quarta-feira, 29 de setembro de 2010

ONDE VOCÊ COLOCA O SAL?


Fantástica lição de vida ...
Roberta Carrilho



O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d'água e bebesse.
- 'Qual é o gosto?' - perguntou o Mestre.
- 'Ruim!' - disse o aprendiz.

O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago. Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago. Então o Mestre disse:
- 'Beba um pouco dessa água!'.
Enquanto a água escorria do queixo do jovem, o Mestre perguntou:
- 'Qual é o gosto?'
- 'Bom!' - disse o rapaz.
- 'Você sente o gosto do sal?' - perguntou o Mestre.
- 'Não!' - disse o jovem.

O Mestre então, sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:
- 'A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos.

Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem, do que ao que você perdeu. Em outras palavras:

É deixar de ser copo para tornar-se um lago!

Às vezes, quando tudo dá errado acontecem coisas tão maravilhosas que jamais teriam acontecido se tudo tivesse dado certo!'



ASSALTO - LUÍS FERNANDO VERÍSSIMO

- Alô?
Quem tá falando?
- Aqui é o ladrão.
- Desculpe, a telefonista deve ter se enganado, eu não queria falar com o dono do banco. Tem algum funcionário aí?
- Não, os funcionário tá tudo refém.
- Há, eu entendo. Afinal, eles trabalham quatorze horas por dia, ganham um salário ridículo, vivem levando esporro, mas não pedem demissão porque não encontram outro emprego, né?
Vida difícil... Mas será que eu não poderia dar uma palavrinha com um deles?
- Impossível. Eles tá tudo amordaçado.
- Foi o que pensei. Gestão moderna, né? Se fizerem qualquer crítica, vão pro olho da rua. Não haverá, então, algum chefe por aí?
- Claro que não mermão. Quanta inguinorânça! O chefe tá na cadeia, que é o lugar mais seguro pra se comandar assalto!
- Bom... Sabe o que é? Eu tenho uma conta...
- Tamo levando tudo, ô bacana. O saldo da tua conta é zero!
- Não, isso eu já sabia. Eu sou professor! O que eu queria mesmo era uma informação sobre juro.
- Companheiro, eu sou um ladrão pé-de-chinelo. Meu negócio é pequeno. Assalto a banco, vez ou outra um sequestro.. Pra saber de juro é melhor tu ligá pra Brasília.
- Sei, sei. O senhor tá na informalidade, né? Também, com o preço que tão cobrando por um voto hoje em dia... Mas, será que não podia fazer um favor pra mim?
É que eu atrasei o pagamento do cartão e queria saber quanto vou pagar de taxa.
- Tu tá pensando que eu tô brincando? Isso é um assalto!
- Longe de mim pensar que o senhor está de brincadeira!
Que é um assalto eu sei perfeitamente; ninguém no mundo cobra os juros que cobram no Brasil. Mas queria saber o número preciso: seis por cento, sete por cento?
- Eu acho que tu não tá entendendo, ô mané. Sou assaltante. Trabalho na base da intimidação e da chantagem, saca?
- Ah, já tava esperando. Você vai querer vender um seguro de vida ou um título de capitalização, né?
- Não... Já falei... Eu sou... Peraí bacana... Hoje eu tô bonzinho e vou quebrar o teu galho. (...um minuto depois)
- Alô? O sujeito aqui tá dizendo que é oito por cento ao mês.
- Puxa, que incrível!
- Incrive por quê? Tu achava que era menos?
- Não, achava que era mais ou menos isso mesmo. Tô impressionado é que, pela primeira vez na vida, eu consegui obter uma informação de uma empresa prestadora de serviço pelo telefone em menos de meia hora e sem ouvir 
- Quer saber? Fui com a tua cara. Acabei de dar umas bordoadas no gerente e ele falou que vai te dar um desconto. Só vai te cobrar quatro por cento, tá ligado?
- Não acredito! E eu não vou ter que comprar nenhum produto do banco?
- Nadica de nada, já tá tudo acertado!
- Muito obrigado, meu senhor. Nunca fui tratado dessa...(de repente, ouvem-se tiros e gritos)
- Ih, sujou! Puliça!
- Polícia? Que polícia? Alô? Alô? (sinal de ocupado...)
- Droga! Maldito Estado: quando o negócio começa a funcionar, entra o Governo e estraga tudo!

Luís Fernando Veríssimo

terça-feira, 28 de setembro de 2010

NOVAS RESPONSABILIDADES - BEZERRA DE MENEZES


Eu já li alguma coisa sobre os exilados de CAPELA. Dizem que esses seres especiais, estão retornando a Terra para o período da transição entre "provas e expiações" (que estamos atualmente) para o período de "regeneração".

Será um momento de expurgação e de limpeza. O orbe terrestre passará por grandes transformações climáticas, físicas e principalmente morais. Os Espíritos (através dos médiuns) estão enviando várias mensagens do plano maior, em diversas partes do planeta, informando que este período não está longe de acontecer. Tanto é assim, que Emmanuel já reencarnou no final de 2000 no interior de SP e está programado o reencarne de André Luis (filme: Nosso Lar) entre outros. Todos com a missão de ajudar a humanidade a superar as grandes perdas de vidas humanas.

A Bíblia denomina esse período da separação do jóio do trigo'


Evangelho de Mateus - Capítulo 13

"No mesmo dia, tendo Jesus saído de casa, sentou-se à beira do mar; e reuniram-se a ele grandes multidões, de modo que entrou num barco, e se sentou; e todo o povo estava em pé na praia. E falou-lhes muitas coisas por parábolas, dizendo: Eis que o semeador saiu a semear e quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e comeram. E outra parte caiu em lugares pedregosos, onde não havia muita terra: e logo nasceu, porque não tinha terra profunda; mas, saindo o sol, queimou-se e, por não ter raiz, secou-se. E outra caiu entre espinhos; e os espinhos cresceram e a sufocaram. Mas outra caiu em boa terra, e dava fruto, um a cem, outro a sessenta e outro a trinta por um.
Quem tem ouvidos, ouça. E chegando-se a ele os discípulos, perguntaram-lhe: Por que lhes falas por parábolas? Respondeu-lhes Jesus: Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado; pois ao que tem, dar-se-lhe-á, e terá em abundância; mas ao que não tem, até aquilo que tem lhe será tirado. Por isso lhes falo por parábolas; porque eles, vendo, não vêem; e ouvindo, não ouvem nem entendem.
E neles se cumpre a profecia de Isaías, que diz: Ouvindo, ouvireis, e de maneira alguma entendereis; e, vendo, vereis, e de maneira alguma percebereis. Porque o coração deste povo se endureceu, e com os ouvidos ouviram tardamente, e fecharam os olhos, para que não vejam com os olhos, nem ouçam com os ouvidos, nem entendam com o coração, nem se convertam, e eu os cure.
Mas bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem. Pois, em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não o viram; e ouvir o que ouvis, e não o ouviram. Ouvi, pois, vós a parábola do semeador. A todo o que ouve a palavra do reino e não a entende, vem o Maligno e arrebata o que lhe foi semeado no coração; este é o que foi semeado à beira do caminho. E o que foi semeado nos lugares pedregosos, este é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria; mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e sobrevindo a angústia e a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza. E o que foi semeado entre os espinhos, este é o que ouve a palavra; mas os cuidados deste mundo e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e ela fica infrutífera. Mas o que foi semeado em boa terra, este é o que ouve a palavra, e a entende; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta.
Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao homem que semeou boa semente no seu campo; mas, enquanto os homens dormiam, veio o inimigo dele, semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. Quando, porém, a erva cresceu e começou a espigar, então apareceu também o joio.
Chegaram, pois, os servos do proprietário, e disseram-lhe: Senhor, não semeaste no teu campo boa semente? Donde, pois, vem o joio? Respondeu-lhes: Algum inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres, pois, que vamos arrancá-lo? Ele, porém, disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis com ele também o trigo. Deixai crescer ambos juntos até a ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Ajuntai primeiro o joio, e atai-o em molhos para o queimar; o trigo, porém, recolhei-o no meu celeiro.
Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda que um homem tomou, e semeou no seu campo; o qual é realmente a menor de todas as sementes; mas, depois de ter crescido, é a maior das hortaliças, e faz-se árvore, de sorte que vêm as aves do céu, e se aninham nos seus ramos.
Outra parábola lhes disse: O reino dos céus é semelhante ao fermento que uma mulher tomou e misturou com três medidas de farinha, até ficar tudo levedado.
Todas estas coisas falou Jesus às multidões por parábolas, e sem parábolas nada lhes falava; para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Abrirei em parábolas a minha boca; publicarei coisas ocultas desde a fundação do mundo.
Então Jesus, deixando as multidões, entrou em casa. E chegaram-se a ele os seus discípulos, dizendo: Explica-nos a parábola do joio do campo. E ele, respondendo, disse: O que semeia a boa semente é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o o joio são os filhos do maligno; o inimigo que o semeou é o Diabo; a ceifa é o fim do mundo, e os celeiros são os anjos. Pois assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será no fim do mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles ajuntarão do seu reino todos os que servem de tropeço, e os que praticam a iniquidade, e lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes.
Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça. O reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido no campo, que um homem, ao descobrí-lo, esconde; então, movido de gozo, vai, vende tudo quanto tem, e compra aquele campo.
Outrossim, o reino dos céus é semelhante a um negociante que buscava boas pérolas; e encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e a comprou. Igualmente, o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanhou toda espécie de peixes. E, quando cheia, puxaram-na para a praia; e, sentando-se, puseram os bons em cestos; os ruins, porém, lançaram fora. Assim será no fim do mundo: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos, e lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes. Entendestes todas estas coisas? Disseram-lhe eles: Entendemos.
E disse-lhes: Por isso, todo escriba que se fez discípulo do reino dos céus é semelhante a um homem, proprietário, que tira do seu tesouro coisas novas e velhas. E Jesus, tendo concluido estas parábolas, se retirou dali. E, chegando à sua terra, ensinava o povo na sinagoga, de modo que este se maravilhava e dizia: Donde lhe vem esta sabedoria, e estes poderes milagrosos? Não é este o filho do carpinteiro? e não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, José, Simão, e Judas? E não estão entre nós todas as suas irmãs? Donde lhe vem, pois, tudo isto?
E escandalizavam-se dele. Jesus, porém, lhes disse: Um profeta não fica sem honra senão na sua terra e na sua própria casa. E não fez ali muitos milagres, por causa da incredulidade deles".
"Fora da CARIDADE não há SALVAÇÃO". Esta mensagem do Cristo a 2 mil anos atrás já dizia ou previa tudo.

É chegada a hora da reflexão mais íntima, repensar e mudar as atitudes e pensamentos. A lei do AMOR é a única forma de aprendermos praticar e viver a caridade em todos os sentidos.
Roberta Carrilho



































segunda-feira, 27 de setembro de 2010

RETRATO DA BELEZA

Mamma Mia!!! Fiquei impressionada ... 
Tenho vontade de comprar uma super câmera fotográfica digital profissional 'Canon' EOS Rebel T2i (EOS 550D) e participar de vários cursos de fotografia na Escola de Imagem. Quem sabe!!! Estou pensando seriamente em realizar este projeto pessoal num futuro próximo. Vou juntar o útil ao agradável, ou seja, além de aprender outra profissão, conhecerei pessoas interessantes e com muita afinidade. Será tudo de bom!!!
Roberta Carrilho

Retrato da beleza
(nos dois sentidos, claro!!!!) 
Foto: Henrique Ribas
Professor do Curso de Fotografia Infantil
Garanta a sua vaga. Ligue 31 3264-6262
ou acesse www.escoladeimagem.com.br

   



quinta-feira, 23 de setembro de 2010

BREAD - UMA HISTÓRIA DO PASSADO



Eu sempre gostei do 'Bread'. 

Tenho uma história interessante a respeito desta banda. Em 2003 eu tinha acabado de sair de um período de depressão-aguda na gestação e pós-parto da minha filha mais nova, Maria Eduarda. Neste período horrível da minha vida, separei e voltei para a minha cidade para continuar meu tratamento e terminar minha graduação em Direito. 

Foi um ano muito difícil para mim, pois, ainda gostava do meu companheiro e também por ter que ficar longe da minha filha. Naquela época, nós tínhamos feito um acordo tácito, ou seja, ele ficaria cuidando da nossa filha até que eu recuperasse minha saúde emocional e terminasse a faculdade. Eu ainda acreditava nele e também em nosso relacionamento, ledo engano!

Enfim, voltando a história do CD, mesmo desempregada e em recuperação ganhava algum dinheirinho do meu pai para cobrir minhas despesas básicas como: pagar a van para me levar ao campus, farmácia e também a mensalidade da faculdade. Voltei a estudar e aos poucos fui recuperando minha saúde emocional, numa luta herculana contra a depressão. Tinha muitos sonhos... sarar e voltar para 'casa' junto da minha filha e do 'meu amor'. Quanta inocência!!! Mas era a minha realidade até então, pois, naquela época eu o amava de verdade. Para selar e provar esse amor, decidi presenteá-lo com um CD da banda BREAD.

Economizei cada centavo para poder comprar e presenteá-lo no seu aniversário. Cada centavo era importante. Foram vários meses de privação. Foi o presente mais caro que eu comprei para alguém devido as circunstâncias. E pensava: tudo valia a pena por ele. Tinha tanta certeza de que ele iria gostar e claro, reconhecer todo aquele sacrífico. 

Nas vésperas do seu aniversário, fui à BIBOP, uma loja de cds e dvs em Divinópolis, encomendar o cd: "THE BEST OF BREAD". Tive que encomendar porque não tinha disponível devido a banda não ser muito comercial. E quando me ligaram dizendo que tinha chegado, fui correndo buscar e comprar um lindo cartão para ele. Escrevi com a alma, eu me lembro disso. Coloquei todo sentimento naquele cartão. Depois, postei nos correios com 03 dias de antecedência para que ele pudesse receber no dia exato do seu aniversário, era a minha surpresa. 

Quando ele recebeu, me ligou e disse que estava saindo para viajar com nossa filha para vir me visitar. O seu aniversário geralmente coincide com o dia das mães e comentou que antes de sair resolveu ouvir o CD. Eu perguntei: -Você gostou da minha surpresa? Ele respondeu que sim e completou que já tinha ouvido algumas canções mas não sabia que àquelas músicas eram da banda BREAD. Eu me lembro que fiquei feliz!!! 

Mas em 2006 no mês de setembro ou outubro, não sei precisar, viajei para Caxambu para visitar nossa filha na casa da mãe dele e para minha surpresa, ele também chegou lá sem avisar. Ao me ver acompanhada de um amigo, ficou ciumado, aliás muito ciumado. Eu já tinha entregue a mãe dele uma sacolinha com alguns CD que estavam comigo e entre eles estava o do BREAD. Naquele dia, ele vistou a sacolinha em cima da mesa da sala e foi verificar o conteúdo. E para minha decepção ele pegou o CD do BREAD, sem se importar com nada, com todos aqueles meses que fiquei sem dinheiro para juntar centavo por centavo para comprá-lo, e sem nenhuma cerimônia remessou-o pela janela da sala e o mesmo espatifou no muro de frente a casa. Ah! também tirou o relógio do pulso e fez o mesmo. 

Meu coração ficou lá naquele muro, despedaçado como o CD. Nunca consegui esquecer isto. Sempre que ouço BREAD vem essas lembranças. 

Inevitável mais uma decepção com ele. Aliás, foram tantas que eu perdi a conta. Hoje revejo todas estas coisas e penso que sempre fui muito honesta com meus sentimentos. Isto eu posso falar de peito aberto, sem medos e nem vergonha. Sou o que sou! Autêntica, coisa que ele infelizmente não é.

Nunca mais voltei a comprar nada para ele, eu acho que este episódio me marcou profundamente. Mas aprendi uma preciosa lição! Ingratidão mata paixão. E neste caso, especificamente, foram tantos anos de sofrimentos e ausências, que eu cansei, literalmente. Não suporto mais lembrar ou pensar nele. Tenho raiva do nosso passado.

Roberta Carrilho


IF

If a picture paints a thousand words,
Then why can't I paint you?
The words will never show the you I've come to know.
If a face could launch a thousand ships,
Then where am I to go?

There's no one home but you,
You're all that's left me too.

And when my love for life is running dry,
You come and pour yourself on me.

If a man could be two places at one time,
I'd be with you.
Tomorrow and today, beside you all the way.
If the world should stop revolving spinning slowly down to die,
I'd spend the end with you.



SE

Se um quadro vale por mil palavras
Então, por que não poderia pintar você?
As palavras jamais mostrarão
O que você veio pra saber.

Se uma pessoa pode lançar mil navios
Então, onde eu estou indo?
Não há ninguém mais em casa, exceto você,
Você é tudo que resta para mim também.

E quando o meu amor pela vida está se apagando
Você vem e se deita sobre mim

Se uma homem pudesse estar
Em dois lugares ao mesmo tempo

Eu estaria com você, hoje e amanhã
Ao seu lado de todas as formas.

E se o mundo fosse parar de girar
Girando lentamente até morrer
Eu ficaria no final com você
E quando o mundo acabar
Aí uma por uma, as estrelas apagariam
E nós simplesmente voaríamos para longe.


quarta-feira, 22 de setembro de 2010

OLHAR ...

Foto by Peter Stray
"QUEM NÃO COMPREENDE UM OLHAR ...
... TAMPOUCO COMPREENDERÁ UMA LONGA EXPLICAÇÃO."

Mário Quintana

REMEMBER by Federico Bebber

Esta fotografia tocou minhas fibras mais íntimas.
Minha sensibilidade ... Linda, pura, emotiva ...
É PERFEITA!!!

Foto by Federico Bebber

terça-feira, 21 de setembro de 2010

SINAIS PARA RECONHECER 'MANIA' EM TRANSTORNO BIPOLAR DE HUMOR por Will Brasil (BIPOLAR BRASIL)


SINAIS PARA RECONHECER 'MANIA'
EM TRANSTORNO BIPOLAR DO HUMOR



Alguns sinais de alerta precose de um episódio maníaco pode ser:


Pertubação do sono (há uma necessidade de sono menor);

Ter mais energia do que o habitual ou normal (um exemplo básico disso é você sair quase todos os dias para atividades sociais, sem se cansar e não achar monótomo fazer as mesmas coisas ou mesmos programas);

- Julgamento pobre (você acaba dizendo amém a tudo e a todos sem refletir muito, para agradar e não se expor divagando suas idéias);

- Gastar muito dinheiro ( por conta do julgamento pobre você não se dá conta de que nem precisa de determinadas coisas que compra);

- Irritabilidade (este ponto é muito importante, pois é aqui que reside a mudança mais significativa do comportamento. É neste momento que você vai odiar ser interrompido numa atividade que está fazendo e lhe trazendo prazer. Receber uma crítica do seu modo de ser ou comportar. É neste momento também que você profere discursos destrutivos às pessoas);

- Falar muito e muito rápido (e não é só isso, você acaba dando voltas e voltas num mesmo assunto, acaba por repetir a mesma coisa várias vezes. Idéias e discurso confusos. Você sente uma energia para não parar de falar. Como se estivesse possuído por um "espírito" ... Neses casos há quem acredite (os religiosos) que de fato você é um "medium", e dos bons, ou um gênio, uma pessoa muito intelectual.;

- Sentimento realmente bom (nada parece estar tão ruim como possa estar. Um filme muito interessante que retrata uma fase maníaca é o Mr. Jones);

- Ter muitas idéias novas e excitantes (você sente que descobriu a mina de ouro para se tornar um milionário. Ou então você começa a planejar projetos ambientais que irão salvar alguma espécie em extinção, que esse projeto é viável e não tem como alguém discordar da sua iniciativa, valorizar sua criatividade. E até mesmo começa pensar em morar no exterior. É uma fase que você busca mudanças. Você quer mudar alguma coisa e sente que pode mudar pra melhor);

- Tomada de decisões rápidas, sem pensar sobre elas (torna-se um "robô" bem avançado, as pessoas ficam até surpresas que você está tão rápido para decidir, porque o comum é você demorar muito tempo para decidir. O problema é que essas decisões por serem rápidas não são na maioria das vezes as melhores);

- Sentir-se vítima (sempre falar de si como uma pessoa perseguida, vítima de pessoas ardilosas. Geralmente não é realidade essa situação. É fruto de um impulso maníaco de perseguição. Tem necessidade de acolhimento e proteção);

- Muitas alterações ou planos (se estiver navegando na internet por exemplo, você abre vários sites ao mesmo tempo, e acaba não prendendo a nenhum com profundidade. É nesse momento que "quantidade" é o seu lema, "qualidade" é secundário);

- Telefonar para os outros à noite ou fora de hora (necessidade de ser ouvido, não importam em ser inconveniente).


O PROBLEMA DA ACEITAÇÃO DE SER BIPOLAR

Aceitar o diagnóstico é a parte mais importante do tratamento. É libertador. Assim como a maioria dos pacientes, eu cheguei ao médico após uma crise de depressão. Eu aderi de imediato ao tratamento, até porque o desespero era tão grande que minha alma estava esfacelada.

É obvio que numa crise de mania talvez seja mais difícil para o portador de transtorno bipolar do humor aderir ao tratamento. Eu reconheço que quando se sente que é um "gênio", é mais difícil deixar de sê-lo.

Muitos fatores influenciam a aceitação do diagnóstico. Isto incluí: severidade da doença, nível de auto-consciência, atitude que o paciente tem sobre a doenças mentais, disponibilidade de um serviço médico (muitos são gratuitos no Brasil).

Infelizmente alguns pacientes precisam se atrapalhar em relacionamentos afetivos, perder um emprego, dinheiro, se envolver com drogas, enfim: chegar ao fundo do poço.

No tipo 2 eu creio que seja até mais difícil aceitar. O motivo talvez seja o fato que os sintomas são mais amenos, e o paciente pode até desconfiar que não haja nada errado. E o pior: a família acaba o convencendo de que ele não tem nada. É tudo um problema de maturidade, mimos etc. As crises de hipomania não são tão constantes e quase sempre não causam tantos prejuízos no dia-a-dia, porém com os mais próximos ou mais íntimos é muito difícil uma convivência harmoniosa, pra falar a verdade, é quase impossível viver a dois.

Portanto amigo bipolar e amigo de um bipolar, muita atenção. O tratamento é o melhor caminho a se eviar "tombos" mais significativos durante a vida. E não falo só de prejuízos para ó paciente, mas para toda a família e outros relaciomentos.

Will


Eu abracei esta causa, em estudar, entender, divulgar, porque tenho uma filha com um portador de transtorno bipolar de humor e ela tem 99% de chance de desenvolver esta doença.

Este distúrbio surge por conta da predisposição genética (o índice é muito alto). Sabemos que as famílias passam certas características para seus descendentes, e é razoável entendermos que a bipolaridade possa ser uma dessas características. Uma coisa é certa, se há bipolares na família, a chance de que os filhos sejam também bipolares é grande.

Há quem relate alguns fatores, um em especial, que não tem haver com a genética, são as perdas. Perdas, causam grande estresse. Este estresse poderia desencadear alguns fenômenos neuroquímicos dando origem as sintomas da doença. É bom perceber aqui os eventos de estresses logo no início da infância podem contribuir de forma significativa.
TODA EXISTÊNCIA da minha filha, nos seus 8 anos de vida, ela só viveu perdas, perdas, perdas...
Roberta Carrilho


O BIPOLAR BRASIL VOLTOU .... PARA TODAS PESSOAS QUE SÃO BIPOLARES OU NÃO E PRECISAM DE AJUDA


COMUNICADO IMPORTANTE!!!!



Amigos e amigas do blog quero comunicar com muita satisfação que o Will Brasil do BIPOLAR BRASIL voltou para a nossa alegria. Ele agora está em duas plataformas diferentes Facebook e Google + segue abaixo os links


Facebook BIPOLAR BRASIL

Google+ BIPOLAR BRASIL 

Hoje é um dia muito especial para todas as pessoas carentes de informações, aconchego, orientações, seja bipolar ou que lida com bipolares. Sim! O Will Brasil é o melhor amigo bipolar que se possa ter e graças a Deus ele resolveu voltar para todos nós com seus textos bacanas e instrutivos.


Abraços fraternos,
Roberta Carrilho



A ARTE DE MACHUCAR AS PESSOAS por um bipolar (BIPOLAR BRASIL)




Hoje eu quero falar sobre a "arte" de machucar pessoas. Arte porque parece que somos gênios em destruir com palavras e atitudes aquilo que nos frusta. Nossa criatividade e repertório que poderia ser usados para conquistar um grande amor são utilizados para acabar com um.

"Já não tenho dedos pra contar de quantos barrancos me atirei", dizia a música. Eu diria "já não tenho dedos pra contar quantas pessoas já matei com minhas palavras e atitudes". E, geralmente as balas são no alvo daqueles que mais amor nos dá. É como se quem dá amor, fosse uma ameaça a nossa arrogância e prepotência de achar que somos suficientes. Não somos! 

Precisamos de tratamento, e com amor, certamente as coisas ficam mais fáceis. E esse amor tem que partir de nós para com os outros. Lembra: "É dando que se recebe?" 

Ferir um grande amor é perder para o transtorno bipolar. Deveríamos repensar se vale a pena jogar tudo para o alto "metralhando" quem está do nosso lado. 

Outro dia num acesso de raiva eu fui ao banheiro olhei num espelho e disse: "Seu bipolar, pega esse veneno que vai aplicar em sua vítima e escreve um poema". Resultado: Não parei mais de escrever. 

Um bipolar



O BIPOLAR BRASIL VOLTOU .... PARA TODAS PESSOAS QUE SÃO BIPOLARES OU NÃO E PRECISAM DE AJUDA


COMUNICADO IMPORTANTE!!!!



Amigos e amigas do blog quero comunicar com muita satisfação que o Will Brasil do BIPOLAR BRASIL voltou para a nossa alegria. Ele agora está em duas plataformas diferentes Facebook e Google + segue abaixo os links


Facebook BIPOLAR BRASIL

Google+ BIPOLAR BRASIL 

Hoje é um dia muito especial para todas as pessoas carentes de informações, aconchego, orientações, seja bipolar ou que lida com bipolares. Sim! O Will Brasil é o melhor amigo bipolar que se possa ter e graças a Deus ele resolveu voltar para todos nós com seus textos bacanas e instrutivos.


Abraços fraternos,
Roberta Carrilho



CENSO 2010

Adorei !!! Quanta criatividade ...
São ilustrações da realidade nacional.
Roberta Carrilho 




segunda-feira, 20 de setembro de 2010

CAMINHOS


"Qualquer caminho é apenas um caminho, e não há ofensa para si ou para outro em abandoná-lo se é isto que o seu coração diz a você. Olhe para cada caminho bem de perto, estudando-o cuidadosamente. Experimente-o quantas vezes achar necessário. Então pergunte a você mesmo, e somente a você mesmo uma questão:

"Esse caminho tem um coração?
Se ele tem, é um bom caminho; se não tem, é inútil"

D. Juan, "brujo" Yaqui

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

DESCONSTRUÇÕES - Martha Medeiros


Quando a gente conhece uma pessoa, construímos uma imagem dela. Esta imagem tem a ver com o que ela é de verdade, tem a ver com as nossas expectativas e tem muito a ver com o que ela "vende" de si mesma. É pelo resultado disso tudo que nos apaixonamos. Se esta pessoa for bem parecida com a imagem que projetou em nós, desfazer-se deste amor, mais tarde, não será tão penoso. Restará a saudade, talvez uma pequena mágoa, mas nada que resista por muito tempo. No final, sobreviverão as boas lembranças. Mas se esta pessoa "inventou" um personagem e você caiu na arapuca, aí, somado à dor da separação, virá um processo mais lento e sofrido: a de desconstrução daquela pessoa que você achou que era real. 

Desconstruindo Flávia, desconstruindo Gilson, desconstruindo Marcelo. Milhares de pessoas estão vivendo seus dias aparentemente numa boa, mas por dentro estão desconstruindo ilusões, tudo porque se apaixonaram por uma fraude, não por alguém autêntico. Ok, é natural que, numa aproximação, a gente "venda" mais nossas qualidades que defeitos. Ninguém vai iniciar uma história dizendo: muito prazer, eu sou arrogante, preguiçoso e cleptomaníaco. Nada disso, é a hora de fazer charme. Mas isso é no começo. Uma vez o romance engatado, aí as defesas são postas de lado e a gente mostra quem realmente é, nossas gracinhas e nossas imperfeições. Isso se formos honestos. Os desonestos do amor são aqueles que fabricam idéias e atitudes, até que um dia cansam da brincadeira, deixam cair a máscara e o outro fica ali, atônito. 

Quem se apaixonou por um falsário, tem que desconstruí-lo para se desapaixonar. É um sufoco. Exige que você reconheça que foi seduzido por uma fantasia, que você é capaz de se deixar confundir, que o seu desejo de amar é mais forte do que sua astúcia. Significa encarar que alguém por quem você dedicou um sentimento nobre e verdadeiro não chegou a existir, tudo não passou de uma representação – e olha, talvez até não tenha sido por mal, pode ser que esta pessoa nem conheça a si mesma, por isso ela se inventa. 

A gente resiste muito a aceitar que alguém que amamos não é, e nem nunca foi, especial. Que sorte quando a gente sabe com quem está lidando: mesmo que venha a desamá-lo um dia, tudo o que foi construído se manterá de pé.

Martha Medeiros

Isto aconteceu comigo, infelizmente ...
Como eu gostaria de ter percebido o que estava por detrás daquela dissimulação. Ele foi, é e sempre será uma farsa. É muito difícil aceitar e assumir tal fracasso. Reconhecer que não fui suficientemente competente para desmarcará-lo antes de causar tantos danos na minha vida. Hoje, eu o desprezo. É muito difícil aceitar isto. Tenho que resolver muitas coisas antes de voltar acreditar que existem pessoas boas, honestas, dignas de serem amadas e recomeçar... Só me restaram feridas, traumas e mágoas profundas. E pensar que eu acreditei e amei verdadeiramente esse ser: 

- dissimulado; - covarde; - cruel; 
- injusto; - avarento; - insensível; 
- pífio; - amoral; - inconveniente; 
- idiota; - medroso; - instável; 
- grosseiro; - egoísta; - orgulhoso; 
- patife; - mesquinho; - arrogante; 
- pedante; - mau-caráter; - mentiroso; 
- interesseiro e etc. 

Ufa!!! Que fôlego!rsrsrs... estava precisando desabafar. 

Infelizmente! Não têm nenhum adjetivo que não seja real e verdadeiro.Não estou sendo injusta e nem exagerando. Eu só descrevi o seu retrato íntimo... quem conhece de verdade esta pessoa (HK), sabe que eu estou dizendo a verdade, mas terá que conhecê-lo sem a máscara ou papel que adora interpretar: de ser bonzinho, tímido, introspectivo, intelectual... Ele engana qualquer desavisado, pois é um 'expert' na dissumulação. Sinceramente, hoje tenho pena de quem o conhece e se envolve em suas mentiras e passa ser mais uma vítima como eu fui. 

Mudando de assunto, Martha escreve tudo que eu gostaria escrever ou dizer.
Roberta Carrilho



quinta-feira, 16 de setembro de 2010

A FITA MÉTRICA DO AMOR - Martha Medeiros

Eu simplesmente amo os textos da Martha 
... me identifico muito com o que ela escreve.
Roberta Carrilho


Como se mede uma pessoa? Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento. Ela é enorme pra você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado. É pequena pra você quando só pensa em si mesmo, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade.

Uma pessoa é gigante pra você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto. É pequena quando desvia do assunto.

Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma. Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.

Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições? Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande. Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser ínfimo.

É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos. Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações. Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma.



O egoísmo unifica os insignificantes.

Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande.  


É a sua sensibilidade sem tamanho.

Martha Medeiros


terça-feira, 14 de setembro de 2010

ESCRITO NAS ESTRELAS - meu mapa astral completo



Sou eu em julho de 2011 em Diamantina - Minas Gerais




Hoje (14/09/10), recebi o meu mapa astral completo, e quis publicá-lo aqui no BLOG.

Coincidência ou não, veio justamente na semana que estou fazendo um curso na área de comportamento humano - INTELIGÊNCIA EMOCIONAL - através CDL/Divinópolis, ministrado pelo sociólogo, Clayton Pereira.
Muitas pessoas não dão nenhum crédito neste assunto porque não gostam de pensar ou refletir sobre o tema: Astrologia.

Concordo que é um tema muito misterioso, difícil de entender ou até mesmo aceitar que sua vida/personalidade tenha sido definida pelo posicionamento dos astros, na hora e dia do seu nascimento. 
Porém ... 

"Há mais mistérios entre o céu e a Terra do que supõe a nossa vã filosofia" (William Sheakespeare em sua notável peça Hamlet)

Penso que nós seres em evolução temos muitas vezes medo e o péssimo hábito de desconsiderar e taxar o incomum, diferente, desconhecido como: "mentira", "embrolho", "ilusão", etc.

Usando o bom senso, dos 100% uns 88%  do que está escrito neste mapa astrológico, bate com a minha personalidade. Enfim, acho muito interessante no mínimo, saber o que estava escrito nas estrelas no exato momento do meu nascimento. 
Muitos filósofos, desde das remotas eras da humanidade, já percebiam e estudavam os astros. Descobriram muitas teorias que hoje são amplamente aceitas e até fundamentadas pelas ciências.
Então só para registrar, segue abaixo meu mapa astral.
Roberta Carrilho 

P.S.: (astrologia é diferente de horóscopo, este nunca foi uma ciência).
 

Recentemente, no início do ano de 2012 descobri que nasci não fora às 8hs e sim às 16:30hs. Então este mapa astral não está totalmente certo. Farei outro, pois, o horário influencia no ascendente, e agora sei que o meu é AQUÁRIO e não VIRGEM. 

Minha natureza é mais pacífica do que demonstrada abaixo, mas muitas coisas - a maioria - é compatível com minha personalidade. 

Leão com Ascendente em Aquário: Personalidade magnética. Criativo e original. Natureza independente, refinada e social. Os relacionamentos são um canal para aprendizado. Precisa de relacionamentos estimulantes.

Irei publicar o novo juntamente com este. Vamos ver se dá realmente alguma diferença significativa. Aguardem...


Data de nascimento: 08/08/1972
Hora de nascimento: 8hs (corrigindo o correto são 16:30hs)
Local de nascimento: Divinópolis


Introdução
A análise do Mapa Natal fornece informações profundas sobre tudo que diz respeito à você. Seu jeito de ser, agir, pensar e lidar com ambientes, pessoas e situações. Este aprendizado será útil tanto para o seu processo de autoconhecimento, quanto para o seu dia-a-dia. Você poderá desenvolver suas habilidades em lidar com assuntos cotidianos, tomar decisões importantes e realizar objetivos de vida.

Este estudo é baseado no momento exato do seu nascimento. Quando você nasceu, cada planeta no sistema solar tinha posição precisa no zodíaco. Seu mapa natal apresenta a interpretação de cada posição e como ela se reflete em você.

A leitura do Mapa Natal está organizada nas seguintes categorias:

1. SUA IDENTIDADE
A NATUREZA EXECUTIVA
O AGENTE DE COMPAIXÃO
A UNIÃO DO REI E DO GUERREIRO INTERIOR
A ÁRDUA BUSCA PELO AUTOCONHECIMENTO

2. TEMPERAMENTO
“SER É CRIAR E ULTRAPASSAR”
APRENDENDO A LIDAR COM AS EMOÇÕES
APRENDENDO A ARTE DA SERENIDADE E DA REFLEXÃO

3. SEU EMOCIONAL
O REI INTERIOR
PSICOSSENSITIVIDADE
O MÉDIUM SENSITIVO
O CASAMENTO DO SOL E DA LUA

4. VIDA AFETIVA
A NECESSIDADE DE SEGURANÇA AFETIVA
AMAR É GERAR BELEZA NO MUNDO
O AMOR E A AGONIA CERRANDO FOGO NO ESPAÇO

5. INTELECTO
UMA MENTE BRILHANTE
PENSO, LOGO COMPREENDO!
O PODER DA COMUNICAÇÃO
O DOMÍNIO SOBRE A LINGUAGEM
A MENTE DE VANGUARDA
EM CHAMAS!

6. FORÇA INTERIOR
EM NOME DA HONRA
A VONTADE INCONSCIENTE
A MISTERIOSA FORÇA MÁGICA
PARA O ALTO E AVANTE!

7. OPORTUNIDADES
A OPORTUNIDADE VEM DAS ORIGENS

8. DESAFIOS
O MEDO DA PRÓPRIA GRANDEZA

9. EVOLUÇÃO PESSOAL
A COMPREENSÃO INTUITIVA DA REALIDADE
TUDO OU NADA
OS SISTEMAS ALTERNATIVOS DE VALOR
SINTONIA COM O FUTURO


Esta análise explora os aspectos do seu mapa que refletem o que você realmente é. Muitas pessoas têm uma ideia errada sobre si mesmas e, por isso, nesta seção tentaremos ajudá-lo a se conhecer melhor e entender seus sentimentos e desejos.

A NATUREZA EXECUTIVA
Quando o signo solar de Leão se associa ao ascendente em Virgem como ocorre no seu caso, Roberta, o resultado é uma natureza executiva e prática, fortemente conectada com a realidade, que une a criatividade de Leão ao perfeccionismo virginiano. Isso se traduz numa pessoa que se esmera para ter bons resultados em seus esforços, sobretudo estudantis e profissionais... E geralmente os tem.

Virgem fornece um senso maior de discrição para o seu lado leonino, de modo que você termina não tendo uma natureza tão "exibida" como geralmente se fala de Leão. É também mais simples e humilde, e não fica exibindo gratuitamente suas vitórias e talentos. Na verdade até pelo contrário, corre o risco de perder boas oportunidades de se mostrar!

Há, na combinação Leão-Virgem, uma força que se impõe de forma suave e não-ditatorial, mas há também muita contradição interior: a pessoa quer muito, mas acha que não merece, e a despeito de ser muito talentosa tende a ver muitos defeitos em si mesma. Isso pode se traduzir na forma de obsessões em relação aos próprios problemas, uma atenção desmedida em relação a pequenas coisas. Virgem é detalhista demais, e Leão exagerado demais. O resultado pode terminar sendo uma neurose obsessiva, que é uma perversão do perfeccionismo saudável.

Vale aqui que você se pergunte, Roberta: até que ponto você se sabota, dando importância demais a pequenos detalhes? Até que ponto você perde boas oportunidades de ser feliz, preocupando-se demais com o que não tem e não percebendo o valor daquilo que possui? Todas essas questões são importantes para que você se toque - em algum momento - de sua predisposição a ficar se sabotando, sendo o pior juiz de si mesma ao mesmo tempo em que é tão condescendente com os outros.

O AGENTE DE COMPAIXÃO
O Sol na astrologia faz o papel de "centro". Seu símbolo, um círculo com um ponto no meio evocando a idéia de alvo, mostra a área da vida através da qual você desperta uma consciência maior de quem você é de qual o seu papel no mundo.

Quando você veio ao mundo, Roberta, o Sol estava na Casa 12. A sua consciência se desenvolve por intermédio da observação da realidade invisível e através da percepção do sofrimento do mundo. Sendo particularmente sensível à dor do mundo, você tem o dom de esclarecer a escuridão, de elucidar as crises, de ajudar as pessoas a compreenderem o sentido de suas crises. Muita auto-realização é encontrada através do serviço em relação àqueles que sofrem e são marginalizados.

Cada posição solar implica também num questionamento que a pessoa precisa se fazer. No seu caso, Roberta, com o Sol na 12, vale observar uma tendência a acreditar que a vida é dor e padecimento.

A UNIÃO DO REI E DO GUERREIRO INTERIOR
Quando você veio ao mundo, Roberta, os astros Marte e Sol encontravam-se num ângulo chamado conjunção, que só ocorre uma vez ao ano, durando poucos dias e que aumenta - e muito - a qualidade guerreira de qualquer pessoa. Este aspecto está relacionado com a questão do uso da vontade individual, da afirmação agressiva da força pessoal segundo aquilo que determina a individualidade de cada um. Com esta união entre Sol e Marte, é através das conquistas pessoais que você afirma a sua existência neste mundo. Por isso, podemos começar dizendo que você, com este aspecto, é capaz de realizar objetivamente a sua vontade através de conquistas exteriores. A pessoa nascida, como você, no dia do casamento entre Sol e Marte, é movida à realização de desejos e intentos e, se por um lado, isso sugere uma vontade executiva e realizadora, por outro sugere uma certa sujeição aos próprios caprichos do ego, pois cada desejo realizado dará lugar a outro mais adiante.

Todos temos o Sol no mapa e, assim sendo, por mais sublimes e espiritualizados que sejamos, todos nós, sem exceção, sentimos a necessidade de afirmar nossa individualidade. Temos a imperiosa necessidade de nos sentirmos únicos e de expressarmos o que viemos fazer aqui. O que nos torna únicos, essenciais? Marte, ao interagir com o Sol, seja lá qual for o aspecto, intensificará esta necessidade de auto-afirmação. Ainda que o restante do mapa possa porventura indicar uma natureza tímida e retraída, aspectos de casamento entre Marte e Sol sugerirão uma personalidade como a sua, Roberta: orientada para conquistas.

No caso da união entre o Sol e Marte, é como se o seu "rei interior" se unisse a um poderoso "general", e o que se nota é uma personalidade afirmativa, que traça objetivos precisos e os cumpre. Você tem a vitalidade necessária para agir no mundo, realizando seus intentos com firmeza e determinação. Eu desejo é uma frase-chave para este aspecto. E você se identifica com seus desejos, podendo sentir muita ira quando eles são desafiados.

Marte, o destemido, fornece ao Sol a coragem necessária para você mostrar a que veio. Você, Roberta, expressa sua identidade com firmeza, podendo eventualmente exceder-se, tendo maneiras entusiásticas demais, ou mesmo com acessos de impaciência. Há um toque de agressividade e de dominação nas interações Sol-Marte. Há também um poderoso espírito de iniciativa, que lhe permite entrar num fluxo vitorioso quando se concentra fortemente na direção de um intento.

A agressividade, a despeito do que nos ensinam muitas tradições esotéricas, é um impulso natural que nos leva a crescer, que nos conduz ao desenvolvimento. Não é algo "ruim". Toda coisa viva luta por espaço a fim de afirmar sua existência. No caso da união entre Sol e Marte, há uma necessidade de afirmar-se através do confronto. Traduzindo em miúdos, uma predisposição natural para a briga! Nem sempre isso é evidente, tenho encontrado muitas pessoas com conjunções Sol-Marte que "parecem" tímidas e boazinhas, e quando vejo casos assim fico preocupado, uma vez que nada deixa de existir, principalmente um aspecto tão forte. Pode ter acontecido da pessoa ter sido conduzida à repressão de sua agressividade natural por conta de uma educação rigorosa, ou de uma disciplina religiosa que prega a anulação do espírito de iniciativa. E pode ser também - num sentido mais positivo - que a pessoa tenha simplesmente aprendido a ocultar sua agressividade, o que a torna, sem dúvida, mais poderosa... E perigosa!

Termina sendo importante para você, Roberta, a participação em atividades que permitam o extravasamento da energia agressiva (lutas marciais, competições intelectuais, debates, viagens extenuantes, etc.). Quando um indivíduo tem este aspecto e não canaliza sua força agressiva interna, seja praticando esportes, seja lutando por algo, a tendência mais comum é a manifestação de agressividade desnecessária por causa das circunstâncias mais idiotas e tolas, sobretudo dentro do ambiente doméstico ou em qualquer ambiente que envolva a idéia de "território" e "espaço". É sabido que a agressividade humana aumenta na proporção direta à escassez de espaço (vide ônibus lotados e shoppings no natal, por exemplo), e no caso das pessoas Sol-Marte esta agressividade pode ser maior do que o normal, o que termina sendo um infeliz desperdício de força - a famosa "força de vontade" que é a qualidade mais brilhante deste aspecto termina virando então competição sem motivo, por qualquer coisa.

A ÁRDUA BUSCA PELO AUTOCONHECIMENTO
No momento de seu nascimento, Roberta, os astros Sol e Saturno formavam uma conexão entre si. Poderíamos dizer que, neste caso, a qualidade consciente do Sol se relaciona com a força rigorosa de Saturno, sugerindo uma forte necessidade de realização pessoal, que se explicita na forma de uma poderosa ambição de fazer algo que dê sentido à própria vida e que dure por um tempo além da própria morte. É bem provável, por conta deste aspecto, que você faça algo que irá influenciar as gerações futuras.

As realizações pessoais tendem a ser mais demoradas e tardias para você, mas acontecem. Geralmente, com este aspecto, a pessoa tende a ser bastante auto-sabotadora no começo da própria vida, agindo de forma a retardar a si mesma, obstruindo-se. É como se algo dentro de você sentisse culpa por estar fazendo sucesso, e encontrasse uma forma inconsciente de retardar-se. Na verdade, você é um tanto quanto viciada em pressão. Por isso que estranha quando está tudo muito fácil e simples, arranjando sempre um modo de complicar as coisas. Este tipo de atitude, obviamente, melhora na medida em que você amadurece e percebe que pode viver as coisas de um modo mais simples.

Psicologicamente, este tipo de contato pode sugerir uma obsessão pelo modelo paterno, que termina funcionando o tempo todo como uma forma de referência, positiva ou negativa.

Este é o tipo de aspecto que "força" a pessoa a se tornar adulta mais rápido, de modo que pode lhe ser bastante difícil relaxar e gozar a vida. É como se, de algum modo, você estivesse sempre "armado" ou na defensiva.

Você, com o aspecto Sol-Saturno, é um ser invulgarmente ambicioso, mas não de dinheiro, status ou poder, a não ser que outros aspectos do mapa modifiquem isso. Você é profundamente desejoso de realizar-se pessoalmente, e como o planeta envolvido é Saturno, por detrás disso está uma forte necessidade de ser uma pessoa reconhecida e aplaudida pela sociedade.


Esta seção é uma introdução ao seu mapa. Aqui você encontrará uma análise da estrutura dos elementos (água, ar, fogo e terra) em seu mapa. Os elementos fornecem informações acerca do seu temperamento, das funções psicológicas mais ativas e daquelas que precisam ser mais exercitadas por você.

“SER É CRIAR E ULTRAPASSAR”
De acordo com as suas posições planetárias, Roberta, o Fogo é um elemento muito forte em seu mapa. Apenas numa simples observação, podemos compreender o Fogo como o elemento que resiste a qualquer forma de aprisionamento. Sempre mudando de forma, assim como a Água e o Ar, não pode, entretanto, "ser contido" como estes outros dois elementos. Qualquer tentativa de "conter" o Fogo incorrerá em sua extinção ou na destruição do que o tenta aprisionar. Dotado de uma qualidade contagiante, o Fogo se alastra até onde puder, consumindo tudo em seu caminho. É como se quisesse "eliminar as formas das coisas", deixando apenas a essência.

Deste modo, podemos compreender o seu temperamento fogoso, Roberta, como o de alguém que se recusa terminantemente a aceitar limites, contenções ou aprisionamentos. Não apreciando "formas pré-definidas", a pessoa fogosa tenta destruir todos os modelos estabelecidos em torno de si.

Brilhante e chamativo, o elemento Fogo sempre está no centro de todas as coisas. Em nosso planeta, o Fogo se encontra no núcleo. De Fogo também é o centro do nosso sistema solar. Egocentrismo é uma característica marcante neste elemento, em contraposição a "serviço", que é uma característica terrestre. Não devemos, entretanto, confundir "egocentrismo" com "egoísmo", pois são duas coisas distintas, e uma coisa que o Fogo não tem é egoísmo. Considerando que a personalidade fogosa está em busca de atenção e de admiração, a generosidade e o calor humano faz parte do processo. Assim sendo, a pessoa não pode ser egoísta, mas tão somente generosa, muito embora não seja uma generosidade altruísta e desprendida. Há, no Fogo, um sentimento de ser especial; e isso não deixa de ser verdade, em geral as pessoas deste elemento chamam muito a atenção e são extremamente brilhantes, mas precisam aprender a enxergar que as outras pessoas também são, todas elas, originais e peculiares.

Para você, Roberta, que veio do Fogo, viver é criar e irradiar calor. E criar sempre, não importa se a coisa é ou não é prática, se é ou não é viável, se é ou não é convencional. O Fogo não liga pra essas coisas, que chama de "meros detalhes". O Fogo é o mais yang dos elementos, é o conquistador, o herói tolo, o rei e o filósofo, representado pelos signos de Áries, Leão e Sagitário, de alguma forma fortes em seu mapa por conta das posições planetárias relativas ao momento do seu nascimento.

Dançante e dinâmico, alegre e puro, assim é o Fogo. Queima ao toque, é indomável e indisciplinado. Carece de percepção executiva das coisas, fica só no plano do criar, e ao "cobrir" demais a realidade, perde o sentido do moderado e comete exageros.

Saiba mais sobre esse aspecto: O Fogo e seus defeitos
O lado pouco amadurecido do Fogo sugere um comportamento de criança estabanada, desperdiçando energia e queimando as pessoas em torno de si. Por mais carismáticas e cativantes que sejam as pessoas deste elemento, terminam atraindo inimigos devido a uma característica irrefletida e autoritária. São pessoas centralizadoras demais, e dadas a exageros em todos os sentidos. Justamente por isso, precisam tomar um cuidado especial com álcool, afinal álcool e fogo são uma combinação no mínimo explosiva!

Ainda no que concerne aos problemas dos exageros do Fogo, três possibilidades são marcantes, muito embora a maioria das pessoas não viva as três concomitantemente, mas se atrele a uma ou duas, no máximo:

Muitas vezes, quando a pessoa é do Fogo, temos o tradicional caso do indivíduo incrivelmente criativo, um gênio das luzes e das mil e uma possibilidades, mas indisciplinado, desorganizado e estabanado, precisando assimilar senso de limites; num outro sentido, o indivíduo com muito Fogo revela-se pouco empático e mesmo grosseiro, rude. Resiste a assumir relacionamentos íntimos, e teme a entrega emocional, defendendo-se dela o quanto puder; por fim, há também a possibilidade de destempero e pouca diplomacia. Sincera demais, pouco civilizada e extremamente centrada no significado distorcido da palavra "espontaneidade", uma pessoa assim corre o risco de se envolver em encrencas, até aprender a refletir melhor e a meditar.

Uma pessoa fogosa saudável é inteligente e dinâmica, e reflete o exato significado do termo entusiasmo ("en theos" = "Deus dentro"). Absolutamente descrentes da palavra "impossível", vivem em busca de seus sonhos e animam o mundo em torno de si. São a alegria da vida.

APRENDENDO A LIDAR COM AS EMOÇÕES
Considerando as posições planetárias do seu mapa, Roberta, a Água é o seu elemento mais fraco, menos ativado. A maioria das pessoas apresenta bloqueios de um dos quatro elementos e, no seu caso específico, a "trava" envolve a função do sentimento, que está simbolicamente associada à Água.

A escassez de elemento água em seu mapa, Roberta, não representa ausência de emoções, muito embora você possa vir a encontrar tal descrição em muitos livros superficiais de Astrologia. Não existe pessoa sem sentimentos. O que ocorre, no bloqueio da Água, é que ele pode representar uma certa repressão das qualidades emocionais. Você corre o risco de não dar atenção às próprias emoções, desconsiderando o que está sentindo em prol dos "deveres" ou mesmo por conta de "necessidades lógicas, racionais e práticas". O que acontece, Roberta, é que - conforme Carl Jung mesmo dizia - aquilo que reprimimos não deixa de existir, apenas explode em outro lugar, dramaticamente. Muitas pessoas com falta de Água terminam nem percebendo aquilo que estão sentindo, uma vez que não estão acostumadas a dar atenção aos próprios sentimentos... Mas a emoção existe!

Em geral, uma característica típica das pessoas a quem falta Água é uma tendência a não terem muita auto-observação, de modo que muitas vezes nem percebem o que elas mesmas estão sentindo. Muitas vezes ocorre uma confusão de emoções: se você sente zanga, fica triste. Se sente tristeza, transmite a idéia de que está tudo bem, e assim por diante. Inconscientes de si mesmas, as pessoas com problemas de Água apontam com muita facilidade os defeitos alheios, cobram os outros, mas não enxergam as próprias necessidade emocionais sufocadas. Em alguns casos, pode haver alguma crueldade e/ou agressividade no comportamento. Como diriam alguns, "falta empatia". Outras pessoas com falta de Água podem não manifestar esta crueldade e falta de empatia, mas podem ser muito duras consigo mesmas e com os demais. Há também um outro tipo de pessoa com falta de Água, que têm uma aparência relaxada e jovial, sobretudo divertida, mas que vivem fugindo do confronto com o que elas mesmas estão sentindo. Há também um outro sub-tipo, mais raro, que aparentemente é carinhoso e cheio de sentimentos, mas quando se olha de perto é que se percebe que a coisa é mais uma máscara do que algo verdadeiro. Em suma, Roberta: há, de acordo com seu mapa, um problema no que diz respeito a lidar com os sentimentos. Cabe a você observar até que ponto isso é verdade e, caso perceba realmente isso, empenhar-se em se trabalhar, sobretudo aprendendo que as emoções não são "ameaçadoras" e que não há nenhuma vergonha em se admitir o que se sente, que não se é "menor" por admitir as próprias inseguranças e carências emocionais.

A níveis físicos, Roberta, a falta de elemento água sugere perturbações orgânicas devido ao acúmulo de toxinas. A água é o elemento que depura, que limpa, e sua escassez sugere uma tendência a intoxicações. Uma grande parte dos problemas de saúde se deve a um mau relacionamento com a água. A simbologia aqui é clara: quando contemos o nosso emocional, nos envenenamos, e tal envenenamento se manifesta também a níveis físicos: acúmulos de metais pesados no corpo e outras intoxicações, por exemplo.

As práticas terapêuticas mais adequadas para quem tem bloqueio de água no mapa são: biodança, terapias de grupo, natação e psicodrama. O cristal adequado àqueles que apresentam problemas com a Água é o quartzo-rosa, que abre o centro energético do coração, a fim de permitir um acesso mais consciente aos próprios sentimentos muitas vezes reprimidos.

APRENDENDO A ARTE DA SERENIDADE E DA REFLEXÃO
Segundo as posições planetárias do seu mapa, Roberta, você apresenta problemas no que diz respeito ao elemento Ar. Você, com falta de Ar, tende a se envolver em situações complicadas, sobretudo no que diz respeito a relacionamentos. Por não saber exercitar a qualidade impessoal e racional do Ar, você se envolve com tudo, até com o que não era da sua conta, e depois não sabe como escapar daquele "emaranhado", daquela "teia" de complicações.

Um dos maiores problemas que você pode sentir com esta falta de Ar, Roberta, diz respeito à sua dificuldade de saber quando e até onde pode se envolver nas questões e problemas, sobretudo dos outros. Como o Ar é o elemento da distância, da impessoalidade, pode lhe ser particularmente difícil manter-se em posição de isenção quando algo lhe pega pelo emocional. Você corre o risco de reagir, desperdiçando energia onde não lhe competia.

Outra manifestação clássica relacionada à falta de Ar é a tendência a criar panelinhas e tribos. Pessoas com problemas de Ar são dadas a simpatias intensas e antipatias atrozes, pois lhes falta a capacidade de conseguir conviver com as diferenças alheias. Isso, obviamente, é algo que você tanto pode quanto deve aprender a desenvolver com o tempo e a maturidade. Para você, com esta falta de Ar, pode ser necessário cultivar a imparcialidade, a lógica, a frieza emocional, pois você coloca muito de si em tudo o que faz. Em suma, é preciso tomar cuidado com os exageros, Roberta!

Quase sempre, no organismo de pessoas com bloqueio do Ar, surgem complicações nas vias respiratórias, ou problemas de coordenação motora. Como já foi dito, o canto e a música desenvolvem as funções aéreas, assim como a dança. O Tai-Chi tem se revelado um grande auxiliar para as pessoas com dificuldade neste elemento, por cultivar a calma, e a meditação, por cultivar um melhor centramento e o serenar da mente. A pedra mais adequada para quem apresenta falta de Ar é a ametista, que pode ser utilizada em meditações, colocada sobre a região entre as sobrancelhas, com o fito de lhe ajudar no relaxamento mental.

Segundo a astrologia nos ensina, a posição da Lua diz respeito à nossa vida emocional, à nossa forma de expressar e viver o que sentimos. Além do seu signo solar (aquele que você já conhece), você também tem um signo lunar que revela as suas características mais íntimas e condicionadas. Entre agora no universo da Lua e compreenda melhor seu funcionamento psíquico.



O REI INTERIOR
Como já foi explicado, Roberta, o signo lunar tem uma importância capital junto ao signo solar. A Lua representa os condicionamentos mais profundos do indivíduo, aquilo que ele sente como mais internalizado e real em si mesmo. Representa também a forma como o indivíduo reage emocionalmente.

Com a sua Lua leonina, Roberta, pode-se dizer que a sua sensibilidade é intuitiva, você tem uma empatia natural com os processos emocionais alheios, e exterioriza o que sente com facilidade. Suas emoções se processam velozmente, a cólera é intensa, mas passageira. Como a Lua representa também tudo aquilo com o qual você se identifica emocionalmente, as pessoas com este posicionamento apreciam o que há do bom e do melhor, apreciam a beleza e a arte. É como se você trouxesse um pouco de nobreza dentro de si, que se manifesta não apenas no seu estilo, como também - e principalmente - nas suas atitudes, sobretudo no gosto pela justiça. O problema é que muitas vezes a Lua leonina termina se tornando prisioneira daquilo que os franceses chamam de noblesse oblige (a nobreza obriga): sente-se na obrigação de ter sempre reações emocionais superiores, como se as coisas não lhe atingissem. O problema é que muitas vezes atingem, e você não curte descer do pedestal e mostrar o quanto se magoou. E a propaganda da força termina convencendo os outros, de modo que muitas vezes as pessoas não lhe oferecem ajuda porque acham que você simplesmente não precisa dela!

Há também uma outra manifestação possível para as reações emocionais da Lua leonina: o rugido. Assim como o animal leão, você dá uns dois ou três urros amedrontadores, expressando suas indignações. Nem sempre urrar funciona, e então você entra no outro movimento leonino: o de agir como se não estivesse nem aí.

As suas emoções são generosas e magnânimas, você pode até gostar de agredir quando sente raiva, mas detesta a idéia de pisar num rival caído. Na verdade, você precisa até tomar um certo cuidado com uma tendência a ser por demais vulnerável ao puxa-saquismo alheio - as pessoas percebem que você gosta de elogios, e quando querem conseguir algo de você, adivinha o que elas fazem?

Num sentido negativo, a Lua leonina pode revelar um gosto por subjugar os outros, o apreço pela competição, a compulsão pelo prestígio, tudo isso ocorrendo quando a pessoa é ainda infantil e se conhece pouco. Num sentido positivo, a Lua leonina repudia qualquer forma de hipocrisia e mesquinharia. A chave do entendimento dos processos emocionais leoninos é a necessidade de estar à altura. A busca muitas vezes inconsciente pela admiração alheia deriva de uma necessidade sua de admirar-se continuamente, tal qual Narciso.

O teatro é uma das atividades mais recomendáveis para pessoas que, como você, têm a Lua em Leão. O teatro termina sendo o melhor lugar onde você pode expressar devidamente seu espírito dramático e satisfazer sua necessidade de glamour e ainda por cima receber aplausos. Quando o indivíduo de Lua leonina não canaliza corretamente sua potencialidade teatral, corre o risco de fazer dramalhões na própria vida, tanto que eu sempre costumo dizer para as pessoas que, como você, portam esta Lua em seus mapas: as coisas que vocês dizem sentir provavelmente são exageros dos sentimentos reais. Ter isso em mente ajuda a não ser vítima da própria mania cinematográfica.

PSICOSSENSITIVIDADE
Com a Lua na Casa 12, Roberta, você é uma pessoa psiquicamente muito aberta, podendo inclusive ser um tanto quanto vulnerável às energias emocionais ambientais, e isso explica porque muitas vezes você sente coisas que não sabe de onde vieram. É como se sua alma se visse "tomada" por processos emocionais que não são necessariamente seus, mas sim frutos da captação da estática ambiental. Daí a necessidade de reclusão voluntária e periódica (pelo menos um dia na semana sem interagir muito) como uma forma de "se devolver ao eixo".

A Lua na Casa 12 sugere também uma forte ligação com as questões emocionais da mãe, de modo que muitos dos seus problemas e traumas tendem a ser, de forma direta ou indireta, problemáticas maternas. Com esta posição lunar, Roberta, não lhe faria nada mal procurar a análise a fim de investigar seu passado, a fim de redefinir seus sentidos internos.

O MÉDIUM SENSITIVO
Os ângulos que ligam a Lua a Netuno em seu mapa representam uma superamplificação da sua sensibilidade psíquica, Roberta, de modo que pode-se dizer, sem medo de errar, que você possui uma percepção que vai além do que lhe dizem os cinco sentidos físicos. Há neste caso uma poderosa antena supranormal que intui, capta, absorve e consegue sentir coisas que outras pessoas geralmente não percebem. Se você dará ou não atenção a esta intuição, é preciso observar mais adiante o estado de Mercúrio em seu mapa (leia mais adiante). Eu diria que o indivíduo com aspectos lunares-netunianos tem a responsabilidade de, lendo as correntes invisíveis, ajudar o mundo circundante, usando esta intuição superior.

Netuno imprime uma qualidade de amor sublime à Lua, de modo que é muito difícil para você sentir as coisas em termos de "apenas eu mesma". Seu emocional altamente empático lhe permite sentir o que as outras pessoas estão sentindo, de modo que o sofrimento do mundo será também seu próprio sofrimento. Justamente por isso, as pessoas com este tipo de aspecto costumam ser mais compassivas do que o normal: para elas, a dor que se vê em torno não é apenas "algo que se vê", mas algo que elas vivenciam, ainda que indiretamente!

Empatia é uma palavra chave para Lua-Netuno, e a experimentação desta qualidade psico-sensitiva dependerá da sua maturidade.

Quando o aspecto envolvido é vivido por uma pessoa mais amadurecida, a capacidade de percepção é mais do que fora de comum: a pessoa tem a aptidão de, conscientemente, utilizar estes dons a serviço dos outros e, com isso, acelerar seu próprio desenvolvimento espiritual. Existe uma "ligação direta" com o mundo espiritual, astral, imaginativo, e a pessoa é tão competente na arte de captar o invisível que pode mesmo chegar a ter manifestações telepáticas, precognitivas ou outras qualidades mediúnicas que lhe servirão em momentos de perigo. Muitas pessoas com estes aspectos possuem tanta capacidade de lidar com leituras psíquicas que terminam sentindo atração por tarô, astrologia e oráculos. A própria pessoa é um oráculo ambulante, que mal precisa de instrumentos para "perceber" a linguagem do invisível. Mesmo quando não sente atração por estes assuntos, possui um dom natural para "antever" os fatos.

Vale salientar que, quando se trata de Lua em aspecto com Netuno, a imaginação é tão poderosa que termina sendo capaz de materializar com extrema velocidade aquilo que deseja ou teme. É sabido que todas as coisas que são plasmadas no astral com o tempo se densificam, até se tornarem carne. No caso de indivíduos Lua-Netuno, o poder de manifestar aquilo que se imagina - seja de bom ou de ruim - é inacreditavelmente forte. Daí tira-se que você possui imensa necessidade de controlar as coisas que teme e deseja, pois elas provavelmente se precipitarão naquilo que chamamos de "realidade tangível".

Saiba mais sobre esse aspecto: Aprendendo a “fechar o corpo”
No caso deste aspecto estar presente no mapa de uma pessoa ainda não muito amadurecida, a antena psíquica é tão escancarada que a pessoa termina virando uma espécie de lata de lixo psíquica, absorvendo sem discriminação todo o tipo de energia ambiental. Há aqui a mesma facilidade em captar os movimentos astrais, mas pouca ou nenhuma defesa energética contra elas. Deste modo, o portador deste tipo de aspecto deve evitar ambientes cheios de gente e de energias contraditórias, ou mesmo ambientes com muita "carga emocional", sob o risco de absorver grande parte da sujeira energética e começar a ter flutuações de humor e comportamento sem razões concretas! Com o tempo, todavia, a pessoa começa a aprender que é possível "manipular" tais correntes energéticas nocivas, metamorfoseando-as em energias mais positivas. Pessoas com este aspecto deveriam praticar Reiki ou quaisquer outras formar de canalização de energia vital, pois possuem um dom natural para isto.

Em todos os casos há grande sensibilidade, mas nos indivíduos menos amadurecidos esta sensibilidade tem mais chance de virar pieguice. Há o risco de perda de contato com o real, e uma grande suscetibilidade a "plasmar" as doenças emocionais daqueles com quem entra em contato. Para uma pessoa portadora deste tipo de interaspecto é essencial aprender técnicas de defesa psíquica, assim como fazer "limpezas de aura" (meditação, banhos de cachoeira, etc.).

Gente Lua-Netuno não pode morar em qualquer lugar. São as que mais precisam viver em ambientes cuja atmosfera psíquica seja boa, daí a importância de organizarem seus lares segundo as regras do Feng-Shui. Precisam disso mais do que qualquer outra pessoa, pois seu delicado campo psíquico termina exigindo campos de força exteriores mais poderosos.

Eu costumo recomendar o uso constante da turmalina negra para pessoas lunares-netunianas pois este cristal auxilia na criação de campos de força energéticos. O estudo da psicologia é também recomendado no seu caso, Roberta, pois você possui uma aptidão natural para este tipo de assunto, e o cinema pode ser um hobby particularmente apreciado, que faz muito bem ao indivíduo. Recomendo também o estudo da fotografia como outro hobby que seria especialmente terapêutico neste caso.

O CASAMENTO DO SOL E DA LUA
Quando você nasceu, Roberta, o Sol e a Lua estavam em conjunção entre si, o que significa que seu nascimento ocorreu no dia da lua nova (ou próximo a ela). No caso da conjunção ocorre um fusão entre estes dois planetas que mostra que você é uma pessoa extremamente coerente no que concerne à própria auto-expressão, mas por outro lado este mesmo aspecto fortalece as características compulsivas da personalidade, sendo difícil para você conseguir "ser" de uma outra forma. A despeito de este aspecto sugerir uma relativa ausência de conflitos interiores, pois você, com este aspecto, costuma gostar muito de ser o que é, por outro lado sugere também uma certa dificuldade em mudar o próprio jeito de ser.

No positivo, podemos dizer que não há muitos conflitos internos no que diz respeito à auto-aceitação: "eu sou o que sou" é uma frase típica das pessoas que, Roberta, como você nascem na lua nova, de modo que em geral há um tipo de comportamento estilo "ame-me ou deixe-me". Há também muita coerência interna, no sentido de que aquilo que circula nas marés inconscientes (Lua) está em harmonia com o aspecto mais consciente (Sol) da sua vida pessoal. Você, Roberta, com este aspecto, tende a se conhecer muito expressa claramente a própria natureza e as coisas que sente e pensa, sem inibições. Quaisquer inibições que porventura surjam são mais decorrentes da imaturidade eventual do que do seu próprio mapa em específico.

O lado mais negativo deste aspecto diz respeito a você, Roberta, ser uma pessoa muito apegada a si mesma. Em geral, há muito orgulho de ser o que se é, com uma tendência a exaltar os próprios defeitos, muito embora isso tudo tenha uma certa lógica - ainda que distorcida -, uma vez que os defeitos não passam de qualidades em estado exacerbado. Ao menos, Roberta, no seu caso você tem a consciência do que é e do que faz, e tudo isso faz uma grande diferença num mundo de pessoas tão inconscientes e pouco auto-perceptivas. O problema está justamente no amor - em excesso - que você tem por tudo o que há de bom e de péssimo em sua própria personalidade.

Seu caráter, Roberta, tende a ser absolutista e a personalidade muito dominante. A lógica por detrás disso é simples: tendo nascido no casamento do Sol com a Lua, você passa a ser um canal pleno da expressão de um signo. É o que chamamos de "ariano típico", "taurino típico", a depender de qual seja seu signo solar. É difícil, portanto, não notar a presença de uma pessoa como você, Roberta, que termina chamando a atenção sobre si, até mesmo quando não tem a intenção de fazê-lo.

Saiba mais sobre esse aspecto: Aprendendo a lidar com um universo de diferenças
Do mesmo modo, em contrapartida, pode ser também muito difícil para você ver o mundo sob outra perspectiva que não seja sempre a mesma. Como seu signo está poderosamente expressado em seu mapa, você "molda" o mundo exterior até que ele se torne a expressão de sua própria alma. No fundo, você pode ter uma certa dificuldade para compreender as diferenças que existem entre "eu" e "os outros" sendo, portanto, um tanto quanto complicado relacionar-se com aquilo que é muito diferente, a não ser que outros aspectos de seu mapa melhorem esta tendência mais egocêntrica.

Em alguns casos, o nascimento na lua nova se traduz numa imaturidade afetiva: inconscientemente, Roberta, você pode buscar realizar, a níveis práticos, a "fusão" simbólica do Sol com a Lua: o "outro" nunca é "outro" de verdade, mas é uma extensão de você e, assim sendo, há uma dificuldade de reconhecer e aceitar a identidade e necessidades do outro. Você numa "osmose" que jamais ocorre de fato - na verdade, ninguém se funde a ninguém, exceto temporariamente, como forma de identificação momentânea. E os conflitos de relacionamento, que inevitavelmente surgem, quase sempre têm a ver com esta contradição: o indivíduo da conjunção Sol-Lua vê as coisas sempre sob sua particular perspectiva, e eventualmente até pensa que vê as perspectivas do outro. O problema é que, dentro desta fantasia de osmose absoluta, torna-se um tanto quanto complicado "ver de fato" o outro.

Por outro lado, é justamente esta dificuldade para aceitar o mundo exterior como diferente do interior que torna você uma pessoa dotada de potencial de liderança. Alguns dos grandes administradores e líderes nasceram exatamente como você: no dia da Lua nova.

Procure observar até que ponto você não se apega demasiadamente à sua própria personalidade, recusando-se a mudar pontos que são importantes em sua vida, Roberta!



Para a astrologia, o planeta Vênus é o representante simbólico da nossa forma de amar. Vênus revela as coisas que achamos belas e que para nós têm valor. Na prática, isso se traduz na forma das situações e estilos que buscamos como sendo agradáveis para nós. Todos nós amamos segundo o signo em que está Vênus, seduzimos de acordo com este signo, cultivamos estilos que têm a ver com ele.

A NECESSIDADE DE SEGURANÇA AFETIVA
Quando você nasceu, Roberta, o planeta Vênus estava no signo de Câncer, um signo de Elemento Água, que sente grande necessidade de aprofundamento emocional nas relações. O afeto de Vênus em Câncer passa pela identificação emocional, que nem sempre é racional, e não se liga ao corpo, nem necessariamente ao que é "conveniente". Câncer não está preocupado se a relação é "lógica" ou não. Este é um signo regido pela Lua, que aprecia dar vazão aos instintos e à voz que fala em seu coração.

Você, Roberta, com Vênus em Câncer, é provavelmente uma pessoa muitíssimo carinhosa e que aprecia pessoas de natureza afetiva, onde um possa cuidar do outro. O processo de sedução parte do indireto, do sutil, como um caranguejo que anda de lado para conseguir a isca: quando o outro percebe, já está completamente envolvido. Mas, em geral, Vênus em Câncer seduz o outro a seduzi-lo. Isso também porque há uma insegurança natural nesta posição venusiana, em que a pessoa corre o risco de não perceber o próprio valor e preferir os movimentos que partem do outro. Diríamos que é uma certa timidez afetiva, independentemente do fato de em outras situações você conseguir se comunicar bem. O estilo que melhor combina com você é o terno, suave, que cultiva a intimidade.

Sua qualidade canceriana no amor lhe leva a precisar sentir que faz parte da vida de outra pessoa, e que ela também faz parte da sua. Vênus em Câncer é uma posição que representa uma grande necessidade de sentir que "pertence" a alguém. Esta é uma das posições mais românticas para Vênus, e você gosta de sentir que fantasias lhe arrebataram, gerando uma embriaguez emocional. Por isso, o estilo canceriano de amar envolve jantares à luz de velas, cinema, dormir juntos. Precisa, entretanto, tomar um extremo cuidado com dois pontos bem específicos: um é a tendência a falar demais do passado, pois isso cansa qualquer criatura; o outro ponto é a predisposição a apegar-se mais rápido do que manda a racionalidade. É importante conhecer melhor as outras pessoas! Digo isso porque apesar de você ter um movimento prudente no processo de conquista, o que pode tornar o início da relação muito excitante, por outro lado pode exagerar na abertura de sua intimidade uma vez dentro da relação. Isso ocorre porque Câncer é um signo muito carente e que nem sempre vê o outro de maneira objetiva, fantasiando demais, e isso pode assustar os outros.

AMAR É GERAR BELEZA NO MUNDO
Com Vênus na Casa 10, Roberta, é muito provável que o seu trabalho venha a envolver algum tipo de atividade artística, ou que lhe permita aplicar seu sentido de beleza e harmonia. As possibilidades são muitas, mas todas elas refletem a qualidade "harmonizadora" de Vênus: arquitetura, decoração e artes (onde você pode aplicar, na prática, seu senso estético), direito e diplomacia (onde você pode cultivar a harmonia e as conciliações), relações humanas ou mesmo o mundo da moda e da estética. Em qualquer área em que venha a atuar, você será uma pessoa conhecida por seu esmero, perfeccionismo, cuidado com detalhes, assim como por sua boa vontade de doar-se ao trabalho.

A Casa 10 também revela a forma como você aprecia que lhe enxerguem. Com Vênus aqui colocada, Roberta, você cultiva uma imagem harmoniosa, e gosta que lhe apreciem pelo seu equilíbrio, senso de justiça e beleza. Costuma ter um comportamento social de muita classe e gentileza.

O AMOR E A AGONIA CERRANDO FOGO NO ESPAÇO
O momento de seu nascimento foi marcado por um forte contato envolvendo os planetas Vênus e Plutão. Com este aspecto, o indivíduo deseja descobrir o significado mais profundo do que significa, enfim, "amar e ser amado", pois ele sabe que a experiência do amor é muito mais intensa e profunda do que as pessoas pensam. As paixões humanas comuns podem, inclusive, parecer meras tolices diante do nível de intensidade de dedicação de uma pessoa Vênus-Plutão. Com este aspecto, a pessoa não se satisfaz com relacionamentos superficiais, atraindo-se por pessoas com quem possa viver histórias intensas e mutuamente transformadoras: relações só fazem sentido se um transformar profundamente o outro. Os relacionamentos para uma pessoa com este aspecto são sempre muito intensos, e ninguém que entre em contato com você, Roberta, sai do mesmo jeito que entrou. A vida é inteiramente transformada. E, de certa forma, o próprio dono deste aspecto tende a passar por mudanças profundas quando ama. O amor (Vênus) está ligado a mudanças radicais (Plutão).

No que diz respeito às aproximações afetivas, não é incomum que pessoas que, como você, possuem este tipo de aspecto, sejam dadas a "certezas absolutas demais" no que diz respeito a atrações e repulsões. O lado plutoniano, muitas vezes obsessivo, pode levar a pessoa a se apegar demais a alguém, porque de alguma maneira enfiou na cabeça que aquela pessoa é "a pessoa".

Num sentido inferior, os contatos Vênus-Plutão sugerem uma personalidade controladora através do afeto, que não permite que o outro tenha o precioso espaço da privacidade. Às vezes de forma óbvia, às vezes de forma sutil, a pessoa com este aspecto invade a intimidade do outro, usando como desculpa o amor que sente. Nem sempre o portador deste aspecto é plenamente consciente desta tendência, todavia, e por mais "mansa" que pareça o exterior deste indivíduo, ele será sempre muito dominador em relação aos entes queridos, até que aprenda a sublimar esta "mania". O ciúme é outra característica marcante associada a contatos planetários entre Vênus e Plutão, o que pode incorrer num nível de exigência muito exagerado, que sufoca o outro.

Particularmente, eu diria que o grande problema relacionado a aspectos entre Vênus e Plutão diz respeito ao fato deste tipo de indivíduo transformar seus amores no motivo principal de estar vivo. O peso desta responsabilidade afugenta os outros! O lado dedicado, que é a mais bonita qualidade das pessoas Vênus-Plutão, termina se tornando uma característica obsessiva. Em casos mais extremos, a experiência de amar termina se assemelhando a uma morte, de modo que a pessoa termina tendo muito medo de viver experiência afetivas, já que sabe muito bem como fica e como se sente quando ama outro ser. A experiência de se perceber tão preocupado, tão voltado para o outro, pode ser particularmente angustiante para qualquer ser humano. O amor, para estes tipos, é vivido como uma morte, e em alguns casos termina se manifestando de forma literal: alguém que a pessoa ama muito morre, ou então passa por situações extremamente críticas e difíceis.

De todo modo, há um lado muito bonito nos contatos entre Vênus e Plutão: quem tem este aspecto nunca abandona o outro nos momentos de crise. "Amar", para um filho de Plutão, não significa apenas rir e ir ao cinema. Envolve estar do lado do outro de verdade na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, até que a morte (ou a vida) os separe. A dedicação é absoluta, ou beira isto.

Em alguns casos, quando outros aspectos do mapa indicam isso ou quando a educação leva a isso, há alguma espécie de culpa ligada ao sexo, que impede a pessoa de liberar-se plenamente. Isso pode parecer contraditório, pois pessoas com este tipo de aspecto transmitem um poderoso magnetismo pessoal e fascinam os outros com uma espécie de "beleza exótica", uma força de libido que crepita em sua aura. Mas, na maioria dos casos, há de fato alguma forma de bloqueio de ordem sexual que pode e deve ser tratada via análise. Quando a pessoa mergulha profundamente nestas questões, descobre que algo em sua educação (provavelmente na relação com a mãe) "travou" o livre fluir da qualidade sexual. Em alguns casos, pessoas com este aspecto costumam relatar terem sofrido algum tipo de violência sexual.

É interessante observar que pessoas com este aspecto costumam oscilar de momentos de extrema riqueza e abundância material até períodos de quase falência. Estes "ciclos" estão relacionados à capacidade de amar do indivíduo. Quanto mais amor ele dá, mais abundância tem, em todos os sentidos.



O planeta Mercúrio representa a forma como a pessoa se comunica, como se expressa, seu raciocínio e suas habilidades inventivas. Existem vários tipos de inteligência, como é atualmente sabido. E o entendimento do signo que Mercúrio ocupa em seu mapa, Roberta, revela como, afinal, funcionam os seus processos mentais.

UMA MENTE BRILHANTE
No momento de seu nascimento, Roberta, o planeta Mercúrio ativava o signo de Leão que, por ser um signo de Fogo, sugere uma inteligência mais intuitiva do que necessariamente lógica e racional. Como ocorre com todas as posições "fogosas" de Mercúrio, você é capaz de chegar a conclusões instantâneas, percepções lúcidas e súbitas, como se uma "luz" explodisse subitamente no seu cérebro. Se por um lado isso sugere que você é uma pessoa dada a perceber as coisas com um senso de síntese invejável, por outro pode traduzir também a típica mania de apoderar-se da verdade, como se apenas você "visse" as coisas. Como é natural de ocorrer num signo tão solar como Leão, a lucidez objetiva do intelecto é diminuída por conta do ego.

A mente leonina é uma das mais aptas a encontrar soluções criativas para os problemas, sobretudo porque aprecia muito aprender. É também dotada de grande força persuasiva, força esta que deriva da extrema convicção que tem em relação aos próprios pensamentos.

Num sentido negativo, Roberta, Mercúrio em Leão pode sugerir absolutismo mental, dificuldade em lidar com pessoas que discutem suas opiniões e idéias. Cuidado para sua vaidade não terminar diminuindo sua lucidez!

A vivência do lado mais positivo ou negativo de seu Mercúrio dependerá do sentido que você dá a ele, ou seja, da sua maturidade. A maioria das pessoas de Mercúrio em Leão vive um pouco dos dois lados, tanto do negativo quanto do positivo, mas é justamente o autoconhecimento que lhe permitirá usar mais conscientemente estas qualidades.

PENSO, LOGO COMPREENDO!
Quando você nasceu, Mercúrio ativava a Casa 12 do seu mapa, Roberta, o que por si só já indica que você tem uma aptidão natural para fazer uma "ponte" entre o lado concreto e racional da vida e o mundo inconsciente, dos sonhos e das abstrações. Ainda que você evite ou corra disso, é inevitável que você termine se aproximando do mundo da loucura humana, precisando compreender este mundo e ajudar as pessoas que estão inseridas nele.

Em alguns casos, Mercúrio na Casa 12 pode sugerir uma certa insegurança relativa às próprias capacidades intelectuais. O que ocorre a verdade é o oposto: percebendo muito mais do que os outros são capazes, o problema é que você nem sempre sabe como exprimir aquilo que está captando. Uma maneira de aprender a melhor lidar com suas inseguranças é ajudando pessoas com problemas ou complicações de ordem mental ou de fala.

Um interesse intelectual pelo sofrimento alheio pode lhe conduzir a empenhar-se em compreender este sofrimento, procurando soluções práticas e efetivas para ele. Ao mesmo tempo, e por outro lado, você compreende naturalmente que a mente é a causa original dos problemas do corpo, de modo que percebe que cultivar bons pensamentos é a chave para curar-se (e aos outros) de doenças crônicas.

O PODER DA COMUNICAÇÃO
O momento de seu nascimento, Roberta, foi marcado por uma forte conexão entre a Lua e o planeta Mercúrio. Estes aspectos sugerem, à primeira vista, eloqüência e versatilidade, além de sagacidade e espirituosidade. Você, com este aspecto, tem o potencial de se comunicar de forma "colorida", conseguindo transmitir o que sente, e procurando ser razoavelmente adaptável ao meio circundante, processando os sinais transmitidos pelos outros (empatia). Isso sugere uma forte habilidade para as relações interpessoais, Roberta! A boa interação entre o planeta da comunicação (Mercúrio) e o regente da sensibilidade emocional (Lua) lhe confere um bom senso de observação, de modo que o entendimento das coisas flui com facilidade.

Há, no caso deste aspecto, facilidade para expressar as próprias idéias de uma forma colorida, gostosa, que cativa o ouvinte. Você, com esta fluência entre a Lua e Mercúrio, tem habilidade para a conversação, em geral com um comportamento espirituoso e com senso de humor na medida certa e, se a educação favorecer, tende a ser razoável para com os outros - ainda que possa ser eventualmente uma pessoa rígida em outras coisas. Em geral tem um lado "espertinho" e sabe muito bem que botões apertar e que alavancas mexer para obter o que deseja. É um tipo muito persuasivo. Assimila informação com facilidade, mas pode ter um lado dispersivo ou preguiçoso, se não tomar cuidado.

Você, Roberta, pode vir a ser uma pessoa muito bem sucedida em qualquer atividade que exija o uso da voz, a comunicação e a relação com as pessoas. Sabe vender sua imagem, assim como qualquer coisa que queira, pois tem uma qualidade carismática. E é exatamente este carisma que lhe garante a conquista daquilo que quer sem muito esforço, pois sabe envolver as pessoas certas para atingir suas metas.

A harmonização entre a Lua e Mercúrio confere ao tipo uma boa memória que lhe garante enorme lucidez, mesmo em idade mais avançada. Esta memória, entretanto, tende a ser seletiva, e não genérica: funciona para as coisas de interesse particular do indivíduo.

Este é um aspecto que sugere uma vida com muitas viagens e movimento, assim como a necessidade de aprender outros idiomas, uma vez que de algum modo o destino do indivíduo o levará a trabalhar se comunicando com o meio. Este aspecto sugere notável poder de uso da palavra, seja ela escrita (bons escritores), ou falada (bons comunicadores), sobretudo se outros aspectos do mapa reforçarem esta tendência.

Segundo a astróloga francesa Catherine Aubier, a forma de se comunicar deste tipo, apesar de clara e lúcida, tende mais ao fantasioso do que ao objetivo, uma vez que as características lunares matizam fortemente a lógica mercurial.

Tenho observado uma alta incidência deste aspecto em indivíduos que mantêm a sanidade mental mesmo em idade já bastante avançada. Aparentemente, aspectos fortes entre a Lua e Mercúrio salvaguardam a memória e a lucidez. Pelo fato de provavelmente vir a ter uma vida com muitas viagens, a minha recomendação particular é: aprenda idiomas e, em algum momento de sua vida, escreva um bom livro. O mundo está cheio de livros maravilhosos, inacabados, que foram "captados" pelos rápidos (porém dispersos) tipos lunares-mercurianos

Saiba mais sobre esse aspecto: Um choque entre cabeça e coração
Um defeito possível para você, Roberta, é uma tendência contraditória interior: as emoções brigam com o plano racional, e é muito difícil para tal indivíduo chegar a uma visão consensual das coisas, flutuando muito de uma idéia para outra, chegando mesmo a atos contraditórios. Muitas vezes a pessoa perde boas chances de ser mais razoável e sensata, mas este é o tipo de aspecto que melhora muito com a maturidade e com uma boa educação. É uma tensão relativamente fácil de se resolver.

Tal aspecto sugere uma forte agitação interior, em decorrência da ansiedade psíquica - ansiedade esta que tem origem em problemas de natureza fútil, em sua maioria. A comunicação natural que decorre da interação lunar-mercuriana continua operante, mas neste caso ocorre o risco de grande perda de energia devido ao excesso de assuntos superficiais, assim como uma tendência a desperdiçar o talento comunicativo falando demais, ou dando muita atenção a assuntos sem importância.

Pode manifestar uma língua afiada e muito senso de humor, muito embora este seja, na maioria das vezes, um tanto quanto ferino, sobretudo se o restante do mapa sugerir uma índole mais agressiva. Tem uma enorme capacidade de perceber os pontos fracos nas coisas e nas pessoas, mas este "senso" parece ser uma forma do tipo desviar a própria atenção de si mesmo, afinal de contas quem critica muito os outros e vê os defeitos externos não tem tempo para pensar nos próprios. Tende a ser um tipo intelectual e socialmente disperso quando jovem e corre o risco de falar demais, mesmo quando adulto. Em alguns casos, é precisa desenvolver um maior senso de discrição, a não ser que outros aspectos do mapa equilibrem isso.

O que uma pessoa com este aspecto mais precisa é de treino mental, Roberta - uma educação mais rígida, sem deixar de ser compreensiva, pois ele mesmo é um tanto quanto indolente para consigo e seus deveres intelectuais. Uma educação mais exigente impedirá que o tipo se superficialize, estimulando sua natural sagacidade para o que realmente importa, e não para meras futilidades. Se bem desenvolvido, o indivíduo manifestará bom intelecto, bom humor e adaptabilidade, capaz de chegar onde deseja - é só desenvolver a disciplina!

Um dos maiores problemas que verifico neste tipo de aspecto de seu mapa, Roberta, é uma contradição que envolve grande agilidade mental para coisas técnicas, mas carência de intelecto emocional. O indivíduo pode ser um grande teórico num assunto, mas falha quando o assunto envolve as próprias emoções. Meditação, tai-chi, yoga e terapia verbal são excelentes recomendações para tais indivíduos, uma vez que tais técnicas oferecem disciplina mental necessária, que lhes falta.

Tenho notado também que indivíduos com fortes aspectos entre a Lua e Mercúrio são muito mais suscetíveis e influenciáveis do que eles mesmos percebem ou gostam de admitir, tendendo a serem levados pelas marés, sobretudo pelas marés dos pensamentos, impressões e emoções ambientais. Encontrei muitos casos de pessoas com problemas nítidos de comunicação em decorrência de alguma ansiedade crônica, gerando gagueira ou outros problemas temporários de aprendizado ou linguagem.

Cuidado com a distorção da verdade!
Tanto os astrólogos Grant Lewi quanto Catherine Aubier fazem associações deste aspecto a uma certa tendência à mentira. Obviamente, tal só ocorre em casos mais extremos, muito embora seja notada nos indivíduos com este aspecto uma predisposição a "colorir demais" (novamente em decorrência da Lua). O que ocorre, quase sempre, é uma tendência do indivíduo a mentir para si mesmo, ou mesmo interpretar equivocadamente as coisas ou fantasiar demais.

Em casos mais extremos, verifica-se uma mania de mentira. Aspectos lunares-mercurianos favorecem a memória de alguma forma. Mas, no caso de algumas pessoas que vivem este aspecto de uma maneira mais infantil, ocorre a mania de pegar uma coisa correta e distorcê-la até que ela se torne errada, ou vice-versa. Todo mundo faz um pouco isso, mas quem tem a Lua e Mercúrio fortemente conectados faz mais, e com maior destreza.

E mais: pessoas com este tipo de aspecto são continuamente envolvidas em lendas criadas em torno delas. Já vi isso acontecer de formas repetidas, como se a pessoa tivesse duas vidas: a de verdade e a vida que os outros dizem que ela tem. Isso ocorre muito, mas em geral é a própria pessoa que alimenta isso, e tal coisa tem uma explicação simples: como este tipo tende a ser socialmente muito exposto, as pessoas falam mais sobre ele.

Todo indivíduo lunar-mercuriano, seja lá qual for o aspecto, é muito ligado às questões da mentira. Tal pessoa pega a mentira no ar, fareja-a. E, por outro lado, quando quer mentir é habilidosa, conseguindo manipular fatos e palavras de uma forma tal que os outros fiquem convencidos da fantasia que ele criou. Particularmente acredito que todas as pessoas - independente de terem ou não interações entre a Lua e Mercúrio - sejam capazes de mentir. Entretanto, as razões que levam as pessoas à mentira são diversas e, no caso dos aspectos lunares-mercurianos, tem a ver com confusão mental e à mania de falar simplesmente quando não se tem o que dizer. Por isso que repito sempre, para pessoas com este aspecto, o tradicional: "quando o que você for dizer não for melhor do que o silêncio, nada diga". Sobretudo, cuidado com o envolvimento involuntário em situações de fofoca!

O DOMÍNIO SOBRE A LINGUAGEM
Saturno e Mercúrio, no momento de seu nascimento, encontravam-se conectados de forma particularmente poderosa, Roberta. Aparentemente, Mercúrio é o único planeta cuja natureza mescla-se harmoniosamente a Saturno. Talvez pela qualidade adaptável de Mercúrio, talvez pela sua característica andrógina (Mercúrio é o único planeta tradicional que não é masculino ou feminino, mas ambos), mas o fato é que os circuitos mercuro-saturninos não costumam apresentar a mesma densidade dos outros aspectos formados por Saturno.

"Seus questionamentos incomodam" costuma ser uma frase repetidamente dita a uma criança que, como você, possui esse aspecto. O intelecto mercuriano alia-se à profundidade saturnina, desenvolvendo uma mente arguta e perspicaz, mas que percebe que as coisas que questiona, opina ou diz costumam causar incômodo no meio ambiente. Por isso é muito comum que a criança com esse aspecto hesite em expressar-se, uma vez que se acostumou a ser repreendida ou ridicularizada quando o faz. Estrategicamente, a criança desenvolve uma máscara de mutismo e recolhe-se, olhando o mundo como se o visse por detrás das lentes de um microscópio. Observa, escuta, aprende... Em silêncio. Reúne forças para quando for suficientemente grande e forte, para quando puder expressar livremente seus pensamentos sem ser inibida por forças dominantes.

Por isso mesmo, a timidez verbal e a aparente incapacidade intelectual tradicionalmente associadas ao circuito Mercúrio-Saturno são muito mais uma estratégia, uma máscara de defesa, do que um fato, Roberta. Você aprende, desde a tenra idade, que qualquer manifestação do livre pensar pode incorrer em punição. Aprende que a verdade não deve ser dita, porque dói. E que tipos de marcas essas experiências deixarão na sua psique, isso variará de caso para caso. Mas, quando se trata de uma pessoa Mercúrio-Saturno, é muito comum que a pessoa passe por dois estágios bem definidos: uma juventude dominada por um profundo sentimento de incapacidade social e um poderoso empenho na direção da conquista do poder mental, verbal e da influência intelectual. Muito cedo, você aprende que conhecimento é poder. E, quer seja isto verdade ou não, você pretende usá-lo.

Esse é o tipo de aspecto cujos resultados dependem muito da moral absorvida por você, pois, tendo aprendido que a verdade é relativa, você aprende a manipulá-la, com o fito único de levar vantagem. Por isso mesmo, "tendência à ambigüidade e à mentira" é uma característica continuamente atribuída por astrólogos antigos a este circuito específico. Tendo passado uma longa fase de sua vida imersa num mutismo defensivo, Roberta, você aprende a manipular as palavras, a usar o conhecimento em favor próprio. Mas mesmo quando se direciona para recursos de ambigüidade e mentira, você sabe que faz o que faz. É, portanto, antes uma escolha consciente do que um comportamento compulsivo. A escolha de um caminho de inverdades é o reflexo de uma vida que acostumou-se a mentir para poder sobreviver. O que você - com esse aspecto - precisa entender é que, tornando-se uma pessoa adulta, não sofrerá mais o castigo e a repressão de pais ou autoridades "mais fortes".

Saturno ao tocar qualquer planeta tende a enfatizar o "sentimento de incapacidade", Roberta. No caso de Mercúrio, a sensação de limites é antes uma questão social do que intelectual. Não é que você não seja inteligente, muito pelo contrário. A questão é que Saturno imprime um nível de aprofundamento de visão que lhe leva a abordar os assuntos dentro de uma perspectiva que não é "aceitável" quando se é muito jovem. Desse modo, pode ser considerado um indivíduo "esquisito" pelos seus pares, e mesmo excluído do convívio social por conta de suas "idéias esquisitas". E tudo isso termina desencadeando uma profunda insegurança social, um sentimento de inadequação e, em muitos casos, problemas respiratórios psicossomáticos, como asma, bronquite e outras afecções das vias respiratórias que traduzem a mesma idéia: o indivíduo sente dificuldade para "absorver o mundo".

Justamente por este sentimento de inadequação, desta sensação de ser diferente, é muito comum que pessoas que possuam aspectos entre Mercúrio e Saturno desenvolvam atitudes de estudo compulsivas e geralmente monomaníacas, dedicadas obsessivamente a um assunto em específico. Mas, por mais inteligente que se torne, é uma inteligência por demais específica, desprovida da capacidade de criar conexões com outras áreas e assuntos, que é o que caracteriza a verdadeira sabedoria.

E, como tudo que estica termina arrebentando, é muito comum que a pessoa subitamente transforme suas obsessões intelectuais num total abandono mental. Típico caso do excelente aluno que repentinamente larga tudo. Não à toa, é muito comum encontrarmos Mercúrio aspectando Saturno em mapas de pessoas que enfrentaram algumas dificuldades acadêmicas: cursaram tarde a faculdade, ou escolheram a faculdade errada e apenas mais velhos encontraram seu caminho adequado, etc. Mesmo assim, essas ditas dificuldades são temporárias e até mesmo necessárias, é como se você necessitasse de fato desse "retardamento" do curso de sua vida acadêmica, pois o aprendizado para você passa primeiro pelas vias da experiência prática (Saturno), e só então lhe é permitido mergulhar num universo mais intelectualizado. Mercúrio-Saturno nasceu mais para atuar na prática do que para perder-se em intelectualizações, e as limitações (Saturno) que você pode sentir em sua vida acadêmica (Mercúrio) terminam sendo um grande diferencial: enquanto as pessoas empenham todo o seu destino em universidades, você desenvolveu antes um sistema próprio de pensamento, que lhe permite manter um alto nível de liberdade intelectual. É antes um autodidata, geralmente aprendendo melhor por si mesmo, do que um "aluno bonzinho" que obedece todas as regras.

Mercúrio-Saturno revela também um gosto pela pesquisa e um apreço especial pela investigação, sendo capaz de realizar árduas tarefas mentais e de pesquisa que outras pessoas não teriam paciência de executar. Há nesse aspecto uma grande capacidade de coletar dados, fazer pesquisas difíceis. Deve tomar cuidado com um excesso de dogmatismo e com uma postura rígida, que não permite contradição de suas idéias, Roberta. Esse eventual comportamento dogmático é mais uma máscara de defesa do que algo real, e pode ser também a reprodução inconsciente do que você sofreu em sua infância. Obviamente, outros aspectos astrológicos podem modificar essa tendência à rigidez, lhe tornando algo mais flexível.

Por fim, Roberta, é importante que você compreenda que a intensa voracidade intelectual que sente é mais uma forma de compensação do que uma necessidade real. Você aprende desde cedo que conhecimentos e palavras são poder. E por isso mesmo é comum encontrarmos pessoas Mercúrio-Saturno empenhadas em serem intelectualmente poderosas, dominando ao máximo um conhecimento específico, tornando-se as "autoridades supremas" numa determinada direção. Resta-lhes compreender as sábias palavras bíblicas que lembram: "Ainda que eu falasse a língua dos homens, e falasse a língua dos anjos, sem o amor eu nada seria."

A MENTE DE VANGUARDA
Quando você nasceu, Roberta, Mercúrio e Urano formavam um ângulo harmônico entre si, o que sugere um interesse ativo pelo progresso, uma mente vanguardista, aberta e liberta de preconceitos, pois a face inconvencional de Urano confere ao seu plano mental uma excelente tolerância para com as diferenças humanas. Você é uma pessoa sintonizada com idéias futuristas, inventiva e original, capaz de compreender as coisas sem necessariamente ter que passar pelo processo lento de análise. É como se captasse poderosos flashes intuitivos. Tem um talento invulgar para "evoluir" a própria área de trabalho, criando inovações filosóficas ou técnicas em relação àquilo que pratica. Pode haver, com esse aspecto, um ativo interesse por ciências, astrologia e metafísica. Com esse aspecto, recomendo ativamente o estudo da astrologia, da astronomia, de tudo o que tem a ver com o céu, assim como física quântica e metafísica.

EM CHAMAS!
No momento de seu nascimento, Roberta, os astros Sol e Mercúrio encontravam-se muito próximos um do outro, num posicionamento de grande fortalecimento, chamado combustão. Se por um lado tal aspecto sugere um intelecto brilhante e uma sólida capacidade de auto-expressão, por outro você precisa tomar cuidado para não tomar as próprias verdades como coisas "absolutas". Há um risco de você se colocar de uma forma muito veemente e de levar as idéias muito para o lado pessoal, de modo que se alguém critica uma idéia sua, é como se estivesse criticando o seu ser por completo.

Suas convicções são fortes, Roberta, e você é o tipo de pessoa capaz de influenciar outras. Justamente por isso precisa ter um pouco mais de paciência com aqueles que lhe parecem "intelectualmente lentos", caso contrário poderá vir a ter problemas decorrentes de acusação de arrogância intelectual. Cuidado também para não se apegar demasiadamente às próprias idéias

Uma sugestão importante para pessoas que, como você, Roberta, possuem este aspecto, é recordar que elas não são apenas idéias. Ou melhor, que há uma diferença entre "ter pensamentos" e ser dominado por eles. A palavra "eu" vem do grego, e significa tão simplesmente "bem, bom e belo"; quando Mercúrio está tão próximo do Sol, ocorre uma vinculação muito forte das idéias ao próprio ego, e cria-se a idéia de que "o que é bom para mim é necessariamente bom para os outros'. E mais: "se contestam minha idéia, estão contestando a mim por inteiro".

Tal forma de ver as coisas, Roberta, entretanto, só é realidade para pessoas muito fixadas nas próprias idéias. Afinal de contas, se eu sou vegetariano e defendo que esta é a alimentação ideal, obviamente me depararei ao longo da minha existência com várias pessoas que não partilham das mesmas opiniões e hábitos. O problema, para pessoas de Mercúrio conjunto ao Sol - sobretudo se outros aspectos do mapa indicarem tendências radicais - é que elas fantasiam que "a contrariedade de uma ideologia representa a negação do ego, uma afronta ao ser". Um grande passo é dado se você conseguir se desapegar das próprias idéias, relaxando e não levando tão a ponta de faca alguns princípios. Em geral, têm dificuldade para conviver com pessoas de idéias muito diferentes. A tolerância intelectual é um exercício importante, Roberta !



Todos nós possuímos um guerreiro interior. Um aspecto interior que nos impele a crescer, lutando pelo nosso espaço. Na astrologia, podemos fazer uma analogia entre esse "guerreiro" e o planeta Marte. Marte é a representação de nosso espírito de luta, da forma como batalhamos pelas coisas que queremos, como conquistamos nosso espaço. E todos nós possuímos Marte em um dos doze signos zodiacais, que seriam "doze guerreiros" com qualidades bem distintas.

EM NOME DA HONRA
No momento de seu nascimento, Roberta, o planeta Marte passava pelo signo de Leão, um signo de qualidade fixa, o que sugere uma concentração de vontade muito poderosa na direção das coisas que você deseja. Você geralmente sabe o que quer, e demonstra autoconfiança quando caminha na direção de seus objetivos, ainda que essa autoconfiança seja mais um teatro do que algo que você inquestionavelmente sinta.

Você, Roberta, com Marte em Leão, sente uma grande necessidade de demonstrar sua capacidade superior de batalha, e aprecia realizar coisas que mostrem o quanto você é uma pessoa pródiga. Num nível mais amadurecido, isso se traduz em realizações espetaculares, brilhantes; num nível mais infantil, se manifesta puramente como uma sexualidade pródiga. Tende, entretanto, a não saber lidar direito com eventuais fracassos, predispondo-se a negá-lo ou enraivecer-se com o "mundo ignorante que não me merece".

Há nesse Marte leonino um "quê" de dignidade e de nobreza que é algo muito bonito de se ver. Com Marte em Leão, Roberta, você não toma atos sujos ou sorrateiros em suas batalhas, preferindo um comportamento digno, ético, heróico, que mesmo ao brigar jamais humilha completamente o inimigo. Precisa, entretanto, compreender que você tem limites, pois por mais forte que seja, não é nenhum super-herói, e geralmente se acredita mais forte do que de fato é. Todas as pessoas têm suas vulnerabilidades, Roberta, mas no seu caso você tem uma recusa tácita em encará-las, a não ser que a vida já tenha providenciado situações que lhe levem a percebê-las como essenciais à existência. Fraquezas essenciais não são vergonhosas, ao contrário, são a lembrança do quanto somos humanos e de que precisamos pedir ajuda de vez em quando. E isso é importante para você, Roberta, uma vez que seu maior inimigo é interior, e se chama "orgulho". Faz parte da sua evolução natural solicitar ajuda e admitir - nem que seja para si - suas fraquezas.

A VONTADE INCONSCIENTE
Com Marte na décima-segunda casa astrológica, Roberta, você precisa tomar um especial cuidado para não se colocar em posição de vítima, vivendo uma passiva insatisfação em relação à vida, como se não tivesse tido oportunidades ou como se tivesse sido vítima de pessoas que lhe impediram de realizar seus desejos e quereres. "A culpa não é minha, me impediram" pode ser uma frase muito dita e incorretamente, diga-se de passagem! A qualidade agressiva de Marte, quando está na Casa 12, termina sendo mascarada como uma "gentileza dominadora", em que a pessoa não parece, mas tenta controlar com atos sutis. Isso, obviamente, num sentido negativo.

O problema, quando Marte está na Casa 12, é que as lutas podem ser direcionadas para o lado errado. Ao invés de atacar os pontos essenciais que precisam ser atacados, você corre o risco de ficar brigando com pessoas e coisas que não exigem nem um pouco de briga. Há também a tendência a lutar por causas que nem são suas! Isso tudo tem a ver com um comportamento escapista, Roberta, que nem sempre você tem consciência de usar.

Você, com Marte na Casa 12, tende a negar suas raivas e frustrações, mas é preciso que as encare diretamente, a fim de não se tornar uma vítima de seus próprios processos de auto-sabotagem. O inimigo aqui é interior, Roberta, e envolve um lado seu que acha que não é merecedor de vencer. Encarar este lado e verificar quais as origens psicológicas dele é essencial para o desenvolvimento psicológico.

A MISTERIOSA FORÇA MÁGICA
O momento de seu nascimento foi marcado por uma forte angulação entre os planetas Marte e Netuno, Roberta. Quando em contato, estes planetas sugerem um indivíduo que é motivado a agir por inspirações e ideais maiores. Você sente um impulso natural para lutar por causas que não são meramente pessoais, e em geral age com plena certeza de que está se inspirando por uma força espiritual superior. Um carisma fora do comum é uma marca registrada deste tipo de aspecto.

Mas o que vem a ser, exatamente, este "carisma"?

Carisma é aquele apelo magnético que algumas pessoas têm - como você, Roberta, com este aspecto de Marte com Netuno - e que afeta tudo o que o cerca. Num sentido positivo, este tipo de poder - que opera num nível muito acima do racional - tem a capacidade de atrair, como se fosse um ímã vivo (e sem nenhum esforço ou consciência plena) as pessoas que irão lhe fornecer os requisitos necessários para que seus ideais sejam realizados. E vale destacar que esta qualidade carismática não depende da vontade, funcionando até se você estiver inconsciente! Isto porque Netuno atua num nível sutil, espiritual, fazendo valer seu poder através de Marte.

Com este aspecto, Roberta, você tem o poder de atrair tudo com o qual sua alma está sintonizada no momento. É uma força inexplicável que lhe abre as portas quando você mais precisa. Você, com esta qualidade, pode até detestar vida social, mas quando sai se torna o centro dos grupos, atraindo aqueles que porventura possam lhe ser úteis. Há também o poder de "liderar espiritualmente", o que nem sempre é vivido. Mas muitos indivíduos Marte-Netuno atuam como verdadeiros guias espirituais. Inclusive este é um aspecto "perigoso", pois a pessoa que porta este tipo de força é capaz de manipular os outros de uma forma muito sutil e imperceptível, para que as pessoas façam aquilo que ela quer. Sai literalmente arrombando portas, mas sem mover um dedo. Instiga os outros a desencadearem processos para só então, com uma cara de "acidentalmente", chegar onde sempre queria. Com este aspecto, Roberta, muitas vezes você nem sequer percebe que age assim. Você aponta para um lado e diz: "vou para lá", e realmente acredita está indo "para lá", todos olham para aquela direção até que... Você chega num ponto totalmente inesperado. E, quando observa, apesar de não ter chegado necessariamente onde pensou que queria chegar, termina alcançando o ponto que no fundo mais precisava!.

Na prática, é como se sua alma fosse guiada por correntes inconscientes e por isso mesmo seu poder é maior: você não depende de um controle consciente para lutar suas batalhas. Há uma força interna que se move independente da vontade superficial.

Você, com este aspecto Marte-Netuno, além de ter esta magia na personalidade, tem também algo espiritual na forma de ser, algo que se submete ao que é relevante à alma, descartando aquilo que não serve. Não é estranho que amizades que não prestam simplesmente desapareçam da sua esfera de ação, sem discussões e sem brigas, simplesmente porque a magia netuniana resolveu que aquele indivíduo deveria ser catapultado para longe.

Saiba mais sobre esse aspecto: O lado sombrio: caminhos confusos, para onde devo ir?
Em casos mais negativos, Roberta, você corre o risco de muitas vezes perder tempo e energia lutando contra moinhos de vento, ou de gastar energia em embates espirituais ou filosóficos desnecessários. Se você souber se organizar direito, poderá ser um membro importante na luta pelos fracos e oprimidos, na luta por causas nobres e espirituais. Mas muitas pessoas que possuem este aspecto de uma forma pouco amadurecida simplesmente demonstram uma grande dificuldade de saberem aquilo que exatamente querem, e ficam sendo jogadas para um lado e para o outro na vida, como se fossem um barco no meio do oceano, sem leme, sem velas, sem motor e sem bússola. Para você, portanto, é essencial trabalhar a determinação para objetivos específicos, já que ela tem mania de "dissolver a vontade" no meio do caminho, partindo para outra coisa. Entretanto, Roberta, não há como negar que, quando se trata de Netuno, nem sempre aquilo que você determina é aquilo que você precisa. Por isso mesmo é impossível deixar de notar que às vezes o que parece "confusão de caminhos" para um observador mais racional, no seu caso em particular é tão simplesmente a sua forma pessoal de se encaminhar para onde tem que ir... Mesmo que você não saiba disso!

PARA O ALTO E AVANTE!
Quando você nasceu, Roberta, os planetas Marte e Júpiter conectavam-se fortemente em seu mapa; a qualidade expansiva e inflamada de Júpiter age sobre Marte, o que sugere que você é do tipo de pessoa que estimula e impele o mundo ao seu redor, sobretudo quando a moral e a disposição do meio ambiente estão baixas. Com estes dois planetas fortemente conectados, você tem o dom de reavivar os outros com um entusiasmo contagiante em relação a projetos, causas, ideais e metas.

É preciso, entretanto, tomar um certo cuidado no que diz respeito à proporção, Roberta, pois Marte-Júpiter é um tipo de contato planetário famoso por incorrer em exageros e excessos no curso da ação, o que pode lhe levar a passar dos limites e a agir como se detivesse a verdade em suas mãos. Pessoas com este tipo de aspecto, quando se sentem estimuladas por algo, querem vender esta idéia pra todo mundo, e agem como se soubessem o que é "bom e certo" para todos. E é bem possível que o caminho seja bom mesmo, mas a atitude excessivamente cheia de certezas pode afastar os outros, que ficam chateados com tanta insistência.

Este é o aspecto típico do indivíduo portador de uma qualidade conquistadora; se outros aspectos do mapa favorecerem, Roberta, você será uma pessoa dotada de uma confiança total, de natureza audaciosa e destemida, podendo inclusive ter o dom do comando. É possível que venha a realizar muitas viagens, sobretudo para o estrangeiro.

O sentido negativo deste aspecto surge quando você perde o controle de sua própria qualidade inflamada: torna-se valente em excesso, confiante demais no ovo antes da galinha botar, portando-se de forma agressiva quando lhe questionam ou desafiam. O lado autoritário de Júpiter pode lhe impelir a perder muito tempo dando lições de moral para os outros, assim como gerar uma identificação excessiva com o famoso "personagem do cavaleiro branco", que crê firmemente que eu sou o bem e trilho o caminho da luz... Os "outros" é que não sabem de nada... Este aspecto pode, inclusive, incorrer numa tendência a ter que se envolver em batalhas filosóficas e conflitos de ordem religiosa ou política.

A lição associada a este aspecto, Roberta, é a de que você precisa aprender quando e onde parar. Muitas vezes tudo indica que algo não dará certo, mas a pessoa Marte-Júpiter não sabe se dar o devido limite, e perde excelentes oportunidades de "frear".


Chegamos agora a um momento especial da análise do seu mapa, Roberta, em que falarei sobre a importância e papel do planeta Júpiter. Ele é o símbolo daquela parte de sua alma que tenta encontrar um sentido maior para a própria existência. Todas as pessoas do mundo possuem uma função interior as estimula a ver a vida sob uma nova perspectiva. Isso não está necessariamente atrelado a questões religiosas, mas a uma tentativa de descobrir o significado da própria vida. Júpiter, portanto, representa aquela parte de sua alma capaz de criar símbolos e fazer analogias que lhe permitam ver a vida como "algo que faz sentido".

Poderíamos dizer, em palavras simples, que Júpiter em seu mapa representa onde você encontra felicidade e sentido para a sua existência.

A OPORTUNIDADE VEM DAS ORIGENS
Com Júpiter na Casa 4, grande felicidade é encontrada através do simples ato de ficar dentro de casa - que na verdade é seu castelo.

Você, Roberta, nasceu com o planeta Júpiter na quarta casa zodiacal. Com este posicionamento, você pode encontrar grande felicidade e sentido para a própria existência a partir da compreensão da ancestralidade. Você pode, por exemplo, dedicar-se ao entendimento da história da sua família, e sentir-se muito feliz ao perceber a própria vida como sendo parte de um "algo maior", como se estivesse dando continuidade a um trabalho que foi iniciado bem antes de você nascer. Daí vem o interesse que muitas pessoas de Júpiter na Casa 4 têm por genealogias, história da família. Também é possível, Roberta, que você venha a se dedicar ao estudo da história da humanidade, ou venha a sentir grande identificação com uma tradição cultural, filosófica ou religiosa. De todo modo, como já foi dito, grande alegria é encontrada quando você mergulha no mundo do passado e das tradições.

Com Júpiter na Casa 4, a casa é transformada num templo, e de fato termina lhe sendo importante viver num lugar especial, e não em "qualquer lugar". Num sentido infantil, Roberta, isso pode se manifestar como um gosto pela opulência doméstica, uma necessidade exagerada de espaço. Num sentido mais amadurecido, sua casa termina sendo a expressão material de um ambiente ideal, e neste ambiente ideal a cultura e as boas energias são favorecidas. Em alguns lares de pessoas de Júpiter na Casa 4, um grande espaço é destinado a uma maravilhosa biblioteca; outras, sentem a necessidade de ter um espaço que é transformado num pequeno altar. De todo modo, a mensagem é explícita: minha casa, um palácio. Em muitos casos que tenho avaliado, a família da pessoa favoreceu muito que ela tivesse uma boa formação educacional, cultural e/ou moral.

Como a Casa 4 também representa as condições de velhice do indivíduo, é bem possível que você venha a se dedicar a alguma busca espiritual na meia-idade, dedicando grande energia e tempo nesta direção. De alguma forma, o sentido da vida vai se tornando mais claro para você, na medida em que você envelhece. "Envelhecer iluminado" é uma das antigas interpretações de Júpiter na Casa 4.

O conhecimento do planeta Saturno em seu mapa astral tem uma importância especial, Roberta. Todos nós guardamos em nosso íntimo um "mestre interior", uma parte nossa que está destinada a ensinar uma lição ao mundo. Entretanto, este "mestrado da alma" não vem pronto. Como todo e qualquer mestrado, exige esforço, disciplina e muita, mas muita experiência de vida. Por isso, a posição de Saturno em seu mapa inicialmente pode representar uma fraqueza particular, uma área da existência em que você sente que há fragilidade e medo.

Mas aí que está a maravilha de Saturno: invariavelmente, a parte de nossa alma que mais nos incomoda termina sendo a mesma parte para a qual damos uma atenção especial. E, com o tempo, tal atenção de desenvolve em consciência. E é esta consciência que lhe concederá a maestria na área ativada por Saturno.

O MEDO DA PRÓPRIA GRANDEZA
Com Saturno na Casa 10, Roberta, podemos começar dizendo que você é uma pessoa extremamente sensível à sua própria imagem pública. Ainda que cultive uma imagem de "não estou nem aí", o fato é que você é uma pessoa muito ligada a questões de reputação e honra, e é aí que reside sua grande força... E sua maior fraqueza, ao mesmo tempo.

A força estaria associada ao fato de que você, de um modo instintivo, sabe como se comportar para impressionar, conhece os gestuais, rituais e maneirismos que irradiam confiança e lhe garantem posições de poder. Há, com Saturno na Casa 10, um conhecimento inato de como manipular as massas.

A fraqueza está associada ao fato de que você passa a depender desta imagem pública, ou seja, o seu poder não é exatamente seu, mas advém de algo concedido pelas massas. Não é à toa que Saturno na Casa 10 é muito encontrado em mapas de políticos ou administradores, cuja autoridade vem do povo.

Com Saturno na Casa 10, Roberta, você sente uma grande necessidade de cumprir um papel respeitável dentro da sociedade. Tende, portanto, a alcançar alguma posição de poder tradicional, ou mesmo tornar-se alguém de sólida reputação em sua área de trabalho. Trabalho duro é com você: com dedicação, persistência e afinco, você galga a escada que lhe conduzirá ao topo. Num sentido negativo, presente em pessoas pouco maduras, há o risco de você achar que os fins justificam os meios, do estilo "ninguém nem nada me deterá". Uma ambição desmedida é, muitas vezes, o pecado de Saturno na Casa 10, muito embora nem sempre isso aconteça, sendo mais o resultado de uma eventual má formação ética do que de um fator astrológico.

Saturno está sempre associado a uma parte nossa que sente medo. O grande medo, no seu caso, é o de não ser ninguém e, ao mesmo tempo, o medo de ser alguém e não fazer jus às expectativas. Daí a identificação com títulos, diplomas, medalhas, cargos. O que seu lado saturnino mais precisa aprender, Roberta, é que a verdadeira autoridade e poder irradiam de dentro. Qualquer coisa que provenha do exterior deveria ser tão somente um prêmio pela sua competência, e não a "razão" de sua competência.

No que diz respeito a Saturno na Casa 10, é bem possível que você venha a atingir uma posição de grande poder social. O problema aqui, Roberta, não é "atingir" esta posição, pois tal coisa é mais ou menos inevitável. A questão aqui é, uma vez ocupando um cargo de poder, saber mantê-lo com sabedoria. Existe uma "trava de defesa" em Saturno na Casa 10, que leva o indivíduo a cair vertiginosamente caso venha a abusar do poder e da autoridade que lhe foi confiada.

Com Saturno na décima casa astrológica, diz-se que a pessoa é um canal das ambições da mãe. Aquilo que a mãe não conseguiu conquistar para si, por uma razão ou outra, é projetado em você, de modo que é através de você que ela satisfaz seu próprio e particular desejo de poder.


Por fim, chegamos ao momento de discorrer a respeito dos ditos planetas transpessoais em seu mapa: Urano, Netuno e Plutão. Tais planetas, além de Saturno, teriam uma analogia simbólica com as partes mais elevadas da nossa alma, partes que nem sempre compreendemos ou gostamos, pois tais aspectos do nosso ser focam-se em questões que estão além dos gostos, além do ego.

Exatamente por isso que estes três planetas estão associados ao capítulo "Evolução Pessoal" do seu mapa.

Os planetas Urano, Netuno e Plutão manifestam-se em nossas vidas de duas maneiras bem específicas: na forma de oportunidades de crescimento interior, onde somos apresentados a uma realidade maior que permite o desenvolvimento da nossa consciência, ou na forma de situações drásticas, que nos "forçam" ao despertar desta consciência. Seja através da abertura voluntária ou da dor, todos nós, sem exceção, em algum momento de nossas vidas somos conclamados a uma evolução das perspectivas.

A COMPREENSÃO INTUITIVA DA REALIDADE
Sobre Netuno, Roberta, pode-se dizer que ele representa um setor da sua existência em que o universo lhe apresenta uma porta para a expansão da consciência através da experiência da doação. Netuno representa aquela parte de sua alma que é movida por um amor de cunho mais impessoal, mais compassivo. Alguns astrólogos esotéricos costumam dizer que Netuno revela o "Cristo interior" que cada um de nós tem, o que não deixa de ser uma imagem válida, se considerarmos que a área de Netuno representa aonde viemos nos doar sem necessariamente esperar algo em troca.

Como em todos os planetas, há a face mais luminosa e a mais sombria de Netuno. No que diz respeito ao lado mais "sombrio" deste planeta, Netuno pode representar uma área de nossas vidas onde somos compelidos à auto-ilusão. Todos nós, mesmo as pessoas mais práticas, somos predispostos a termos um aspecto de nossas vidas em que corremos o risco de nos iludirmos, de nos inclinarmos ao engano, a fazermos o papel de "vítimas". A forma como Netuno se expressará em sua vida dependerá de você, Roberta. Dependerá de sua maturidade e autoconsciência - e nenhuma destas duas coisas vem "marcada" no mapa, é atributo de conquista individual de cada um.

Em seu mapa astral, Roberta, o planeta Netuno se manifesta na terceira casa zodiacal, que está associada ao uso da mente, da linguagem e à forma como a pessoa se relaciona com o meio ambiente circundante. A primeira coisa que chama a atenção, Roberta, é que você não se satisfaz com as vias "usuais" de comunicação. Você sente, instintivamente, que muita coisa se perde com as palavras, e que há formas alternativas de expressão. Por conseguinte, não seria mal que você se aprofundasse em formas alternativas de linguagem; a dança, por exemplo, é uma forma de você se comunicar com o corpo, ou mesmo a pintura, a fotografia, a poesia... Formas mais "sutis" de transmitir suas idéias. De certo modo, você se sente mais confortável ao se comunicar com imagens. Tanto que não é incomum encontrarmos pessoas de Netuno na Casa 3 que apresentam algum nível de problemas de comunicação quando jovens. Tudo isso se deve a uma percepção natural que você tem que há muita confusão e mal-entendidos por conta da linguagem falada. Daí, pode desenvolver um medo de ter suas palavras mal interpretadas, e termina se fechando ou ficando muito sensível.

Num sentido negativo que é possível, sobretudo, quando a ainda não se amadureceu devidamente, você pode ser vítima de pensamentos confusos, desordenados, alucinatórios e paranóicos, entendendo tudo errado. Um canal telepático muito aberto pode lhe fazer "captar" pensamentos dos outros e achar que são seus, o que incorre em contradições internas. Tome cuidado, sobretudo, para os outros não lhe "usarem" como porta voz daquilo que elas querem dizer. Termina sobrando é pra você!

O sentido mais positivo de Netuno na Casa 3, Roberta, diz respeito a uma capacidade de "ler" o sutil, de conseguir captar os subtons inerentes às frases. Você interpreta sutilezas, nuances que a maioria das mentes simplesmente não capta. Isso lhe possibilita escrever coisas fascinantes, ou mesmo compreender as pessoas num nível em que nem elas mesmas conseguem se entender. É através do ato de ouvir e falar que você realiza seu propósito de doação espiritual.

TUDO OU NADA
Para finalizar esta introdução ao seu mapa, Roberta, chegamos então ao momento de falarmos sobre o planeta Plutão. Sendo o planeta mais distante do Sol, podemos dizer que - simbolicamente - Plutão representaria aquilo que está "mais afastado da consciência" sendo, portanto, uma parte do seu mapa que exige uma atenção particularmente especial.

Aquilo que não integramos à consciência termina invariavelmente se manifestando na forma de "fardo" ou "destino", e exatamente por este motivo Plutão também tem este significado de uma área de nossas vidas onde nossa vontade consciente pouco ou nada importa. Seria, portanto, uma parte de nossas vidas onde não temos controle e temos que nos sujeitar a um desígnio de destino, coisa difícil de aceitar em nossa sociedade que faz tanta propaganda do chamado "livre arbítrio". Plutão vem nos ensinar que por maior que seja a nossa livre vontade, existem coisas que estão além do nosso mero controle pessoal. A área em que Plutão se manifesta em seu mapa, Roberta, pode ser interpretada como um setor de fatalidades, em que você descobre que existem forças maiores do que as do ego pessoal.

Levar a luz da consciência (Sol) ao reino escuro e distante de Plutão não é tarefa fácil, mas é possível... Com esforço e compreensão de que nem tudo tem que ser do jeito que nosso ego deseja. Através da consciência, Plutão assume então outro significado: não mais o anunciador de fardos implacáveis, mas o de doador de riquezas infinitas. A área em que Plutão se manifesta em seu mapa, Roberta, pode ser portanto vista também como um setor de vastas riquezas.

No seu caso em particular, Roberta, Plutão ativa a primeira casa astrológica, o setor da identidade. Esta é uma posição particularmente especial para Plutão, pois significa que quando você nasceu este planeta também se levantava no horizonte. É muito simbólico vir ao mundo ao mesmo tempo em que um planeta também nasce, é como se ele fosse o arauto do seu nascimento, uma espécie de "padrinho" e você passa a ser um representante vivo daquele astro.

Toda posição planetária possui múltiplos significados, vários níveis de manifestação. Num nível mais infantil, ou "pouco amadurecido", Plutão na Casa 1 pode representar que você sofre de uma espécie de angústia paralisante: diante da percepção do absurdo da vida, da consciência de que tudo é impermanente, você corre o risco de simplesmente se imobilizar, de passar muito tempo numa espécie de "inação mórbida", que decorre também de uma espécie de paranóia: o que os outros estarão tramando? Alguém deseja meu mal? É importante, Roberta, compreender que na massiva maioria das vezes tudo isso não passa, de fato, de paranóia.

Como a primeira casa astrológica representa a forma como começamos as novas etapas em nossas etapas em nossas vidas, Plutão aqui posicionado sugere uma tendência a começar as coisas de uma forma muito densa e dramática, como se você estivesse sempre descontente consigo e precisasse passar por transformações constantes. A grande contradição de seu Plutão, Roberta, é que há aqui um grande desejo pelo novo ao mesmo tempo em que também ocorre uma grande dificuldade em abandonar o que é velho.

Os inícios são vividos com muita intensidade, o que pode causar algum estrago em torno... Pessoas que, como você, possuem Plutão na Casa 1, possuem uma tendência a extremos radicais, do estilo "tudo ou nada". É preciso, portanto, aprender a cultivar um mínimo de automoderação.

Num sentido geral, Roberta, você pode parecer uma pessoa muito controlada, e pode também ser do tipo que abafa as próprias emoções, de modo que aquilo que rola na superfície não é sequer dez por cento do que ocorre em seu interior. Plutão na Casa 1 muitas vezes se assemelha a um vulcão arrolhado: quando explode, sai de baixo!

A melhor qualidade de Plutão na Casa 1, Roberta, diz respeito a uma enorme, impressionante força de vontade e uma notável capacidade de sobrevivência. Quando você enfia uma coisa na cabeça, percebe sua alma absorvida por um impulso realizador tão intenso que é capaz de sobreviver às situações mais difíceis. Inclusive, diga-se de passagem, algo na sua alma plutoniana lhe conduz a querer viver experiências drásticas na vida, como uma forma de ir da altura mais elevada ao vale mais profundo. Plutão quer experimentar do melhor e do pior que a existência pode oferecer.

Para finalizar, Roberta, compreenda que você é um potencial canal de mudanças profundas da realidade em torno. Com sua personalidade descontente, você provavelmente será um agente de transformação, e ainda que precise lutar muito contra as chamadas "forças de controle" do mundo exterior, não hesitará em comprar as brigas que forem necessárias a fim de realizar seu destino de agente transformador. Convém apenas observar um ponto importante, também ensinado por Plutão. Na mitologia, este deus usava um capacete que o tornava invisível. Compreenda, portanto, que sua força de ação na vida funciona melhor na sutileza do que no ataque direto. Mais do que isso, Roberta, compreenda que existem dois pontos que você precisa particularmente atentar: a angústia paralisante e uma mania de viver tudo muito intensamente. Considerando estes dois pontos e trazendo-os à luz da consciência, você estará livre para usar seu Plutão da maneira mais elevada possível e ser, efetivamente, um canal transformador do planeta.

OS SISTEMAS ALTERNATIVOS DE VALOR
Urano representa uma área de sua vida onde você necessita de liberdade para exercer sua criatividade. Representa o "ponto" do mapa em que você recebe o chamado para a superação dos limites. Mas também, por outro lado, representa uma área da vida em que podem ocorrer "choques", sustos, instabilidades e descontrole. Quando tais coisas ocorrem, a mensagem é clara: quem não desperta por si mesmo, despertará via choque elétrico.

No seu caso específico, Roberta, o planeta Urano incide sobre a Casa 2, associada ao dinheiro, posses e valores. Como sempre ocorre, Urano poderá manifestar-se como uma imagem de liberdade, ou como uma imagem de desestruturação. Teremos então possibilidades positivas ou negativas para este aspecto, a saber:

Num sentido negativo, imaturo, Urano na Casa 2 sugere que sua alma não colabora para ter uma vida material estruturada, sólida. De algum modo, você termina arranjando um jeito de desestabilizar tudo, seja através de atos libertinos, seja por conta de uma dificuldade de lidar com imprevistos. O grande problema de Urano na Casa 2 surge justamente quando a pessoa não raciocina em termos de imprevistos, ou quando confunde "liberdade" com "irresponsabilidade". A Casa 2 é a casa dos valores, e Urano aqui posicionado sugere que você, Roberta, dá um grande valor à liberdade. Só que isso, se for vivido de uma forma exagerada, termina virando tão simplesmente irresponsabilidade. Liberdade sem consciência dá nisso.

Como sempre ocorre com Urano, quando a pessoa insiste em se preservar num nível de consciência infantil, ocorrem "choques" e "sustos" para que a pessoa finalmente desperte de seu torpor. Na Casa 2, Urano ensina que tais choques e sustos estão relacionados à sua vida financeira: perdas e ocorrências de última hora podem lhe abalar sobremaneira, e tudo isso termina lhe forçando a parar e repensar a vida e seus conceitos de "liberdade".

Num sentido positivo, que ocorre quando a pessoa está mais amadurecida e consciente, Urano na Casa 2 sugere que você tem o dom de descobrir formas alternativas de ganhar dinheiro. Sendo uma pessoa muito inventiva e original, Roberta, você consegue perceber oportunidades financeiras em situações e circunstâncias em que os outros nada vêem. Urano na Casa 2 é o dom de fazer mágicas com os recursos materiais. Também sugere uma habilidade natural para desenvolver sistemas econômicos alternativos, soluções inusitadas, mostrando às pessoas que é possível lucrar com coisas pouco convencionais.

Com Urano na segunda casa, Roberta, é muito provável que você venha a ganhar dinheiro trabalhando autonomamente, e é certo que aprender novas tecnologias é algo que lhe traz dinheiro. Portanto, não hesite em aprender ao máximo tudo o que puder sobre informática, internet, ou sobre novas tecnologias dentro da sua área de atuação. Com Urano na segunda casa, as coisas modernas são suas aliadas no processo de fazer dinheiro.

Como Urano é um planeta associado a extremos de altos e baixos, é muito provável que sua vida seja marcada por ganhos súbitos de dinheiro, assim como por perdas repentinas. A lição a ser aprendida, no seu caso, é da estabilidade e do aprendizado de uma coisa chamada imprevistos. Você não nasceu para ter uma vida material linear, portanto uma poupança para eventualidades lhe é mais do que absolutamente necessária.

Você valoriza muito a liberdade, Roberta, e isso é muito bom. Considere apenas que existe um preço para a liberdade... E muitas vezes este preço é justamente a falta de uma devida estabilidade financeira. Mas se você aprender a ser previdente, um grande passo já terá sido dado.

SINTONIA COM O FUTURO
Quando você veio ao mundo, Roberta, os astros Sol e Urano formavam um ângulo harmonioso entre si. Este aspecto sugere uma personalidade inventiva e original, que se destaca ao mostrar ao mundo que é possível fazer as coisas de uma maneira nova, e que também é preciso que as pessoas respeitem suas diferenças. Dotado de uma individualidade singular e única, você provavelmente respeita a diferença entre os seres e aprecia que existam muitos tipos de estilos e idéias. Para você, Roberta, coisas uniformes são terrivelmente cansativas, e por isso mesmo você luta para tornar o mundo um lugar com o máximo de cores possíveis. Possui afinidade com aquilo que há de mais moderno em sua área de atuação, de modo que batalhará sempre pela evolução das coisas. Pode se sentir incompreendido, sobretudo em ambiente mais "caretas", e por isso mesmo costumo sugerir que pessoas com este tipo de aspecto prefiram viver em grandes metrópoles, onde as idéias "originais" são mais bem vindas e ela chama menos atenção. Em cidades pequenas, alguém como você seria tido como o cúmulo da esquisitice, e é possível que tais rótulos venham a te cansar e magoar. Algumas pessoas com este aspecto até gostam de chamar a atenção sobre si, mas mesmo estas compreendem que é mais funcional quando se vive num lugar que entende e respeita aquilo que é novo, original e único.

Mapa astral elaborado pelo astrólogo: Alexey Dodsworth - http://www.personare.com.br