito ou o mínimo. Espero que tire o máximo. Espero que veja coisas surpreendentes. Espero que sinta coisas que nunca sentiu antes. Espero que conheça pessoas com um ponto de vista diferente. Espero que tenha uma vida da qual se orgulhe.E se não se orgulhar dela, espero que encontre forças para começar tudo de novo.”



FRASES:

"nós nunca seremos tão jovens como somos agora... você nunca estará tão bonita como está neste momento... " 

"A vida só pode ser compreendida olhando para trás, mas só pode ser vivida olhando para frente."

"A vida seria infinitamente mais feliz se pudéssemos nascer aos 80 anos e gradualmente chegar aos 18."

"É relaxante, confortável, saber que quem amamos estão dormindo nas suas camas, onde nada as pode magoar."

"Podemos ficar zangados com as situações, podemos reclamar ou amaldiçoar o destino.Mas quando chega o fim, temos que aceitar!"

"Ela me ensinou a tocar piano e me ensinou o significado de perder alguém."

"Não me lembro do nome dela, a verdade é que as pessoas que mais marcam nossas vidas, são as que esquecemos os nomes."

"Para as coisas importantes, nunca é tarde demais, ou no meu caso, muito cedo, para sermos quem queremos.

"Nossas vidas são definidas por oportunidades, mesmo as que perdemos." 

"Estamos destinados a perdermos as pessoas que amamos. De que outra forma saberíamos o quanto elas foram importantes?"


domingo, 17 de março de 2013

LIBERDADE, LIBERDADE ABRE AS ASAS SOBRE NÓS



Meu recado para o deputado federal Cláudio Cajado (DEM-BA)
Atual presidente da Procuradoria da Câmara Federal.
Presta atenção!!! Ditadura não!!!
Roberta Carrilho




Para complementar o post que publiquei anterior a este sob o título: " O PODER LEGISLATIVO - CÂMARA FEDERAL FLERTA COM A CENSURA NA WEB - QUEREM INSTITUIR UMA LEI DA MORDAÇA!!! Laryssa Borges e Renata Honorato "trarei no texto abaixo a transcrição de alguns PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS e DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS, ambos expressos no texto Constitucional em vigor.

A Constituição abre seu título com uma série de princípios informadores do Estado brasileiro: republicano, federativo e democrático. "Democracia significa: o regime do povo, pelo povo e para o povo" (art. 1º, caput). Vou me deter nesse último que interessa na pauta em questão:

ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO
É um aperfeiçoamento do tradicional conceito do Estado de Direito. Historicamente bastava para a identificação do regime democrático. O Estado de Direito é o Estado regido por leis em contraposição à concepção absolutista de Estado, que é regido pela força, pela vontade do monarca. De acordo com José Afonso da Silva, o Estado de Direito, um conceito próprio do liberalismo, apresenta três características básicas: a) império das leis; b) divisão dos poderes; e c) enunciado e garantia de direitos individuais.

DIREITO À LIBERDADE OU ÀS LIBERDADES
Liberdade é a faculdade que uma pessoa possui de fazer ou não fazer alguma coisa. Envolve sempre um direito de escolher entre duas ou mais alternativas, de acordo dom sua própria vontade. O direito de liberdade não é absoluto, pois, a ninguém é dada a faculdade de fazer tudo o que bem entender. Essa concepção de liberdade levaria à sujeição dos mais fracos pelos mais fortes. Para que uma pessoa seja livre é indispensável que os demais respeitem a sua liberdade. Em termos jurídicos, é o direito de fazer ou não fazer alguma coisa, senão em virtude da lei. Um indivíduo é livre para fazer tudo o que a lei não proíbe. Considerando o princípio da legalidade (art. 5º, II), apenas as leis podem limitar a liberdade individual.

Como adverte José Afonso da Silva, "não cabe discutir a fundo as bases filosóficas do problema da liberdade num trabalho sobre direito positivo". Em resumo, existem duas grandes tendências a respeito da questão liberdade. Para os adeptos do "livre-arbítrio", o homem teria a faculdade de escolher o seu próprio destino, possuindo plena liberdade de agir de acordo com a sua consciência. Para os adeptos do "determinismo", a faculdade de escolha do ser humano seria determinada pelas circunstâncias. É certo ainda que existem correntes intermediárias. Mas é importante ressaltar que o homem, como ser racional, é sujeito e objeto da história. Atua de acordo com sua vontade, mas esta é condicionada por diversas circunstâncias do meio social em que nasceu e vive.

Alguns autores preferem tratar do direito às liberdades, pois existem diversas modalidades, com conceitos e tratamentos distintos. Há liberdades de pensamento, de locomoção, de expressão coletiva e de ação profissional.

LIBERDADE DE PENSAMENTO
O pensamento, em si, é absolutamente livre. Ninguém possui condições de controlá-lo, de conhecer o que, de certo ou errado, passa pela mente de um ser humano. Está absolutamente fora do poder social. O pensamento pertence ao próprio indivíduo, é uma questão de foro íntimo. A tutela constitucional surge no momento e que ele é exteriorizado com a sua manifestação. Se o pensamento, em si, é absolutamente livre, sua manifestação já não pode ser feita da forma descontrolada, pois o abuso desse direito passível de punição. Essa é a razão pela qual a Constituição, em seu art. 5º, IV, estabelece que "é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato".

VEDAÇÃO DO ANONIMATO
Se a Constituição assegura a liberdade de manifestação de pensamento, as pessoas são obrigadas a assumir a responsabilidade do que exteriorizam. Ninguém pode fugir da responsabilidade do pensamento exteriorizado, escondendo-se, covardemente, soba forma do anonimato. O direito de manifestação de pensamento deve ser exercido de maneira responsável. Não se tolera o exercício abusivo desse direito em detrimento da honra da demais pessoas. No caso da imprensa, responde pela informação abusiva do direito de manifestação de pensamento o autor da notícia. Tratando-se de matéria sem indicação do autor, responderão por eventual abuso as pessoas responsáveis pelo jornal ou periódico.

DIREITO DE RESPOSTA
No art. 5º, V, a Constituição assegura: "o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem. Trata-se do exercício de um direito de defesa da pessoa que foi ofendida em razão da publicação de uma notícia inverídica ou errônea. A pessoa atingida tem o direito de apresentar sua resposta ou retificação, oferecendo a sua versão dos fatos, em dimensões iguais à exercido sem prejuízo que deu causa a esse direito, que pode ser exercido sem prejuízo de eventual ação de indenização por danos materiais, morais ou à imagem. A Constituição de 1988 inovou ao assegurar expressamente a indenização por danos morais. As indenizações por danos materiais e morais são acumuláveis, conforme entendimento já consagrado na Súmula 37 do Superior Tribunal de Justiça.

LIBERDADE DE MANIFESTAÇÃO DE PENSAMENTO
Após anos de censura política e ideológica durante o regime militar instaurado em 1964, o constituinte de 1988, com a redemocratização do País, evidenciou sua preocupação em assegurar ampla liberdade de manifestação de pensamento, o que fez em diversos dispositivos constitucionais. O art. 5º, IV, estabelece que "é livre a manifestação do pensamento". O inciso IX desse mesmo artigo reitera, de forma mais específica, que "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de COMUNICAÇÃO, independemente de censura ou licença". Essa liberdade deve ser exercida de forma responsável, assegurando a Constituição, em caso de abuso, direito de resposta, além de indenização moral e material à pessoa ofendida. A liberdade de exteriorização do pensamento é assegurada nas diversas áreas do conhecimento humano, abrangendo liberdade de cátedra (CF, art. 206, II - "liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber), de informação jornalística (CF, art. 220 e seus parágrafos) e a liberdade científica e artística.

PROIBIÇÃO DA CENSURA E DA LICENÇA
A Constituição de 1988, preocupada em assegurar ampla liberdade de manifestação do pensamento, veda expressamente qualquer atividade de censura ou licença (art. 5º, IX). Por "Censura" entende-se a verificação da compatibilidade entre um pensamento que se pretende exprimir e as normas legais vigentes. Por "Licença", a exigência de autorização de qualquer agente ou órgão para um pensamento possa ser exteriorizado. Ao dispor sobre os veículos de comunicação social, essa preocupação do constituinte foi reiterada em termos abrangentes em dois parágrafos do art. 220 do texto constitucional: "§2º É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística" e "§6º A publicação de veículo impresso de comunicação independe de licença de autoridade". Jornais, revistas e periódicos não precisam de autorização de qualquer agente ou órgão público para que possam se postos em circulação. Seus textos não estão sujeitos a controle por parte do Estado. Eventuais abusos devem ser punidos na forma da lei, mas não podem obstar a liberdade de manifestação de pensamento.

LIBERDADE DE OPINIÃO E DIREITO DE CRÍTICA
O direito de opinião e o direito de crítica são decorrências necessárias da liberdade de manifestação de pensamento. Trata-se do direito de emitir juízo de valor sobre os fatos da vida social, bem como apreciações de caráter negativo sobre os fatos da vida em seus mais diversos aspectos: social, político, artístico, esportivo. Em relação aos que exercem cargos públicos ou figuras públicas, a fiscalização a suas atividades é ainda maior. Já decidiu o Supremo Tribunal Federal - STF que "não caracterizará hipótese de responsabilidade civil a publicação de matéria jornalística cujo conteúdo divulgar observações em caráter mordaz ou irônico ou, então, veicular opiniões em tom de crítica severa, dura ou, até, impiedosa, ainda mais se a pessoa a quem tais observações forem atingidas ostentar a condição de figura pública, investida ou não, de autoridade governamental, pois, em tal contexto, a liberdade de crítica qualifica-se como verdadeira excludente anímica, apta a afastar o intuito doloso de ofender" (informativo STF, n. 658, Rel. Min. Celso de Mello).

DIREITO DE INFORMAÇÃO
O direito de informação contém um tríplice alcance: o direito de informar, o de se informar e o de ser informado. A Constituição Federal, em diversos incisos do art. 5º, tutela o direito de informação. No inciso XIV, estabelece que "é assegurado a todos o acesso à informaçã". No XXXIII, complementa que "todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular". Finalmente, em caso de violação desse direito, a Constituição criou o "habeas data", uma ação constitucional para proteger os indivíduos de banco de dados públicos ou abertos ao público, com dupla finalidade: conhecimento do conteúdo das informações e concessão da possibilidade de retificação (art. 5º, LXXII).

A LIBERDADE DE INFORMAÇÃO JORNALÍSTICA (ART. 220, § 1º)
A Constituição assegura a "plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social". Trata-se de um direito de conteúdo mais abrangente que o tradicional conceito de liberdade de imprensa, que assegura o direito de veiculação de impressos sem qualquer restrição por parte do Estado. A liberdade de informação jornalística compreende o direito de informar, bem como o do cidadão de ser devidamente informado. Qualquer legislação infraconstitucional que constitua embaraço à atividade jornalística, por expressa disposição de nossa Carta Magna, deve ser declarada inconstitucional (CF, art. 220, §1º). A liberdade de informação jornalística deve ser exercida de forma compatível com a tutela constitucional da intimidade e da honra das pessoas, evitando situações de abuso ao direito de informação previsto na Constituição. Em casos de excessos em notícias divulgadas pelos veículos de comunicação social, a jurisprudência tem considerado indenizáveis os danos materiais e morais decorrentes desse abuso. Como observa Vidal Serrano Nunes Jr., o direito à liberdade de informação possui dupla face: uma defesa da imprensa contra o Estado e outra de defesa do cidadão contra os veículos de comunicação.

O Supremo Tribunal Federal, em arguição de descumprimento de preceito fundamental, com o voto do Min. Rel. Carlos Britto, declarou não recepcionada pela Constituição de 1988 a Lei n. 5.250/67, pois, "a Lei de Imprensa foi concebida e promulgada num longo período autoritário, o qual compreendido entre 31/03/64 e o início de 1985 e conhecido como 'anos de chumbo' ou 'regime de exceção', regime esse patentemente inconciliável com os ares da democracia resgatada e proclamada na atual Carta Magna" (Informativo STF, n. 554).

Teoria Geral da Constituição e Direitos Fundamentais 
Rodrigo César Rebello Pinho 
Editora Saraiva