quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O QUE É FELICIDADE? Martha Medeiros


Martha Medeiros sempre lúcida e profunda.
Adorei este texto! Admiro cada dia mais...
Roberta Carrilho

"Ser feliz para sempre é o final que todos nós sonhamos para nossa história pessoal. (...) A felicidade muda de significado várias vezes durante o percurso de uma vida. Ninguém sabe direito o que é felicidade, mas definitivamente não é acomodação. Acomodar-se é o mesmo que fazer uma longa viagem no piloto automático. Muito seguro, mas que aborrecimento. É preciso um pouquinho de turbulência para a gente acordar e sentir alguma coisa, nem que seja medo."

Martha Medeiros

FOTO - IRMÃS CARRILHO (eu)

Olha eu e a Renata sentadas na casa do meu avô Zequita Carrilho (pai do meu pai), brincando com meus primos. A gente tinha o costume de usar as roupas iguais, como nesta foto, os nossos vestidos além de serem iguais eram da mesma cor, mas o 'normal' era a nossa mãe colocar o mesmo modelo de vestido em cores diferentes.

Outro costume daquela época era as irmãs ou os irmãos usarem a mesma roupa (iguais ou de um para o outro). Os pais mandavam fazer aquelas fotos aonde aparecia o nosso rostinho, cada um de um jeito, um monte  no papel em preto e branco ou sépia. Ah! outra coisa que me lembrei agora e quem nasceu na década de 60 a 70 também deve se lembrar: era tradição quando íamos formar na 4ª série do ensino primário tirávamos aquela foto com uniforme, sentados e em cima da mesa sempre tinha um globo terrestre do lado esquerdo. rsrsrsrs

Não sei se são bons tempos ou não, mas me lembro que quando éramos crianças tínhamos mais afeto e respeito com as pessoas. Os valores eram muito diferente de hoje em dia. Muito mesmo!

Família ...
 ... laço que une sua família verdadeira não é de sangue, mas de respeito e alegria pela vida um do outro. ( Richard Bach )
Estou particularmente saudosista!
Roberta Carrilho

Gleidson, Renata e eu


FOTOS - IRMÃOS CARRILHO

Olha como eu era bonitinha e com uma carinha de sapeca rsrsrs. Meus irmãos são bem diferentes de mim, puxaram a família da minha mãe e eu sou uma autêntica Carrilho, cabelo pretinhooooo. 

Eu devia ter uns 08 para 09 anos 
(a mesma idade da minha filha, Maria Eduarda). 
ADORO esta fotografia!!!
Roberta Carrilho

Renata, Helvécio e eu


SALOMÃO ORA A DEUS



Hoje senti necessidade de abrir a Bíblia. Fiz uma prece e pedi a Deus que me mostrasse a resposta das muitas indagações que tenho no meu coração e abri no seguinte texto: 'Salomão ora a Deus'. Como tenho dificuldades em interpretar, resolvi pesquisar na internet e acabei encontrando a seguinte explicação:

Salomão sucedeu o seu pai Davi. Ele teve sempre a preocupação durante o seu reinado de buscar a Deus para decidir as questões importantes de seu reinado. Salomão busca sempre a sabedoria de Deus para poder dar a direção correta à nação de Israel. Salomão nesta passagem ora a Deus, para que os pecados do povo sejam perdoados. Agora:

O que aprendemos com esta oração de Salomão?

1-TOTALMENTEintensamente – profundamente verso 23b – todo o coração andam diante de ti. Precisamos colocar o nosso coração, a nossa alma, intensamente naquilo que fazemos nesta vida. Seja o que for, temos que fazer com intensidade, com profundidade, não querer fazer de qualquer jeito, “meia boca”, mas fazer o melhor como que fazendo para Deus.

2-VIGILÂNCIAalerta – atenção verso 25b – guardem o seu coração. Precisamos cuidar o que entra para dentro do nosso coração. As vezes conversamos com pessoas que estão vivendo intensamente com Deus, em um amor, uma paixão linda de se ver. Mas começam acontecer algumas coisas em suas vidas, aborrecimentos, desânimos, daí deixam isso contaminar o coração e aquela alegria em estar diante de Deus é substituída pelo erro, pela contaminação, e isto tira o brilho dos olhos da pessoa, e o que brilha é o mundo no seu coração.

3-FERIDO – verso 33 – ferido diante do inimigo. Quando a pessoa não vigiou, e o erro entrou no seu coração, então ela se encontra ferida no seu interior, e depende somente dela reagir, mudar, consertar esta situação. Para isso, ela precisa: 3.1-converter, no sentido de mudança, arrependimento, 3.2-confessar, 3.3-orar, 3.4-suplicar.

4-DIFICULDADE – verso 37 – quando houver fome na terra ou peste. Tem momentos de tribulação, onde passamos por um vale, ou um deserto, que nos encontramos em uma situação difícil, mas é questão de tempo e tudo se resolve. Nestes momentos temos que ter paciência, esperar, não nos precipitarmos, mas perseverar em buscar ao Senhor sabendo que este momento difícil é passageiro. 4.1-fome ou peste, 4.2-crestamento ou ferrugem, 4.3-gafanhotos e larvas, 4.4-inimigo cercar, 4.5-praga ou doença.

5-CONHECERsaber o que esta acontecendo, entender a causa do problema (espiritual, emocional) verso 38 – conhecendo a chaga do seu coração Muitas vezes não entendemos ou não sabemos o porque estamos nesta situação de dificuldade, de angústia, de tristeza. Paulo sabia que estava sofrendo por amor a Cristo, por estar fazendo a vontade de Deus em sua vida.

6-CONHECEDORsomente Deus nos conhece verso 39b – conhecedor do coração de todos os filhos dos homens O coração do homem é enganoso, somente Deus para nos revelar e mostrar o que realmente esta acontecendo, para que possamos mudar, dar um novo rumo a nossa vida, uma nova postura, uma nova direção.

CONCLUSÃO: Nossa vida com Deus deve ser vivida intensamente, e longe do erro, mas se não guardarmos o nosso coração, e o pecado entrar, e ficarmos feridos, ou estivermos passando por uma dificuldade, devemos buscar conhecimento para isto que estamos passando, e este conhecimento vem de Deus, que nos formou, nos criou, e nos conhece intimamente.

TEXTO: 1 REIS 8.23-39

E disse: O SENHOR Deus de Israel, não há Deus como tu, em cima nos céus nem em baixo na terra; que guardas a aliança e a beneficência a teus servos que andam com todo o seu coração diante de ti.

Que guardaste a teu servo Davi, meu pai, o que lhe disseras; porque com a tua boca o disseste, e com a tua mão o cumpriste, como neste dia se vê.

Agora, pois, ó SENHOR Deus de Israel, guarda a teu servo Davi, meu pai, o que lhe falaste, dizendo: Não te faltará sucessor diante de mim, que se assente no trono de Israel; somente que teus filhos guardem o seu caminho, para andarem diante de mim como tu andaste diante de mim.

Agora também, ó Deus de Israel, cumpra-se a tua palavra que disseste a teu servo Davi, meu pai.

Mas, na verdade, habitaria Deus na terra? Eis que os céus, e até o céu dos céus, não te poderiam conter, quanto menos esta casa que eu tenho edificado.

Volve-te, pois, para a oração de teu servo, e para a sua súplica, ó SENHOR meu Deus, para ouvires o clamor e a oração que o teu servo hoje faz diante de ti.

Para que os teus olhos noite e dia estejam abertos sobre esta casa, sobre este lugar, do qual disseste: O meu nome estará ali; para ouvires a oração que o teu servo fizer neste lugar.

Ouve, pois, a súplica do teu servo, e do teu povo Israel, quando orarem neste lugar; também ouve tu no lugar da tua habitação nos céus; ouve também, e perdoa.

Quando alguém pecar contra o seu próximo, e puserem sobre ele juramento de maldição, fazendo-o jurar, e vier juramento de maldição diante do teu altar nesta casa,

Ouve tu, então, nos céus e age e julga a teus servos, condenando ao injusto, fazendo recair o seu proceder sobre a sua cabeça, e justificando ao justo, rendendo-lhe segundo a sua justiça.

Quando o teu povo Israel for ferido diante do inimigo, por ter pecado contra ti, e se converterem a ti, e confessarem o teu nome, e orarem e suplicarem a ti nesta casa,

Ouve tu então nos céus, e perdoa o pecado do teu povo Israel, e torna-o a levar à terra que tens dado a seus pais.

Quando os céus se fechar, e não houver chuva, por terem pecado contra ti, e orarem neste lugar, e confessarem o teu nome, e se converterem dos seus pecados, havendo-os tu afligido,

Ouve tu então nos céus, e perdoa o pecado de teus servos e do teu povo Israel, ensinando-lhes o bom caminho em que andem, e dá chuva na tua terra que deste ao teu povo em herança.

Quando houver fome na terra, quando houver peste, quando houver queima de searas, ferrugem, gafanhotos ou pulgão, quando o seu inimigo o cercar na terra das suas portas, ou houver alguma praga ou doença,

Toda a oração, toda a súplica, que qualquer homem de todo o teu povo Israel fizer, conhecendo cada um a chaga do seu coração, e estendendo as suas mãos para esta casa,

Ouve tu então nos céus, assento da tua habitação, e perdoa, e age, e dá a cada um conforme a todos os seus caminhos, e segundo vires o seu coração, porque só tu conheces o coração de todos os filhos dos homens. 

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

AMOR: Como fazemos a escolha dos parceiros inconscientemente primeira parte

AMOR: Como fazemos a escolha do parceiro inconscientemente segunda parte

PENSE EM SUA PRÓPRIA NATUREZA, COMECE DEIXANDO DE LADO O QUE OS OUTROS DIZEM... Flávia Camargos


Foto by LaraJade
Uma das coisas que fazem as pessoas resistirem às mudanças que precisam ser feitas na vida é o fato de escutar os outros e não a si próprios. Escuto isso toda semana “ah não consigo pensar em mim, no que eu tenho vontade mesmo de fazer, porque se eu faço vou ser criticada, vou ter que escutar o que eu não quero do fulano, do ciclano, e também se eu for eu mesma, ou eu mesmo vou causar atrito, brigas, então prefiro deixar como está.

E assim vão perdendo tempo e o mais importante, vão perdendo elas mesmas, porque quanto mais ouvimos as pessoas menos nos ouvimos e menos somos nós mesmos.

E as pessoas dizem assim “ah eu não! eu não ouço ninguém não, faço tudo o que eu quero fazer sem me preocupar com o que os outros vão pensar ou achar de mim”, mas aí escapa assim das pessoas que dizem isso ”ah eu não tava com vontade de ajudar tal amigo, mas se eu não o ajudasse naquele momento iriam dizer que eu fui ingrata, porque quando eu precisei ele me ajudou.

E aí eu digo, na vida tudo é uma troca, mas quando a troca é forçada, ou seja, quando fazemos pelo outro porque sentimos que estamos em débito e não porque vai nos dar prazer, sempre acontece alguma coisa que não nos faz bem.

Imaginem se o sol resolvesse ficar magoado porque a chuva tem se ausentado muitos dias seguidos e quando estava muito úmido em outros anos, ele resolveu aparecer prá equilibrar? Vocês podem até achar que essa analogia com a força da natureza não tem nada a ver, mas tem sim, somos regidos por uma única lei, a da natureza, a da natureza de nossas essências, e que infelizmente ao longo da história da sociedade fomos perdendo em razão do raciocínio lógico e por tanto acreditando que mesmo sendo natureza tanto quanto a própria natureza, achamos que estamos distante dessas leis universais que rege tudo.

O que é que eu to querendo dizer com isso, que talvez aquela primeira pessoa que ajudou o amigo, já ajudou porque se sentiu na obrigação, e não porque realmente era de sua natureza ajudar, e quando precisou automaticamente quis impor o que ele achava que DEVERIA SER feito quando um amigo precisa.

Ou até era de sua natureza ajudar quando uma amigo precisa, mas deve saber compreender que cada um é um, e para seu amigo que ele ajudou pode não ser, e não é assim que funciona, e aí ele vai até suas regras de cabeceira aprendidas pela sociedade do que é certo e errado e diz:

“Nossa! Quando precisei eu ajudei, eu sou assim, assim é o certo.

Ou então, esse amigo nem vai ficar chateado se não for ajudado, talvez ele seja mais evoluído e saiba que cada um é de um jeito e a o outro é quem está “caraminholando” que ele vai ressentir e acaba fazendo por achar que mesmo não sendo de sua natureza, o certo é ajudar senão vai ser taxada como ingrato.

Percebem como a loucura do ser humano vai longe?

Só com um exemplo bobo dei três exemplos de pensamentos de fuga da essência se não de um, dos dois envolvidos.

Somos tão natureza quanto o sol e a chuva e não nos damos conta disso, achamos que a grama e o passarinho que estão lá fora é que são natureza, nós não tamanha a distância que percorremos nesses séculos de sociedade.

Quero então que vocês revejam os pontos que estão fazendo resistirem em mudar, mudar no sentido de serem vocês mesmos, de voltarem a ser quem realmente são e deixar de ser quem acham que DEVEM SER prá evitar desgastes, problemas e falatórios.

نجاحFlávia Camargoنصرة

MEDO X CORAGEM - Flávia Camargos

Quero falar sobre o medo, na verdade sobre o oposto dele, mas prá isto precisamos entender a dinâmica do medo na nossa vida, de como nos utilizamos dele como defesas naturais conscientes e inconscientes, prá que aí sim possamos viver de acordo com a nossa essência com coragem e sem defesas, sem evitar sofrimentos.

Primeiro quero deixar claro que o medo não é inato ao ser humano, ou seja, não nasceu com a gente, os índios não conhecem essa palavra de jeito algum, não utilizam a palavra medo porque desconhecem essa sensação, e isso explica o porque os negros foram escravizados e os índios não. Isso nos mostra que o medo é cultural, socialmente criado para reprimir, e de fato reprime, o que é pior, nós mesmos nos reprimimos por medos que criamos em nossas mentes o tempo todo tentando evitar problemas que nem sequer ainda existem, isso também explica o porque não nascemos com medo, enquanto crianças não sentimos medo de altura se não nos mostrarmos lá do alto que se cairmos podemos não mais existir, todos os medos vão sendo aprendidos como uma forma de evitar problemas, e aí vocês poderiam me perguntar? E isso não é bom? Será que eu não estou vivo por justamente eu não ter evitado vários problemas? Aí é que entra a grande diferença entre a prudência em se precaver de coisas presentes e evitar problemas futuros que ainda não existem. Se durante uma ultrapassagem perigosa, eu não me atentar aos cuidados básicos e regras de trânsito adequadas, com toda a certeza vou me dar mal por não evitar o problema que está na minha cara no presente momento, já em outra ocasião, se eu não conseguir mais dirigir, pegar estrada por medo de sofrer um acidente por ver nos jornais o tanto de acidentes nas estradas todos os dias, aí já é ter medo, e o medo de evitar problemas que realmente não existem.

E quanto mais nos atemos ao medo fantasioso, menos espaço para as soluções reais deixamos no nosso cérebro, e isso nos adoece, nos deixa inseguros de nós, na vida. Isso em todas as áreas.

As pessoas que são focadas nos problemas não permitem ver soluções, criatividade, não permitem ser elas mesmas, vivem infelizes e cada vez com mais problemas e certamente com mais medos.

Já quem se foca nas soluções, ou seja, quem confia em si mesmo, em sua capacidade, foca a sua vida na parte prática, na realidade, constrói uma vida feliz e o que é melhor, real, já que tem cada vez menos problemas, claro, porque faz com que sua vida além de ser feita com vontade própria, realidade, seja feita com segurança em si, com confiança. A própria palavra medo já denota o oposto de tudo isso que falei. A palavra medo tem origem no latim, metus, e significa temor, apreensão, sensação de insegurança em relação a qualquer momento futuro. E quem vive no futuro no presente é que não está, e se não está no presente não pode construir uma vida feliz, já que felicidade é um estado de espírito alcançado através de escolhas.

E aí? Será que dá prá continuar tendo medo, evitando situações que quanto mais evitamos mais elas nos alcançam? Como fazer prá que isso seja solucionado?

Tudo o que está ligado com insegurança está diretamente relacionado com a nossa auto imagem, com a nossa auto estima. Temos que parar de querer ser aquilo que achamos que deveríamos ser, e aceitar o que somos, e claro o nosso melhor sempre, mas o melhor dentro do que somos, se todos os dias nos olharmos no espelho e vermos uma imagem de quem ainda não somos, nunca vamos alcançar nada, na verdade, nunca vamos nos alcançar.

Aceite quem você é, tenha orgulho de si, se goste de verdade, veja o que de bom pode oferecer prá si mesmo e depois para os outros. Tenho certeza de que ninguém tem te oferecido nada se você não oferece a si mesmo.

Como sempre falo, fomos criados pensando que seríamos mal vistos se pensássemos em nós primeiro, e repito, quanto mais pensamos em nós primeiro, mais os outros e a vida nos dão em troca.

Se não nos gostarmos e não nos valorizarmos, ficarmos inseguros com medo, quem é que vai confiar em nós?

O oposto do medo é a confiança, acreditar, e acreditar em si próprio, quanto mais as pessoas ouvem os outros, o que os outros dizem que é o melhor, mais inseguras elas ficam, mais distantes de si e com mais medos, claro, o futuro as assusta, ao passo que, quanto mais seguras e confiantes em si estiverem, mais vão conseguir viver o presente e não vão nem precisar pensar em evitar problemas, resolver problemas. Isso tudo parece tão óbvio, tão simples, e de fato é, basta querer ter prá si, complica quem quer complicar, é mais fácil viver assim, mas mudar requer coragem, requer deixar de lado mil teorias de terceiros e escutar só a si mesmo, VOCÊ! Não seu orgulho, seu ego.

Faça isso, comece HOJE, sinta-se seguro em ser quem é e veja todas as mudanças que a vida vai te oferecer!

 
نجاحFlávia Camargoنصرة

SERVE E ESQUECE - Maria Dolores



Coração, ouve!... Se queres
A bênção da paz constante,
Trabalha e segue adiante,
Cumprindo o próprio dever...

Para vencer no caminho
Tristeza, treva e pesar,
Muito mais do que lembrar
A vida roga esquecer.

Esquece as mágoas sofridas,
As horas de céu cinzento,
O azedume, o desalento
E os tempos de provação.

Renova-te, dia-a-dia,
Não pares, contando lutas,
Progresso é o lema que escutas
No mundo em transformação.

Tudo procura a vanguarda,
A flor converte-se em fruto,
Do cascalho rijo e bruto,
Eis o diamante a surgir...

O fio forma o agasalho,
A própria noite se esquece
Na aurora que resplandece
Buscando a luz do porvir.

Da própria queda no erro,
Levanta-te e segue à frente,
Servindo incessantemente,
Tudo podes refazer.

Não te detenhas na angústia,
Ante o mal, prossegue e olvida,
As próprias nódoas da vida
A vida pede esquecer.

Maria Dolores



LEI DA VIDA - André Luiz


Ninguém se evade das conseqüências dos próprios atos. Estas são inevitáveis no processo evolutivo de todas as criaturas. 

Conforme seja a ação, desencadeia-se a reação. Por isto mesmo, o homem vive segundo age. Nem sempre, porém, os resultados se fazem imediatos. Há tempo para semear, quanto o existe para colher. A trilha de cada criatura é percorrida com os pés do esforço pessoal. Indispensável, portanto, pensar antes de agir, de modo a não se arrepender, ao raciocinar depois. 

Produze, a cada momento, uma sementeira de amor, deixando pela estrada percorrida os sinais da esperança e do bem. Talvez retornes pelo mesmo caminho, realizando uma nova experiência. E, se, por acaso, não volveres por aí, aqueles que o irão percorrer te bendirão o labor realizado. 

Sê tu aquele que acende luzes na treva dominante. A viagem evolutiva se faz assinalar pelas conquistas incessantes, que respondem pela promoção moral e espiritual do indivíduo. Há quem se compraz na ignorância, porque o conhecimento lhe é estranho. Teimam, muitos homens, pela permanência na arbitrariedade. Pessoas agem, equivocadamente, no disfarce do oculto, acreditando-se dribladoras da honestidade, da correção, do dever. 

Sorriem, enganadas, supondo-se livres do escândalo, ou, escamoteando a verdade, creem se indenes ao escárnio, à cobrança pelas suas vítimas. Quiçá, permaneçam ignoradas pelos demais, as suas ações ignóbeis; nunca, no entanto, pela própria consciência, que reflete a presença de Deus em todos os indivíduos. É até mesmo provável que o culpado não venha a ser acusado publicamente, e passe pela vida respeitado por todos. 

Isso, todavia, não é importante. Ele jamais fugirá de si mesmo, das suas recordações. O tempo não pára, mas, os efeitos de cada um permanecem. Um dia ressumam dos arquivos da memória os lances dos atos perpetrados. E, se por acaso se demoram anestesiadas, as lembranças, elas prosseguem vivas, aguardando o momento próprio. De uma existência se transfere para outra, o somatório das experiências. 

A reencarnação é lei natural da vida. Através dela cada Espírito avança, conquistando, palmo a palmo, o campo do progresso pessoal. Graças aos seus impositivos, o que parecia oculto faz-se revelado, o desconhecido torna-se público, o errado se faz corrigir. Assim, não cesses de produzir no bem, com o bem e para o bem. 

Se te enganas ou a alguém prejudicas, apressa-te para retificá-lo e reabilitar-te. Com muita propriedade, afirma a lição evangélica, ensinando que “nada há de oculto, que não venha a ser revelado”.

André Luiz

A LÍNGUA - André Luiz


Não obstante pequena e leve, a língua é, indubitavelmente, um dos fatores determinantes no destino das criaturas.

Ponderada - favorece o juízo.
Leviana - descortina a imprudência.
Alegre - espalha otimismo.
Triste - semeia desânimo.
Generosa - abre caminho à elevação.
Maledicente - cava despenhadeiros.
Gentil - provoca reconhecimento.
Atrevida - traz a perturbação.
Serena - produz calma.
Fervorosa - impõe a confiança.
Descrente - invoca a frieza.

André Luiz

FALAR A VERDADE DE VOCÊ PRA VOCÊ MESMO = DESCOBRIMENTO

Adicionar legenda

QUANDO EU FECHO OS OLHOS por César Rodrigues




Ao piscar,
Vejo sua foto subliminar.
O silêncio sussurra
Seu nome no meu ouvido.
Para me torturar.
Naquele breve momento,
Entre o acordar e o dormir.
Eu sinto sua falta latente.

Incubada no peito.
Essa ausência tão presente.
Eu sei que não posso substituir.
Mas, eu tento esquecer
Toda vez que me entorpeço.
Mas, ela ainda estará lá,
Quando eu acordar.
Para me lembrar.

Tento consertar o meu corpo.
Destruído tentando compensar
A falta que você me faz.
Palavras que eu jurei
Não dizer a ninguém.
Guardadas aqui.
Seladas, em um segredo.
Enterradas no meu peito.

Incubada no peito.
Essa ausência tão presente.
Eu sei que não posso substituir.
Mas, eu tento esquecer
Toda vez que me entorpeço.
Mas, ela ainda estará lá,
Quando eu acordar.
Para me lembrar.

Eu ainda sinto falta.
Sinto falta de acreditar.
De algum jeito,
Alguma coisa aqui dentro mudou.
Eu que pensei
Que o ceticismo me libertaria.
Fiquei com o vazio
Como herança.

Incubada no peito.
Essa ausência tão presente.
Eu sei que não posso substituir.
Mas, eu tento esquecer
Toda vez que me entorpeço.
Mas, ela ainda estará lá,
Quando eu acordar.
Para me lembrar.

César Rodrigues.

NADA PARA ME LEMBRAR

Mais um texto Fántastico!!! 
Gosto muiiiito do Blog: 'Cavando minha alma" do César Rodrigues - É um blog de puro sentimentos.

Parabéns César!
Roberta Carrilho

Eu sou a prova morta
De tudo que é vão.
Do que não se deve seguir.
Comprei a dor que não era minha.
Vendi barato minha felicidade.
Assumi o fardo de outra pessoa.
E nada me restou no fim.
Nada para me lembrar.

Você me lembra alguém
Que eu quero esquecer.
Eu acreditei quando ela disse
Que me amava.
E esse foi o maior dos meus erros.
O que eu não consigo esquecer.

Então, você dá o melhor de você
E as pessoas tomam isso como ofensa.
Ficam tristes por você gostar dela.
Te odeiam por você querer estar perto.
Eu nunca mais vou deixar ninguém
Fazer isso comigo de novo.
Trocar meu tudo por um nada.
Nada para me lembrar.

Você me lembra alguém
Que eu quero esquecer.
Eu acreditei quando ela disse
Que me amava.
E esse foi o maior dos meus erros.
O que eu não consigo esquecer.

Eu já quase esqueci
O bem que você me trouxe.
A sombra da dor está tampando tudo.
Eu estou abrindo mão disso.
Estou fugindo da dor.
Por que o bem sempre desaparece.
Então, eu não tenho
Nada para me lembrar.

Você me lembra alguém
Que eu quero esquecer.
Eu acreditei quando ela disse
Que me amava.
E esse foi o maior dos meus erros.
O que eu não consigo esquecer.

César Rodrigues.
Blog: Cavando minha alma.

ROTEIRO - Emmanuel / Francisco Cândido Xavier


No corpo humano, temos na Terra o mais sublime dos santuários e uma das super maravilhas da obra divina. 
A bênção de um corpo, ainda que mutilado ou disforme, na Terra, é como preciosa oportunidade de aperfeiçoamento espiritual, o maior de todos os dons que o nosso planeta pode oferecer.
Os aleijões de nascença e as moléstias indefiníveis constituem transitórios resultados dos prejuízos que, individualmente, causamos à corrente harmoniosa da evolução.
Por isso mesmo, somos o que decidimos, possuímos o que desejamos, estamos onde preferimos e encontramos a vitória, a derrota ou a estagnação, conforme imaginamos.
Os acontecimentos obedecem às nossas intenções e provocações manifestas ou ocultas. Encontraremos o que merecemos, porque merecemos o que buscamos.
 A existência, pois, para nós, em qualquer parte, será invariavelmente segundo pensamos.
A mente é manancial vivo de energias criadoras. O pensamento é substância, coisa mensurável.
Encarnados e desencarnados povoam o planeta, na condição de habitantes dum imenso palácio de vários andares, em posições diversas, produzindo pensamentos múltiplos que se combinam, que se repelem ou que se neutralizam.
O idealismo operante, a fé construtiva, o sonho que age, são pilares de todas as realizações.
Quem mais pensa, dando corpo ao que idealiza, mas apto se faz à recepção das correntes mentais invisíveis, nas obras do bem ou do mal.
O Homem permanece envolto em largo oceano de pensamentos, nutrindo-se de substância mental em grande proporção.
Toda criatura absorve, sem perceber, a influência alheia nos recursos imponderáveis que lhe equilibram a existência.
Em forma de impulsos e estímulos, a alma recolhe, nos pensamentos que atrai, as forças de sustentação que lhe garantem as tarefas no lugar em que se coloca.
Nossa inspiração está filiada ao conjunto dos que sentem como nós, tanto quanto a fonte está comandada pela nascente.
Somos obsidiados por amigos desencarnados ou não e auxiliados
por benfeitores, em qualquer plano da vida, de conformidade com a nossa condição mental.
Precisamos compreender – repetimos – que os nossos pensamentos são forças, imagens, coisas e criações visíveis e tangíveis no campo espiritual.
Atraímos companheiros e recursos, de conformidade com a natureza de nossas idéias, aspirações, invocações e apelos.
Cada criatura recebe de acordo com aquilo que dá. Cada alma vive no clima espiritual que elegeu, procurando o tipo de experiência em que situa a própria felicidade.
Estejamos, assim, convictos de que os nossos companheiros na Terra ou no Além são aqueles que escolhemos com as nossas solicitações interiores, mesmo porque, segundo antigo ensinamento evangélico, “teremos nosso tesouro onde colocarmos o coração”.

UM DIA DESSES VOCÊ ENXERGARÁ ATRAVÉS DOS MEUS OLHOS

Quando você precisar de uma mão para segurar.
Lembre-se que eu não tive a sua.
Quando você quiser desabafar,
Lembre-se que você não quis me ouvir.
Quando você quiser chorar,
Lembre-se que você riu de mim.
Quando você quiser amor,
Lembre-se que eu ganhei desprezo.

Me fingindo de ingênuo,
Eu aprendi tudo sobre você.
Deixando você se sentir tão a vontade.
Eu descobri quem você é de verdade.
Prestando atenção em suas palavras.
Eu achei a verdade escondida.
E é ela simples: você é tão normal,
Quanto qualquer pessoa que me passou a perna.

Quando você estiver chorando,
Lembre-se que eu tive que engolir minhas lágrimas.
Quando você estiver sofrendo,
Lembre-se que eu tentei até a morte.
Quando você estiver só.
Lembre-se que você não quis me ouvir, na minha dor.
Quando você achar que o mundo te virou as costas,
Lembre-se que você recusou meu abraço.

Me fingindo de ingênuo,
Eu aprendi tudo sobre você.
Deixando você se sentir tão a vontade.
Eu descobri quem você é de verdade.
Prestando atenção em suas palavras.
Eu achei a verdade escondida.
E é ela simples: você é tão normal,
Quanto qualquer pessoa que me passou a perna.

Quando ninguém quiser te ouvir,
Lembre-se que você não me deu uma chance de falar.
Quando você quiser um beijo amigo,
Lembre-se que eu ganhei sarcasmo.
Quando precisar de alguém pra confiar,
Lembre-se que você traiu a minha confiança
Quando você achar que todo mundo te abandonou,
Lembre-se que você se afastou de mim.

Me fingindo de ingênuo,
Eu aprendi tudo sobre você.
Deixando você se sentir tão a vontade.
Eu descobri quem você é de verdade.
Prestando atenção em suas palavras.
Eu achei a verdade escondida.
E é ela simples: você é tão normal,
Quanto qualquer pessoa que me passou a perna.

César Rodrigues.
Blog: Cavando minha alma.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

AINDA GOSTO DELA - Skank

É ótima esta letra! Fala pouco e ensina muito.
O clip então ficou d+ com esse look 'up'do Samuel Rosa.

A vida é muito breve ... necessário aproveitar cada segundo as oportunidades em ser feliz, senão ... só restará lembranças e lamentos do que podia ter feito ou vivido.

Roberta Carrilho

Hoje acordei sem lembrar
Se vivi ou se sonhei...
Você aqui nesse lugar
Que eu ainda não deixei...

Vou ficar...
Quanto tempo
Vou esperar...
E eu não sei o que vou fazer... não!

Nem precisei revelar
Sua foto não tirei...
Como tirei pra dançar
Alguém que avistei...

Tempo atrás...
Esse tempo está
Lá trás...
E eu não tenho mais o que fazer... não!

E eu ainda gosto dela...
Mas ela já não gosta tanto assim
A porta ainda está aberta...
Mas da janela já não entra luz

E eu ainda penso nela...
Mas ela já não pensa mais em mim
Em mim não...

Ainda vejo o luar...
Refletido na areia
Aqui na frente desse mar
Sua boca eu beijei...

Vou ficar...
Só com ela eu
Quis ficar...
E agora ela me deixou...

Eu ainda gosto dela...
Mas ela já não gosta tanto assim
A porta ainda está aberta...
Mas da janela já não entra luz

E eu ainda penso nela...
Mas ela já não pensa mais em mim
Eu vou deixar a porta aberta...
Pra que ela entre e traga a sua luz.

Eu ainda gosto dela...
Mas ela já não pensa mais em mim
A porta ainda está aberta...
Mas da janela já não entra luz

E eu ainda penso nela...
Mas ela já não pensa mais em mim
Eu vou deixar a porta aberta...
Pra que ela entre e traga a sua luz.
Traga sua luz... eh eh...
Ainda gosto dela.

Composição: Samuel Rosa e Nando Reis

CONTRATO DE AMIZADE - 2010/2011

Recebi essa notificação de renovação contratual 
da minha amiga Fernanda de BH.
Querida Fernanda eu ADOREI!!!
E aproveitando ... 
Quero renovar o contrato de amizade com 
TODOS os meus amigos e amigas!
Roberta Carrilho





Contrato de 2010/2011
Depois de uma séria e cautelosa consideração,
quero notificar-te que o nosso
"Contrato de amizade"
foi renovado para o novo ano de 2011.

Nunca desvalorize ninguém.
Guarde cada pessoa perto do seu coração
porque um dia você pode acordar
e perceber que perdeu um diamante
enquanto estava muito ocupado colecionando pedras.


Mande este abraço para todos os que não quer perder em 2011.








sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

A SUA - Marisa Monte (live)

Para mim 'A Sua" é uma das melhores composições desta talentosa cantora (principalmente neste momento da minha vida). Marisa Monte é completa (ela tem cabelos +pretos e só usa batom vermelho como eu). ADOROOOOOOOO!

Para ele ...

(...) Eu só quero que você saiba
Que eu estou pensando em você
Agora e sempre mais

(...) Que te adoro cada vez mais
E que eu te quero sempre em paz

To com sintomas de saudade
To pensando em você
Como eu te quero tanto bem
Aonde for não quero dor
Eu tomo conta de você
Pois te quero livre também
Como o tempo vai o vento vem

(...) Eu só quero que você saiba
Que eu estou pensando em você
Pois te quero livre também
Como o tempo vai o vento vem
Porque eu te quero livre também
Como o tempo vai o vento vem

Estou apaixonada por um homem maravilhoso... a cada dia mais!!!

Até que enfim voltei a sentir essas emoções: atração, amor, paixão, sei lá??? Só sei que é uma delícia! Faz a vida ter sentido, as cores serem mais vivas, as mãos ficarem suadas, coração disparado...

Ele é perfeito, lindo, inteligente, simples, humilde, querido por todos, enfim ... ele é tudo que eu busco para minha existência.
Roberta Carrilho


 D+ esta música ... é o toque do meu celular!


quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

MENTES COM MEDO - DA COMPREENSÃO À SUPERAÇÃO - PARTE I (Ana Beatriz B. Silva)


CAPÍTULO 3
- TRANTORNO DE ANSIEDADE SOCIAL (TAS) -

Se eu tento ser direto,
o medo me ataca
Sem poder nada fazer
Sei que tento me vencer
e acabar com a mudez
Quando eu chego perto, tudo
esqueço e não tenho vez
Me consolo, foi errado
o momento, talvez
Mas na verdade, nada
esconde essa minha timidez

Timidez, BIQUINI CAVADÃO


TIMIDEZ, DÁ UM TEMPO!

É comum ouvirmos amigos, parentes e até mesmo desconhecidos afirmarem que são tímidos. Uns, ainda que apresentem certa extroversão social, juram que no fundo bem lá no fundo, são tímidos essenciais. Mas afinal, o que é timidez? Uso de total franqueza para lhes afirmar que até hoje, após quase vinte anos de profissão, não consegui elaborar nenhuma definição que possa, de fato, descrever o que é a timidez. Para meu consolo, pude verificar, ao aprofundar meus estudos nessa dimensão humana tão intrigante, que vários autores e pesquisadores também tentaram elaborar teorias que pudessem desvendar essa faceta do comportamento humano que aflinge tantas pessoas.

Apesar de existirem muitas teorias sobre a timidez, ninguém sabe exatamente o que ela significa. Por outro lado, todos são unânimes em reconhecer sua força. Isto porque a timidez pode transformar toda a existência de uma pessoa. Enquanto ela evoluir ao longo de toda a vida, é capaz de estender seus "tentáculos" por todos os aspectos da vivência humana, desde os planos profissionais, reduzindo ou impossibilitando aspirações e desempenhos, até às questões pessoais e sociais, como dificuldades em relacionamentos afetivos (noivados, casamentos, criação de filhos) e o estabelecimento de elos de amizade e companherismo. A timidez costuma se transformar, ou melhor, intensificar-se à medida que amadurecemos e enfrentamos novos desafios.

No dia-a-dia, costumamos identificar a timidez pelo desconforto e pelas inibições que as pessoas apresentam e seus comportamentos, quando se encontram na presença de outras pessoas. As manifestações mais comuns e facilmente perceptíveis são: o silêncio, o retraimento físico, o rubor na face (vermelhidão no rosto), a gagueira na fala, o isolamento, a fuga e a sensação de ansiedade. Devemos entender como "inibição dp comportamento" a timidez que pode ser observada pelos outros como a quietude e o afastamento das pessoas e/ou de ambientes agitados ou estimulantes.

Em nossa prática clínica diária, pudemos observar que os tímidos ficam inibidos ou retraídos quando enfrentam o "novo", principalmente em situações sociais não-familiares. Eles costumam apresentar uma preocupação excessiva sobre os seus desempenhos sociais e também sobre a imagem que as pessoas desconhecidas terão de seus comportamentos. Para eles, situações sociais são eventos imprevisíveis e incontroláveis. Ousamos ir um pouco mais além: constatamos que as pessoas tímidas, em sua maioria, tendem a se prender a rígidas rotinas, previamente estabelecidas em cima do que já foi vivenciado e testado por elas. Por isso mesmo, os tímidos agem de forma relativamente constante, repetitivas, com o intuito de reduzir as novidades e as incertezas do cotidiano. Tal qual numa luta, criam uma tática de fuga ou evasão com o objetivo claro de se sentirem seguros. No entanto, essa mesma segurança acaba por limitar muito as possibilidades de experiências vitais, contribuindo para alimentar ainda mais a engrenagem da timidez. É aquela velha história de que tudo na vida tem seu lado positivo e seu lado negativo, até porque não existem ganhos sem perdas, e viver é o eterno desafio de equilibrar essa engrenagem, que já vem malhada antes mesmo de nascermos.

Ana Beatriz B. Silva
Gosto de compartilhar conhecimentos ... Quem sabe posso estar ajudando alguém? Tudo é possível? Transcreverei alguns capítulos deste livros ou outros que li e estudei. Procuro ler essas literaturas de ciências humanas ou filosofias, num lugar calmo, silencioso, sentada confortavelmente com lapizeira e borracha a mão. Grifo, anoto algumas coisas, comento os meus "achados e críticas" no próprio livro,  faço pesquisas sobre o tema e etc... Saboreio até a última gota de conhecimento quando leio. Sou assim!

Também sou uma pessoa que não tenho tolerância com pessoas que abusam do medo. São limitadas, enfadonhas, chataaaaas é tudo de ruim.

Quando encontro um homem com uma certa timidez, acho um charme. Pois, é ótimo conviver com pessoas reservadas. Mas com o passar do tempo se percebo que essa pessoa (tímida) continua com a sua rotina de evitar viver plenamente, aí já conheço ficar irritada com sua presença. É muito chato conviver com pessoas medrosas (= problemáticas + neuróticas + anti-sociais). Ah! Outra coisa que não suporto, aliás, DETESTO, são pessoas exibidas, barraqueiras, escandalosas que gostam de ser o centro das atenções.

DEUSOLIDE!!! DEUSMEPOPE!!!
Roberta Carrilho

FRASE DE CLARICE LISPECTOR

Ter medo até certo ponto é normal. Mas ter medo de viver, amar, ousar, arriscar e etc eu deixo para os covardes. Detesto pessoas covardes, medrosas e paranoicas que veem medo, ameaça, armação, perseguição em quase tudo. Que preguiça.... Deusolide. Tenho náuseas de pessoas assim!!!!

Fiquem bem longe de mim ...
Roberta Carrilho


CONFRATERNIZAÇÃO DA PROCURADORIA FEDERAL - AGU

Só para registro participei pela  1ª vez da confraternização de final de ano da Procuradoria Seccional Federal - AGU (07/12/10). Foi na Cervejaria Skema e estava óooootima!!!

Conheci várias pessoas interessantes, principalmente o Dr. Alex (Advogado da União). Adorei ter saído com ele no amigo oculto que tirei na hora. Percebi que temos muitas afinidades, entre elas, pedalar. Apartir da semana que vem, iremos pedalar todas as 3ª e 5ª feiras bem cedinho. É tudo de bom!!!! Além de ser uma pessoa super legal, da mesma idade, ele é lindíssimo.

Estava tão bom, mas tão bom ... mesmo tendo que acordar bem cedo (6:30hs) para pedalar ficamos no Skema até de madrugada. Conclusão não conseguimos levantar(eu e a Dra. Andreia Serrano - Procuradora-Chefe da PSU que mora comigo). Demos o bolo no Benício. Mas valeu a pena!!!

Ah! Também não poderia deixar de registrar que a noite foi coroada com o show do meu amigo que eu curto para caramba, ED MARTINEZ (voz e violão).

Tudo PERFEITO!

Roberta Carrilho

Depois quando vier as fotos da Confraternização (Jesiel) eu as publico ...

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

JÔ SOARES ENTREVISTA ANA BEATRIZ BARBOSA SILVA - TDAH (DDA)

Ana Beatriz fala no Programa do Jô sobre sua obra: "Mentes Inquietas".

Foi fantástica e muito elucidativa esta entrevista, pena que muito curta, aonde a autora esclarece algumas características que identificam um DDA. Só o conhecimento liberta. "Pois, quem ama (se) cuida". (e claro, estuda)

Eu tenho DDA que é muito diferente de ser BIPOLAR (eu comentei isso em outra publicação, não sei qual).

Algumas características que identifico em mim, como por exemplo: 
- pensamento a 200km por hora;
- hiper foco nas coisas que me interessam (passo horas e horas fazendo as coisas me dão prazer/tesão e não percebo o tempo passar);
- impulsividade que não é sinônimo de agressividade (as vezes não penso antes de tomar uma decisão. Mas graças a Deus para contrabalancear tenho uma intuição fortíssima e na maioria das vezes essas decisões são acertivas);
- melancolia/depressão que é diferente da depressão mais conhecida como aquela que a pessoa fica triste, se sentindo com baixa-estima. Não!!!. A minha depressão é aquela de exaustão (uma mente a 200km/h fica exausta mesmo, pois, a maioria das pessoas são 80 km/h);
- tenho uma mente super aguçada (principalmente na visão);
- também tenho uma excelente memória fotográfica (sou capaz de identificar e lembrar as coisas nos mínimos detalhes, como por exemplo: o perfume que eu usava ou a pessoa, roupas, lugares, hora exata do fato, quem estava perto, das falas e etc... É realmente incrível essa característica  que tenho - fico muito impressionada com isso);
- tendência para vários talentos na área artística;
- criatividade;
- e muitas outras características.

Ser uma DDA não quer dizer em absoluto que tenho déficit de atenção, pelo contrário, eu tenho excesso de atenção. (DDA é um termo pejorativo, estigmatizado com uma terminologia errada. A entrevistada esclarece muito bem essa diferença).
Roberta Carrilho

CAMPANHA TRANSTORNOS DO HUMOR NÃO TEM GRAÇA - Versão 1 - Rock

COMO É SER BIPOLAR, POR UM BIPOLAR

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

QUEM AMA É UM SER LIVRE E INDEPENDENTE

MORRE LENTAMENTE QUEM EVITA UMA PAIXÃO - Pablo Neruda


Foto by Jim Wrigley

"Morre lentamente quem não viaja,
Quem não lê,
Quem não ouve música,
Quem destrói o seu amor-próprio,
Quem não se deixa ajudar.

Morre lentamente quem se transforma escravo do hábito,
Repetindo todos os dias o mesmo trajeto,             
Quem não muda as marcas no supermercado,
não arrisca vestir uma cor nova,
não conversa com quem não conhece.

Morre lentamente quem evita uma paixão,
Quem prefere o "preto no branco"
E os "pontos nos is" a um turbilhão de emoções indomáveis,
Justamente as que resgatam brilho nos olhos,
Sorrisos e soluços, coração aos tropeços, sentimentos.

Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz no trabalho,
Quem não arrisca o certo pelo incerto atrás de um sonho,
Quem não se permite,
Uma vez na vida, fugir dos conselhos sensatos.

Morre lentamente quem passa os dias queixando-se da má sorte ou da chuva incessante,
Desistindo de um projeto antes de iniciá-lo,
não perguntando sobre um assunto que desconhece
E não respondendo quando lhe indagam o que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves,
Recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior do que o simples ato de respirar.
Estejamos vivos, então!"


Pablo Neruda


Estejamos vivos, então ...

Pois, não existe morte pior que não ...
... amar e ser amado, 
de não se perdoar,
de ter medo em se arriscar,
de não jogar tudo para cima,
e viver uma louca, ousada e livre vida.
Roberta Carrilho